Pontaria desafinada e falhas de criação: notas do Corinthians na estreia em 2018

Timão criou oportunidades, mas não converteu em gol e viu defesa falhar em único chute ao alvo da Ponte Preta; confira as notas dos jogadores corinthianos

Pontaria desafinada e falhas de criação: notas do Corinthians na estreia em 2018
Foto: Daniel Augusto Jr/Agência Corinthians

Não foi a estreia oficial que todos esperavam. O atual campeão paulista e brasileiro retornou ao eterno Pacaembu para sua primeira partida no Paulistão 2018 e não se deu bem. O Corinthians apresentou defeitos com o time titular, que ainda está em formação, e perdeu para a Ponte Preta no único chute em gol que a equipe campineira deu na partida.

Confira abaixo as notas dos jogadores corinthianos na partida.

Cássio: Pouco exigido, não teve culpa no gol tomado. Nota 5

Fágner: Principal válvula de escape, foi muito acionado e perigoso, como sempre no ataque. Firme na defesa, mas abusou de cruzamentos desnecessários. Nota 6

Balbuena: Sempre técnico, seguro e frio. Precisou salvar seu companheiro algumas vezes e ainda levou perigo no ataque. Sem culpa no gol. Nota 5.5

Pedro Henrique: Inseguro, lento e com saída de jogo bem falha. Sofreu em seu setor e ainda correu errado no gol da Macaca. Nota 4

Guilherme Romão: Menino, fez seu primeiro jogo oficial como titular. Bem no apoio, mas novamente triste na defesa. Não deu combate no gol da Ponte e ainda encerrou a noite com uma expulsão boba. Precisa aprender a marcar e entender filosofia de defesa corinthiana. Nota 4

Gabriel: Sempre firme na frente da defesa e bem nas coberturas dos laterais. Ficou em campo, mesmo com Corinthians tendo um a mais em campo. Nota 5

Romero: Apagado na parte ofensiva, com muita preocupação defensiva. Noite fraca tecnicamente. Nota 4

Jadson: Não atuou mais recuado, como nos amistosos anteriores, prejudicando a qualidade na saída de jogo. Afunilou demais dentro da defesa da Ponte e pouco criou. Perdeu pênalti de forma infantil. Nota 4

Rodriguinho: Vez ou outra fazia a saída de jogo, mas não conseguiu entrar na área ou atacar espaços. Outro que não conseguiu sair da marcação campineira. Nota 4.5

Clayson: Mais agudo que Romero, mas com os mesmos erros do companheiro. Falhas em jogadas ofensivas e pouca profundidade. Nota 4.5

Kazim: Triste. Teve algumas chances, mas perdeu de forma bisonha. Fazia bem o pivô, mas dominava com a mão, além de pouco saber fazer algo com a bola no pé. Nota 3.5

Lucca: Entrou na vaga de Clayson, deu mais opção no ataque, aprofundou mais, mas pecou no último passe. Nota 5

Marquinhos Gabriel: Entrou na vaga de Romero, começou bem, mas logo apagou e se apavorou com a bola no pé. Ainda assim, achou bons passes com Fagner. Nota 5

Junior Dutra: Entrou na vaga de Jadson, mas pouco participou de lances ofensivos. Seria cruel dar uma nota.

Fábio Carille: Até conseguiu ajeitar o time no início do jogo e fez um primeiro tempo dentro do aceitável. Mas não arrumou formas de entrar na defesa rival, mesmo com um mais, e viu suas mudanças pouco mudarem o jogo. Claramente precisa de peças ofensivas. Nota 4.5