Após início de ano ruim, Coritiba e Cruzeiro buscam se redimir no Campeonato Brasileiro

Colecionando momentos instáveis nesse começo de temporada, as equipes tem encontro marcado para o estádio Couto Pereira, neste sábado, às 21h

Após início de ano ruim, Coritiba e Cruzeiro buscam se redimir no Campeonato Brasileiro
(Foto: Coritiba/Divulgação)
Coritiba
Cruzeiro
Coritiba: Elisson (Wilson); Reginaldo, Luccas Claro (Rafael Marques), Juninho e Carlinhos; João Paulo, Alan Santos, Thiago Lopes (Juan) e Vinícius; Negueba e Kléber. Técnico: Gilson Kleina
Cruzeiro: Fábio; Lucas, Léo, Bruno Rodrigo e Sánchez Miño; Henrique, Lucas Romero, Pisano, Elber e Allano; Willian. Técnico (interino): Geraldo Delamore
ÁRBITRO: Jean Pierre Goncalves Lima (Asp.Fifa-RS)
INCIDENCIAS: Partida será realizada no estádio Couto Pereira, no dia 14 de maio, às 21 horas, válida pela primeira rodada do Campeonato Brasileiro de 2016

Em comum, pode-se elencar a eliminação precoce na Primeira Liga, desempenho fraco no Estadual, falta de padrão tático e insatisfação popular. Coritiba e Cruzeiro iniciaram o ano de 2016 sem conseguir satisfazer o seu torcedor, e veem no Campeonato Brasileiro a grande chance para dar um novo rumo a atual temporada. O duelo entre essas duas forças ocorrerá no estádio do Couto Pereira, às 21h deste sábado, em partida válida pela primeira rodada do Nacional.

Depois de ser derrotado para o Atlético-PR nas duas partidas da final do Paranaense, o Coritiba também não obteve êxito em seu compromisso no meio de semana, contra o Juventude, pela Copa do Brasil. Dessa forma, a primeira rodada do Brasileirão deverá ser marcada pela pressão, visto que um resultado ruim pode deixar a situação complicada para o técnico Gilson Kleina.

Do lado do Cruzeiro, Geraldo Delamore, que substituiu interinamente o demitido Deivid, fará seu último jogo antes de Paulo Bento assumir a Raposa.

O clube vem de uma semana positiva, principalmente comparada ao rival deste sábado, já que venceu seu compromisso pela Copa do Brasil, contra o Londrina, eliminando o jogo de volta. Assim, a partida diante do Coritiba servirá para deixar uma boa impressão ao novo comandante, além de marcar uma largada satisfatória no Campeonato Brasileiro de 2016.

Lesões seguem incomodando o Coritiba; Por outro lado, Wilson pode voltar

Desfalques já há a algum tempo, os meias Dudu e Juan e o lateral-direito Ceará devem seguir desfalcando o Coxa. Já Kleber, Ruy, Carlinhos e Alan Santos, que foram poupados diante do Juventude para a realização de condicionamento físico, a princípio não devem ter problemas para irem ao jogo. Em contrapartida, Luccas Claro precisará passar por reavaliação médica antes de ser confirmado.

Uma novidade na escalação deve ser o goleiro Wilson, que estava lesionado desde a primeira fase do Campeonato Paranaense. Em entrevista, o arqueiro confirmou que está pronto para jogar.

"O tratamento foi muito bem feito e estou totalmente recuperado. Me sinto preparado para voltar ao time e ajudar meus companheiros nessa caminhada difícil que teremos pela frente. Não podemos repetir os erros do ano passado e vamos lutar para conquistar algo da grandeza do Coritiba", disse.

Delamore não pode contar com sete jogadores diante do Coritiba

Geraldo Delamore, que conseguiu recuperar a equipe celeste de maneira considerável após o fraco desempenho no Campeonato Mineiro, terá sua última oportunidade de dirigir o Cruzeiro antes da chegada do português Paulo Bento.

Para o jogo de logo mais, são sete os jogadores que não poderão ser aproveitados por estarem entregues ao departamento médico: Mayke, Manoel, Dedé, Arrascaeta, Robinho, Marcos Vinícius e Alisson. A boa notícia fica por conta do retorno de Rafael Silva, recuperado de uma lombalgia, que deve ficar no banco de reservas.

O goleiro e capitão Fábio, confirmado entre os titulares, falou a respeito da semana satisfatória para o Cruzeiro e também sobre as expectativas para o início do Campeonato Brasileiro.

"Acho que a vitória (sobre o Londrina) foi importante pela consistência e equilíbrio que a equipe teve. Sabemos que agora há responsabilidade maior, porque já que conseguimos fazer isso dentro desse jogo, temos condições de fazer na estreia do Campeonato Brasileiro também. Então temos que jogar da mesma forma, ter a mesma consciência tática, respeitar o adversário, mas sempre se impondo", comentou