Pachequinho minimiza empate em casa contra Palmeiras: "Temos que comemorar"

Treinador mostrou-se preocupado quanto a sua área defensiva, a qual é a mais vazada da competição

Pachequinho minimiza empate em casa contra Palmeiras: "Temos que comemorar"
Coritiba empatou em casa diante do agora líder, Palmeiras (Foto:Divulgação/Coritiba)

Coritiba e Palmeiras, na noite desta quarta-feira(15), duelaram pela oitava rodada do Campeonato Brasileiro 2016 com objetivos bem distintos. Se por um lado o Palmeiras almejava a liderança, por outro o Coritiba buscava fugir da zona do rebaixamento. Com o placar de 2 a 2, as duas equipes sairam de campo, vamos dizer, aliviadas.

No primeiro tempo as estratégias criadas pareciam não fluir, nada dava certo, muito menos as jogadas de ambas as equipes. Contudo, os vacilos cometidos por elas na área defensiva não foram perdoados e, Roger Guedes acabou marcando logo aos 6min de partida para o time visitante, porém o torcedor coxa-branca não desanimou, quando, aos 19min, João Paulo livre igualou para os donos da casa.

Já na etapa complementar o clima começou a esquentar e, Cuca não mais suportando o posicionamento de seus comandados, em 20min fez duas modificações precisas. Quase ao fim de jogo, aconteceu uma parada inesperada por conta dos próprios torcedores coxa-branca. Aproveitando-se disso, o Coritiba que, até então, estava encurralado em seus próprios erros e perdendo de 2 a 1, voltou bem, aproveitou a brecha deixada pela defesa adversária e, aos 49min, marcou. 

Mesmo no Couto Pereira, o Coritiba esteve duas vezes atrás no placar, contudo, como já havia dito antes, conseguiu nos últimos minutos se recuperar. Na opnião do treinador Pachequinho, o coxa tem muitos fatores a se comemorar visando uma partida diante de um Palmeiras muito equilibrado na competição.

"Se não me engano a gente ganhou um ponto na classificação e passou. Esperávamos sim a vitória, entramos no Couto Pereira para ganhar sempre. Mas claro que dentro das circunstâncias do jogo a gente tem que comemorar esse ponto que vai nos ajudar", destacou o técnico.

O fator que vem a muito tempo encomodando a Pachequinho é a má fase defensiva de seus comandados, afinal a defesa coxa-branca é a mais vazada do campeonato. Bem por conta disso, o mesmo admitiu a necessidade de melhorias no seu setor defensivo.

"A gente sabe que tem que melhorar, é fato, não escondemos de ninguém. A gente alterna as vezes o comportamento tático da equipe, e mesmo assim as vezes acaba tomando gol", disse.

No próximo sábado(18), o Coritiba irá visitar o América-MG, às 21h, no estádio Independência, em Belo Horizonte.