Pachequinho lamenta novo revés fora de casa:"Não era o que queríamos"

Coxa, há sete confrontos fora do Couto Pereira, não sagra-se vencedor e atualmente encontra-se no Z-4

Pachequinho lamenta novo revés fora de casa:"Não era o que queríamos"
Pachequinho lamenta derrota para o Atlético-MG (Foto:Divulgação/Coritiba)

Depois de uma sequência de resultados a menos, o que se esperava do Coritiba para essa segunda-feira(18) era muita atitude, coragem e vontade de vencer. Contudo, nada disso surtiu efeito no Horto e mais uma vez, o mesmo saiu derrotado no certame e, com isso, se afundou ainda mais na temível zona da degola.

Em sua coletiva, o técnico coxa branca defendeu seus comandados, avaliou mais um revés cedido fora de casa e afirmou que, ao menos o empate, todos mereciam pela desenvoltura e tentos mostrados dentro de campo.

"A gente lamenta, principalmente pela postura da equipe, a forma como jogamos, todos os setores foram muito bem. Coletivamente a equipe foi forte, se você pegar os números do jogo, muito parecido ou até melhor do que o Atlético-MG. Pelo que eles mostraram na partida, a postura desde o início e eles com dificuldade para sair jogando, é tirar só coisas positivas desse jogo. Infelizmente a derrota não era o que queríamos. Se saíssemos com a vitória aqui não seria nada demais. Merecíamos um resultado muito melhor pelo que mostramos em campo, pelo que a equipe criou e marcou" , disse.

Abatidos com mais um resultado negativo na competição, somado ao declínio para a penúltima colocação do campeonato. Segundo o técnico, assim foi o ambiente de seus comandados após a partida.

 "Você precisa ter equilíbrio. Entendo que todos querem ganhar, e a gente tem que pensar dessa forma, quero vencer sempre quando vou trabalhar nos jogos. O pensamento do grupo é esse. O vestiário está com um pouco de tristeza por não ter conseguido um resultado melhor", relatou.

Quanto a dupla Kazim e Kleber, que vêm atuando a todo vapor e trazendo mais dinâmica para a parte ofensiva da equipe, o treinador avaliou: "Hoje eles fizeram uma excelente partida, o Kazim criou muito pelo lado direito, trabalhou forte naquele setor, ele tem uma presença forte na área. É aquele detalhe, às vezes um jogador como o Kleber sempre vai ser muito bem marcado, sabíamos disso e trabalhamos para ter o elemento surpresa, com o João Paulo e o Alan Santos chegando à frente. E assim aconteceu o gol com o Carlinhos."