Coritiba bate Santa Cruz fora de casa com gol do artilheiro Kléber e deixa Z-4 provisoriamente

Alviverde domina jogo no Arruda, leva a melhor e embola situação perto da zona de degola, enquanto que o tricolor quebra sequência positiva

Coritiba bate Santa Cruz fora de casa com gol do artilheiro Kléber e deixa Z-4 provisoriamente
Foto: Divulgação/Coritiba
Santa Cruz
0 1
Coritiba
Santa Cruz: Tiago Cardoso; Léo Moura, Wellington Silva, Danny Morais e Tiago Costa; Uillian Correia, Marcílio (Marcinho, min. 59), Arthur (Danilo Pires, min. 72), João Paulo e Keno; Marion (Bruno Moraes, min. 33). Técnico Milton Mendes
Coritiba: Wilson; Ceará, Luccas Claro, Juninho (Nery, min. 91) e Carlinhos; Edinho, Alan Santos, João Paulo e Raphael Veiga (Felipe Amorim, min. 92); Kazim e Kleber Gladiador (Iago Dias, min. 82). Técnico: Pachequinho
Placar: 0-1, Kléber Gladiador, min. 32;
ÁRBITRO: Wilton Pereira Sampaio (GO). Cartões amarelos: Carlinhos (min. 10), João Paulo (min. 38) e Tiago Cardoso (min. 52)
INCIDENCIAS: Partida válida pela 16ª rodada da Série A do Campeonato Brasileiro 2016, disputada no Arruda, em Recife, Pernambuco

Em jogo na parte inferior da tabela, o Santa Cruz encarou o Coritiba neste sábado (23), no Arruda, válido pela 16ª rodada do Campeonato Brasileiro 2016. Mesmo embalado por duas vitórias consecutivas, os corais tiveram uma atuação abaixo da crítica e foram derrotados por 1 a 0 pelos alviverdes, com gol assinalado por Kléber Gladiador, que também perdeu um pênalti no segundo tempo.

O resultado negativo deixou os tricolores na 15ª posição, próximos ao Z-4 e com 17 pontos ganhos. Já o Verdão subiu para a 14ª colocação, o que o fez deixar a zona de rebaixamento, somando 18 pontos e sem a ameaça de voltar à degola, devido ao confronto direto entre Cruzeiro e Sport, pois se enfrentam em Belo Horizonte.

Os times voltam a campo, pela 17ª rodada do Brasileirão, no próximo fim de semana. Os pernambucanos vão até Belo Horizonte encarar o Atlético-MG no Independência, às 21h do próximo sábado (30). Já os paranaenses, porém, receberão o Flamengo no Couto Pereira, às 16h, no domingo (31).

Coritiba é mais eficiente e sai em vantagem

Necessitando a todo custo da vitória e empurrado pelos torcedores, o Santa Cruz começou pressionando, dando sustos e fazendo o Coritiba ficar encurralado na defesa. João Paulo cobrou falta na pequena área e Danny Morais finalizou com força, mas Wilson fez boa defesa para impedir o tento.

Melhor no jogo, a Cobra Coral permaneceu pressionando e teve outra boa oportunidade de balançar a rede alviverde. Ceará descuidou pelo lado direito e Keno roubou a bola, entrando na área com velocidade. O atacante tocou voltando ao volante Marcílio, que chegou batendo e em cima da marcação.

Como quem não faz, leva, o Coritiba foi ao ataque e conseguiu ficar em vantagem. Carlinhos levantou na área para Kazin, que mandou para trás e encontrou Kléber Gladiador. O atacante bateu de primeira e acertou o ângulo, marcando um belo gol e deixando o Verdão com a superioridade no marcador.

Ter ficado à frente deixou o alviverde mais disposto em campo, indo melhor posicionado no setor ofensivo. Logo depois de ter marcado, o time visitante teve duas boas chances de marcar pela segunda vez no duelo. João Paulo bateu falta com força e Tiago Cardoso interveio no lance. Depois, João Paulo cobrou escanteio e Juninho cabeceou bem e deu um susto no camisa 1 coral.

Coxa perde pênalti, mas confirma vitória

Na etapa final, as equipes voltaram com a mesma postura, fazendo o embate ficar aberto e com possibilidade de ambas marcarem. Mesmo assim, o Coxa seguiu em cima e teve boa oportunidade de aumentar o resultado e praticamente sacramentar o triunfo. Tiago Cardoso saiu mal da barra e derrubou Kléber na pequena área, com a arbitragem marcando pênalti. O Gladiador bateu mal e o camisa 1 do tricolor fez a defesa, impedindo o segundo gol.

Buscando mudar o estilo de jogar, Milton Mendes fez uma mexida na equipe, ao colocar o meia Marcinho no espaço do volante Marcílio. A alteração, contudo, não foi suficiente, já que o pernambucano não foi eficaz nos arremates. Léo Moura cruzou pela direita e Keno recebeu com liberdade pela esquerda, mas bateu errado e mandou para fora, perdendo boa chance.

Mais efetivo nas finalizações, os paranaenses continuaram com bom momento no ataque e obrigaram ao arqueiro dos mandantes a fazer outra intervenção importante. Raphael Veiga fez grande jogada pela direita e mandou na medida para Kazim, que cabeceou no canto e o goleiro fez um milagre.

Nos últimos minutos, o Verdão quase fechou de vez o caixão do Mais Querido. O atacante Felipe Amorim recebeu com liberdade pelo lado esquerdo, disparou veloz e invadiu a grande área. Ao perceber Tiago adiantado, Felipe encobriu e tentou marcar um golaço, porém a bola explodiu na trave, no último suspiro ofensivo.