Pachequinho admite atuação ruim em derrota para Sport: "Abaixo de tudo que fizemos no ano"

Treinador coxa-branca foi chamado de 'burro' após mais um tropeço do Glorioso no Campeonato Brasileiro; Coritiba não vence há sete jogos

Pachequinho admite atuação ruim em derrota para Sport: "Abaixo de tudo que fizemos no ano"
Foto: Divulgação / Coritiba FC

A  derrota por 3 a 0 para o Sport, na noite desta segunda-feira (10), no Couto Pereira, instaurou de vez a crise no Coritiba. Nem mesmo o técnico Pachequinho foi poupado da ira dos torcedores. O comandante coxa-branca foi chamado de ‘burro’ após mais um resultado negativo do time, que não vence há sete rodadas no Campeonato Brasileiro.

Pachequinho classificou a atuação do Coritiba diante do Sport como a pior do ano, e não se eximiu de responsabilidade no momento ruim da equipe no Brasileirão.

"Hoje foi um jogo atípico, nossa expectativa era outra e hoje nada deu certo, e a responsabilidade é minha. Tentamos alterações, sabíamos da velocidade deles. Levamos o primeiro gol e sentimos, buscamos alternativas. Jogo abaixo de tudo que fizemos no ano. Temos que tirar lições de hoje, e isto passa por todos", declarou.

Em seguida, o técnico apresentou os motivos que contribuíram para mais um resultado ruim da equipe.“Quando tomamos o primeiro gol, desestabilizou. E pesa muito a questão das alterações por lesão. E eu tinha que expor, não adiantava recuar a equipe. E nem o cruzamentos e a bola parada encaixaram”, argumentou.

Sobre as vaias após a partida, Pachequinho preferiu não polemizar. O treinador afirmou que os torcedores têm todo o direito de manifestarem-se, mas salientou que a equipe vem tentando conquistar resultados melhores.

 “Sabemos que os resultados definem. Mesmo sem vencer em outros jogos tivemos posturas melhores do que hoje. Tivemos jogos que fomos melhores e não conseguimos o resultado. Hoje nada deu certo. Buscamos tentar reverter o resultado, ir para cima, e eles aproveitaram as chances. A torcida quer o time vencendo, jogando bem. Ninguém iria aplaudir como jogamos hoje, a torcida está no seu direito”, admitiu.

Por fim, o treinador explicou qual o seu sentimento após mais um insucesso do Coxa. “Saio triste, chateado. Sou o técnico e sou responsável, e a cobrança vem, pois todos querem que o Coxa possa vencer. Estou triste hoje, mas amanhã já é outro pensamento. Temos que pensar em voltar com os 3 pontos do jogo fora de casa contra o Avaí",  finalizou.

A última vitória do Coritiba aconteceu no dia 06 de junho, na quinta rodada do Brasileirão, no Estádio Couto Pereira. Na oportunidade, o Coxa triunfou sobre o Palmeiras por 1 a 0, com um gol marcado por Matheus Galdezani. O próximo compromisso do Coritiba é diante do Avaí, na quinta-feira (13), às 21h, na Ressacada, em Florianópolis (SC).