Marcelo Oliveira aponta erros no planejamento como fator para rebaixamento do Coritiba

Treinador assumiu sua responsabilidade pela queda à Série B 2017, mas destacou erro no andamento do clube durante a temporada

Marcelo Oliveira aponta erros no planejamento como fator para rebaixamento do Coritiba
(Foto: Divulgação/Coritiba FC)

Em jogo de vida ou morte na Arena Condá, o Coritiba foi derrotado por 2 a 1, de virada e não conseguiu escapar do rebaixamento. Com o triunfo do Sport sobre o Corinthians, os paranaenses empataram em 41 pontos junto ao Vitória, que também foi derrotado, mas permaneceram na zona devido ao saldo de gols.

De volta ao clube em julho deste ano, estreando na 16ª rodada, Marcelo já tinha a missão de manter o clube longe do Z-4, o que não aconteceu e segundo ele, foi uma de suas maiores tristezas.

A sensação e o momento é de muito sofrimento. Talvez tenha sido o momento mais triste da minha vida esportiva. Muito difícil. Sei que o torcedor está muito triste e sofrendo muito. Mas acho que um time não é só rebaixado pelo campeonato, mas por uma série de coisas que acabam refletindo dentro do campo. Todo o time trabalhou muito, jogadores, comissão, mas não fomos capazes de mudar essa situação. Espero que o Coritiba reaja rápido”.

"Nós perdemos alguns jogos por uma desatenção ou outra, no final do jogo, como hoje, e perdemos a classificação pelo saldo de gols, um gol a mais a gente tinha passado. Não adianta falar disso agora, é um momento triste para quem respeita o Coritiba. Vim numa situação de um tempo curto, sem multa rescisória, na missão de ajudar, mas todos nós não tivemos a competência”, declarou.

O treinador também assumiu sua parcela de culpa, mas declarou que o planejamento para a temporada foi o que levou o clube para situação: “Eu não me isento de responsabilidade, todos são responsáveis. Tenho uma opinião formada sobre alguns aspectos sobre a temporada do Coritiba, mas jamais vou citar publicamente. O que posso dizer é que não cai nesse jogo, ou de dois meses para cá. O clube cai no planejamento da temporada, por tudo que fez”.

A instituição é maior do que nós. Eu sou de trabalhar honestamente e intensamente. Mas outros grandes clubes já caíram, como o Internacional com uma receita infinitamente maior que o Coritiba. Talvez seja um castigo e pagando por coisas que foram feitas durante a temporada”, completou o treinador.

O comandante analisou esse triste momento para o time: “O momento é de esfriar a cabeça, sofrer um pouco e absorver esse sofrimento. Todos trabalharam muito. Ficou um jogo aberto. O Sport tinha feito o gol, não podíamos imaginar a virada do Flamengo, o pênalti sai exatamente no andamento da jogada. Quando me avisaram, aconteceu a jogada. Deus sabe o que faz, talvez não fosse para passar mesmo por erros cometidos”, finalizou o técnico.

Este foi o 5º rebaixamento do Coxa em sua história, o último havia sido em 2009, na fatídica invasão de campo contra o concorrente direto, Fluminense. Os alviverdes se juntam a Avaí, rebaixado com empate na Vila Belmiro, Ponte Preta e Atlético-GO, rebaixados para a serie B.