Criciúma 2016: reformulação de elenco e aposta nos jovens para voltar à elite do futebol brasileiro

Após o fracasso em 2015, o Tigre tenta retornar a Série A mesclando experiência com juventude

Criciúma 2016: reformulação de elenco e aposta nos jovens para voltar à elite do futebol brasileiro
Foto: Editorial de Arte-VAVEL Brasil/ Gabriel Miranda

O Criciúma inicia a temporada de 2016 com a experiência de uma nova ideia no passado. Com novo técnico, reformulação no elenco, e no segundo ano seguido na Série B, o Tigre não teve um bom ano em 2015. Com Petkovic como treinador, a equipe foi 13° colocada na tabela 49 pontos, muito longe do acesso. 

O lateral e meia Wellington Saci, o zagueiro Diego Giaretta, o volante João Afonso e os meias Alex Santana e Élvis foram as principais contratações do Tigre aurinegro para a temporada. Élvis, que inclusive, é o vice-artilheiro do Campeonato Catarinense, onde o Criciúma já está eliminado. 

A estreia do Tigre no Campeonato Brasileiro Série B 2016 será diante do Náutico, no estádio Heriberto Hulse, onde os aurinegros são extremamente forte. Para o acesso, estipula-se a meta de 65 pontos, a qual o América-MG chegou em 2015, voltando para a elite do futebol brasileiro. 

Em sua estreia na temporada, o Criciúma bateu o Avaí, por 1 a 0,em casa, com gol de Diego Giaretta. Os aurinegros encerraram a campanha no estadual com 15 pontos, na terceira colocação, atrás de Chapecoense e Joinville - é preciso ficar entre os dois primeiros para ir à final da competição. 

+Guia VAVEL do Campeonato Catarinense 2016

Na Copa Sul-Minas-Rio, o Tigre mandou mal: foram três jogos e nenhuma vitória. No grupo de Fluminense, Cruzeiro e Atlético-PR, a equipe do técnico Roberto Cavalo arrancou um empate da Raposa, no Heriberto Hulse, e nada mais. 

+Em noite de goleiros, Criciúma e Cruzeiro não saem do empate na estreia da Copa Sul-Minas-Rio

Roger Guedes, um dos destaques da equipe, diante do Cruzeiro (Foto: Divulgação/Criciúma)
Róger Guedes, um dos destaques da equipe, diante do Cruzeiro (Foto: Divulgação/Criciúma)

O Criciúma já tem um título na segunda divisão do futebol brasileiro: foi em 2002, quando Paulo Baier, ainda jovem, atuava pelo clube. Diante do Fortaleza, a equipe aurinegra aplicou uma sonora goleada, e sagrou-se campeão naquele ano. Confira aqui. O Tigre também soma uma Copa do Brasil, em 1991, um Campeonato Brasileiro Série C, em 2006; além de dez títulos estaduais. 

Em 2012, os aurinegros foram vice-campeões da Série B, onde junto de Goiás (campeão), Atlético-PR e Vitória, a equipe retornou a elite do futebol brasileiro. Entretanto, caiu em 2014, onde o apelido de Criciúma Dortmund não fez efeito, e a equipe voltou para a segunda divisão. 

Sobre a estreia neste ano, o experiente goleiro Luiz afirmou, em entrevista coletiva: "Acho que tem que montar uma equipe qualificada para começar bem a competição. Os adversários têm uma cota maior por estar na Série A e isso ajuda bastante. O clube está fazendo o que pode para trazer jogadores que se identifiquem com o clube, aqueles que ficaram vão ter nova chance, para fazer equipe forte para chegar bem no Brasileiro em buscar do acesso.  Vamos conhecer aqueles que estão chegando, mas temos que agregar com os que estão aqui", disse.

O estádio onde o Tigre irá disputar seus jogos como mandante é o famoso Heriberto Hulse. Com capacidade para aproximadamente 20 mil torcedores, a torcida do Criciúma é muito participativa nos jogos e estará presente em quase todos, para motivar e apoiar a equipe. 

Equipe treina para a estreia na Série B (Foto: Divulgação/Criciúma)
Equipe treina para a estreia na Série B (Foto: Divulgação/Criciúma)