Em jogo movimentado, Criciúma supera Vila Nova em Goiânia e ingressa no G-4

Vice-artilheiro do campeonato, Gustavo marcou duas vezes e garantiu o primeiro triunfo do Tigre catarinense fora de casa

Em jogo movimentado, Criciúma supera Vila Nova em Goiânia e ingressa no G-4
Foto: Cristóvão Matos/Criciúma EC
Vila Nova
2 3
Criciúma
Vila Nova: Wagner Bueno; Jefferson Feijão, Anderson, Vinícius Simon, Patrick; Luiz Fernando (Reginaldo), Victor Bolt, Jean Carlos, Roger (Frontini); Leandrinho (Pedro Carmona) e Fabinho Técnico Guilherme Alves
Criciúma: Luiz; Ezequiel, Raphael Silva (Ferron), Diego Giaretta, Marlon; Barreto, Douglas Moreira (Jheimy), Ricardinho, Elvis; Gustavo e Niltinho (Alex Maranhão) Técnico Roberto Cavalo
Placar: 0-1, 20' 1T, Gustavo 1-1, 40' 1T, Vinícius Simon 1-2, 13' 2T, Gustavo 1-3, 25' 2T, Raphael Silva 2-3, 40' 2T, Fabinho
ÁRBITRO: Gleidson Santos Oliveira (BA), auxiliado por José Carlos Oliveira dos Santos (BA) e Paulo de Tarso Bregalda Gussen (BA). Cartões Amarelos: Vinícius Simon; Luiz, Marlon, Niltinho e Alex Maranhão Cartões Vermelhos: Vinícius Simon
INCIDENCIAS: Partida válida pela 11° rodada da Série B do Campeonato Brasileiro, no Estádio Serra Dourada, em Goiânia, GO

Na noite desta terça-feira (21), Vila Nova Criciúma fizeram um jogo movimentado e cheio de emoções no Estádio Serra Dourada, em Goiânia. Com dois gols de Gustavo e Raphael Silva, o time catarinense conseguiu a vitória por 3 a 2. Vinícius Simon e Fabinho marcaram os tentos do time da casa, que perdeu pela sexta vez na competição.

Agora, o Tricolor Carvoeiro adentra o G-4 da Série B e sobe para a terceira colocação do campeonato, com 20 pontos ganhos. Já o Tigre da Vila Famosa cai para a 13° posição, com apenas 13 pontos, ficando a dois de distância do temido Z4.

Na próxima rodada, o Vila Nova joga clássico com o Goiás no Serra Dourada, no sábado (26), às 16h. Já o Criciúma recebe o Bragantino na sexta-feira (25), às 19h15.

Equilíbrio refletido em gols de bola parada

No começo da partida, parecia que o time da casa iria fazer valer o mando. Chegando três vezes nos sete primeiros minutos, o Vila começou amassando os visitantes com chegadas em velocidade. Apesar disso, as chances não eram claras, o que permitiu ao Criciúma jogar com tranquilidade: aos 20', Gustavo aproveitou cobrança de escanteio para abrir o placar. 

Depois disso, o time de Goiânia acordou, e Leandrinho errou duas finalizações em velocidade pela esquerda. Quando o cronômetro marcava 38', Diego Giaretta tocou a bola com a mão na área, mas o juiz nada marcou, indignando os mandantes. Dois minutos depois, o zagueiro Vinicius Simon aproveitou falta cobrada por Luiz Fernando e anotou o gol de empate, pouco antes do apito final.

Criciúma deslancha, segura a pressão e vence a partida

A volta dos vestiários teve um Criciúma muito mais alerta, atacando com velocidade e desarmando os ataques dos mandantes. Esse domínio se confirmou aos 12', quando Vinícius Simon deu carrinho em Douglas Moreira, cometendo pênalti. Gustavo cobrou e marcou o sétimo dele na competição para botar o tricolor na frente novamente.

Mesmo em vantagem no placar, o time catarinense seguia incisivo, e isso resultou em Vinícius cometendo outra falta e sendo expulso. Com maior número de jogadores, os visitantes seguiram dominando a partida, e marcaram o terceiro gol aos 25', quando Alex Maranhão cobrou falta na medida para o desvio de Raphael Silva.

Após o gol, a equipe da casa se jogou para o ataque e, mesmo com um jogador a menos, pressionou o CriciúmaFrontini parou no goleiro Luiz, e Patrick também foi travado na hora da finalização.

Aos 40', Fabinho bateu de fora da área e descontou o placar. Na sequência, Frontini cobrou falta e balançou as redes, mas o juiz ainda não havia autorizado a cobrança. Depois de muita reclamação, o jogo continuou até os 50', quando Gleidson Santos Oliveira apitou pela última vez, confirmando o sexto triunfo do Criciúma, o novo membro do G4.