Criciúma encara CRB buscando mudar retrospecto negativo no Heriberto Hülse

Tigre busca quebrar seu jejum de vitórias em casa, enquanto o galo visa sua permanência no G-4 da competição de pontos corridos

Criciúma encara CRB buscando mudar retrospecto negativo no Heriberto Hülse
Foto: Ailton Cruz / Gazeta de Alagoas
Criciúma
CRB
Criciúma: Luiz; Paulo Cezar Magalhães (Ricardinho), Raphael Silva, Diego Giaretta e Niltinho; Barreto, Felipe Guedes, Douglas Moreira e Alex Maranhão; Roberto e Jheimy (Bruno Baio). Técnico: Roberto Cavalo.
CRB: Juliano; Marcos Martins, Boaventura, Jussani e Diego; Olívio, Galdezani, Roger Gaúcho e Eder; Luidy e Zé Carlos. Técnico: Mazola Júnior.
ÁRBITRO: Wagner do Nascimento Magalhães (RJ)
INCIDENCIAS: Partida válida pela 23º rodada do Brasileirão Série B, a ser disputada no Heriberto Hülse

O embate entre Criciúma e CRB está marcado para este sábado (3) e promete trazer muita emoção à ambos os torcedores. Se por um lado o CRB luta para continuar no G-4 do Brasileiro, por outro, o Criciúma vê nesta partida a chance de quebrar seu jejum de dois jogos sem vitória no Heriberto Hülse.

Para alcançarem tais feitos, equipes devem ir com força máxima para o confronto, levando em consideração um Brasileirão B extremamente disputado e, atualmente, dificil de apontar um campeão. A partida está marcada para às 21h, no Hülse.

Criciúma visa mudar retrospecto negativo no Heriberto Hülse 

O grande desafio começa nesta noite diante do CRB, afinal, para abandonar o retrospecto ruim em seus domínios, nada melhor que ganhar do quarto colocado do certame. Caso sagrem-se vencedores, os comandados de Roberto Cavalo podem respirar aliviados na competição, podendo chegar até a 7° colocação na rodada.

O tigre vinha de uma crescente em seu estádio, chegou a estar invicto, porém após dois resultados negativos diante de Paysandu e Joinville, respectivamente, a pressão e os tropeços começaram a pesar na campanha do time. Em decorrência disso, o tigre vê nesta partida a chance de se recuperar e afastar a má fase do Magestoso, visando uma crescente no Brasileiro.

Para o confronto, Roberto Cavalo não poderá contar com Ferron e Juninho, sendo que o zagueiro sofre com dores lombares, enquanto o meia se recupera de uma fratura no tornozelo. Entretando, o técnico terá três grandes reforços escalados, são eles: Paulo César Magalhães, Bruno Baio e Clayton, sendo os dois primeiros cedidos por empréstimo pelo Internacional de Porto Alegre.

Na avalição de Luiz, o Criciúma não pode mais nem pensar em tropeçar em seus dominios caso queira continuar na briga pelo G-4. Atleta ainda deu ênfase para planejamento jogo a jogo, pois, para ele, o momento é de pensar apenas na possível vitória diante CRB.

"Tem muita coisa pela frente ainda. É jogo a jogo. Temos que pensar nisso, na próxima partida. Se começar a vencer e entrar no G-4, as coisas mudam. Não adianta querer ganhar três partidas sem ganhar a primeira. É jogo a jogo, tivemos um jogo importante contra o Goiás, deixamos escapar uma vitória muito importante contra o Goiás, lamentamos. Quanto mais somar pontos em casa e buscar fora, faltando 10 rodadas, chegamos perto do G-4, e a situação vai melhorar."

CRB visa sua permanência no G-4 da competição brasileira

O treinador Mazola Júnior, preferiu manter em secreto a escação de seus comandados para o confronto. O que temos convicção é que o mesmo não poderá contar com seu meia de confiança, Gerson Magrão, fator que preocupa e muito neste momento de decisão na competição.

O fato é que, este problema apenas foi visto e solucionado de última hora e, sem Magrão, o galo pôde treinar apenas uma vez nesta semana. Contudo, apesar de não termos uma confirmação, o provável substituto do mesmo deve ser Éder, pois com ele em campo, Mazola não quebraria seu esquema de jogo.

Caso escalado, Éder atuaria centralizado, sendo responsável pela criação e movimentação da equipe. Motivado, atleta falou um pouco sobre seu possível engresso na equipe titular e prometeu "alimentar" o ataque durante o jogo.

"Se eu for escolhido, sem dúvidas, eu vou com muito empenho e muita vontade para ajudar o CRB. Quando entro nos jogos, procuro conversar com os jogadores, principalmente os que jogam no ataque para encostar mais e assim fazer as jogadas. Minha característica é de alimentar o ataque. Se eu tiver nesse jogo, vou procurar segurar a bola e alimentar o ataque para desempenhar um bom papel."

Com um retrospecto invejável na competição, ninguém venceu mais que o galo fora de seus domínios, nem mesmo o atualmente líder, Vasco. Esse número só trás mais confiança para a partida diante do Criciúma, a qual time necessita da vitória para continuar firmado no G-4. Os mesmos perderam posições contando com a vitória do Brasil de Pelotas diante do Goiás, porém, caso o Atlético-GO tropece, galo pode terminar a rodada na vice-liderança.