Técnico Roberto Cavalo destaca empenho do Criciúma na goleada sobre Oeste

O técnico do Tigre catarinense ficou aliviado com a vitória e parabenizou a determinação do seu elenco após a partida

Técnico Roberto Cavalo destaca empenho do Criciúma na goleada sobre Oeste
(Foto: Caio Marcelo/Criciúma EC)

Na noite desta terça-feira (13), Criciúma e Oeste se enfrentaram pela 25ª rodada do Campeonato Brasileiro Série B, onde o Tigre venceu a partida de goleada por 4 a 0 com gols de Jheimy, Caíque, Diego Giaretta e Douglas Moreira.

Depois de muitas cobranças da torcida, após uma série de 25 jogos e 9 vitórias, conseguiram encontrar o caminho da vitória, e com folga. Desta forma, chega aos 35 pontos, na 10ª colocação. Já o rubro-negro, vinha de muitos jogos sem vencer, e com a derrota acaba na 'beira do abismo', apenas uma posição acima da zona de rebaixamento, na décima sexta colocação e com 27 pontos.

Roberto Cavalo, após a partida o técnico avaliou a postura do time. Comentou ainda sobre o alívio da torcida, que vinha cobrando bastante: 

"A torcida, inclusive, falei outras vezes, que quando um jogador vem para o Criciúma, a torcida é igual a de Corinthians e Flamengo. É uma torcida que cobra, quer a Série A do Brasileiro, mas temos que ter calma e tranquilidade. Eles vão cobrar e exigir. Pedi para a torcida passar tranquilidade, equilíbrio... então creio que a gente respeita, precisamos do torcedor sempre a nosso favor para ter resultados e todo mundo crescer."

Mesmo com a torcida no pé dos jogadores, ele acredita que até as manifestações de insatisfações são válidas, e provavelmente derrotas como contra o Avaí não voltarão a acontecer: "perder para o Avaí, como foi atrapalha. O campeonato está equilibrado, está difícil de jogar, serão altos e baixos", alertou 

Para o treinador, o diferencial da equipe foi a determinação e valentia de cada jogador. Acredita que a conversa e estudo sobre o time goiano ajudaram na vitória:
"É um adversário de difícil marcação, o time deles joga muito bem com os pés, e conversamos para fazer uma marcação de linha de quatro, fizemos os quatro gols e o mais importante de tudo isso, é que hoje ficamos sem tomar, há muito tempo estávamos levando gols. Parabenizei eles, eles tinham dito que iriam fazer um jogo diferente e fizeram."

Na noite de sexta-feira (16), o Criciúma volta à campo, dessa vez no Rio Grande do Sul, para encarar o Brasil de Pelotas. No mesmo dia, às 17h, o Rubrão recebe o Tupi no Estádio dos Amaros.