Em busca da aproximação do G-4, Criciúma duela com ainda ameaçado Vila Nova

Enquanto o tigre catarinense precisa vencer para continuar sonhando com o acesso, o goiano busca se afastar ainda mais da zona da degola

Em busca da aproximação do G-4, Criciúma duela com ainda ameaçado Vila Nova
Foto: Cristóvão Mattos/Vila Nova
Criciúma
Vila Nova
Criciúma: Luiz; Paulo Cezar, Raphael Silva, Diego Giaretta, Niltinho; Barreto, Douglas Moreira, Caique Valdívia, Thiago Humberto; Roberto, Jheimy. Técnico: Roberto Cavalo.
Vila Nova: Saulo; Maguinho, Guilherme Teixeira, Reginaldo, Christiano; Geovane, Fagner, Victor Bolt, Fabinho; Moisés, Vandinho. Técnico: Guilherme Alves.
ÁRBITRO: Emerson Luiz Sobral (PE). Auxiliares: Francisco Chaves Bezerra Júnior (PE) e Charles Rosas Pires (PE).
INCIDENCIAS: Partida válida pela 30ª rodada da série B do Campeonato Brasileiro 2016, a ser realizada no estádio Heriberto Hulse, em Criciúma/SC.

Quem vai mostrar que é Tigrão na noite desta sexta-feira (7)? A partir das 20h30, no Heriberto Hulse, em Criciúma/SC, pela 30ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro 2016, Criciúma e Vila Nova, que tem o tigre como mascote, se enfrentam. As duas agremiações vêm de vitória e, para uma delas, o campeonato ainda pode esquentar.

No oitavo lugar, com 43 pontos, o tigre catarinense ainda dispara olhares apaixonados para o G-4, do qual está distante por cinco pontos. Superar o Vila Nova é fundamental para seguir sonhando com o acesso à primeira divisão.

Folgado no meio da tabela, na 12ª colocação com 40 pontos, a ameaça do rebaixamento passa longe dos lados do tigre goiano. São 13 pontos de frente para o 17º colocado, o Bragantino. Porém, é preciso conquistar um bom resultado para, além de se livrar ainda mais do perigo, terminar o campeonato com a dignidade que o Vila merece.

Criciúma precisa seguir se ajudando para contar com a ajuda dos outros

Fazer a sua parte, o Criciúma tem feito. A única pedra no caminho dos últimos cinco jogos foi o Bahia. São quatro vitórias e a ascensão na tabela começou a mudar o sentimento dos jogadores, do técnico Roberto Cavalo e, principalmente, da torcida carvoeira. Crer em uma subida ainda não é um fato, mas é um direito adquirido.

E é justamente com o apoio do torcedor que o volante Barreto conta, lembrando que o grito da arquibancada é fundamental para a motivação dos representantes da camisa do tigre em campo. "Empolga muito quando a torcida apoia. A gente tira forças de dentro, tem que chamar a torcida mesmo, pedir para comparecerem. Então vai nos ajudar bastante, dar mais vontade, mais garra e que a gente vença esse jogo para eles", comentou.

O único desfalque do time é o lateral-esquerdo Marlon, convocado para a seleção brasileira sub-20. Sendo esta a única ressalva, Cavalo relacionou 23 atletas para a partida:

Goleiros: Edson e Luiz;

Laterais: Paulo Cezar e Rômulo;

Zagueiros: Diego Giaretta, Ferron, Ianson e Raphael Silva;

Volantes: Barreto, Douglas Moreira, Felipe Guedes, Ricardinho e Ruan;

Meias: Alex Maranhão, Caique Valdívia, Clayton, Juninho e Thiago Humberto;

Atacantes: Hélio Paraíba, Jheimy, Niltinho, Adalgiso Pitbull e Roberto.

Cada vez mais longe do Z-4, Vila quer aumentar a tranquilidade

O triunfo diante do Oeste por 1 a 0 na última terça-feira (4) foi sofrido, do jeito que o torcedor do tigrão está acostumado, mas serviu para elevar a margem que separa os goianos dos quatro integrantes da zona de rebaixamento. Faltando muito pouco para se livrar do risco, um bom resultado, além de ajudar nesta missão, serve para mostrar ao apaixonado pelo Vila que quem veste essa camisa tem brio e respeito pelo clube.

Sobre o jogo e a pressão do torcedor adversário, o técnico Guilherme Alves imagina como será, porém reitera que tem um elenco experiente, que pode suportar a pressão. “Tem alguns campos que quando você vai jogar fora é difícil, e o de Criciúma é um deles. Mas o que temos que fazer é o que fizemos contra o CRB por exemplo, que também estava lotado. E nosso time é experiente, e aguentando a pressão inicial que vai ser forte, a partir daí a gente coloca nosso jogo em prática e vai tentar fazer uma boa partida.”, disse.

Sem um meia de ofício relacionado para a partida, Fabinho deve ser mantido nesta função. Guilherme relacionou 18 jogadores para o confronto: 

Goleiros: Saulo e Wagner Bueno;

Zagueiros: Guilherme Teixeira, Reginaldo e Vinícius Simon;

Laterais: Christiano e Marcelo Cordeiro;

Volantes: Victor Bolt, Caíque, Geovane, Fagner, Wellington Simião e Maguinho;

Atacantes: Fabinho, Vandinho, Moisés, Frontini e Joãozinho.