Criciúma bate Náutico com dois de Silvinho e encosta no G-4 da Série B

Com atuação brilhante do atacante e do goleiro Luiz, Tigre segura e leva a melhor fora de casa, enquanto o Timbu segue sem vencer como mandante

Criciúma bate Náutico com dois de Silvinho e encosta no G-4 da Série B
Foto: Léo Lemos/Náutico
Náutico
1 2
Criciúma
Náutico: Tiago Cardoso; Léo (David, min. 65), Aislan, Feliphe Gabriel e Ávila; Amaral, Jóbson (Bruno Mota, intervalo) e Diego Miranda (Vinícius, min. 75); Erick, Gilmar e Iago
Criciúma: Luiz; Diogo Mateus, Nino, Edson Borges e Diego Giaretta; Barreto (Erick Flores, min. 60), Jonatan Lima e Jocinei (Ricardinho, min. 55); Silvinho (Alisson Farias, min. 74), Caio Rangel e Lucão
Placar: 0-1, min. 2, Silvinho; 1-1, min. 51, Erick; 1-2, min. 54, Silvinho
ÁRBITRO: Jean Pierre Gonçalves Lima (RS). Cartões amarelos: Jóbson (min. 29), Bruno Mota (min. 81) e Ricardinho (min. 87)
INCIDENCIAS: Partida válida pela 17ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro 2017, disputada na Arena de Pernambuco, em São Lourenço da Mata

Brigando por objetivos diferentes, Náutico e Criciúma se enfrentaram na noite deste sábado (29), na Arena de Pernambuco em São Lourenço da Mata, pela 17ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro 2017. Mesmo fora de casa, o Tigre mostrou maior eficiência e levou a melhor ao vencer por 2 a 1, com gols de SilvinhoErick descontou.

Com o triunfo somado longe de seus domínios, os tricolores chegam a 26 pontos e encostam no G-4, ficando na 7ª colocação com um ponto a menos que o Internacional, 4º lugar. Os alvirrubros, porém, seguem na lanterna isolados, acumulando quatro confrontos sem vencer seguidos e com os mesmos oito pontos.

Os times voltam a campo, pela 18ª rodada da Segundona, nesta terça-feira (1º). Os catarinenses vão seguir como visitante ao encarar o Ceará no Castelão, em Fortaleza, às 21h30, enquanto que os pernambucanos enfrentarão o Vila Nova no Serra Dourada sem a presença do público - por confusão do Colorado em clássico diante do Goiás - em Goiânia, às 20h30.

Tigre marca gol relâmpago e sai à frente

Em momentos opostos na classificação, Náutico e Criciúma foram para o jogo com o objetivo semelhante: vencer. Com somente dois minutos, o Tigre demonstrou eficiência e saiu em vantagem no placar. Após um escanteio na pequena área, a zaga do Timbu afastou e Silvinho chutou de primeira. A bola desviou em Diego Giaretta e morreu no fundo das redes, calando o pequeno público presente à Arena.

Tentando reagir depois de ficar em desvantagem no marcador, o clube pernambucano procurou alternativas para chegar ao empate em seus domínios. Léo recebeu o passe de Erick na entrada da área, dominou e soltou uma bomba, mas parou em boa defesa de Luiz, que afastou por cima. Logo em sequência, Iago pegou o rebote em lance de Gilmar, no entanto mandou para fora.

Náutico tenta, mas para na marcação do Criciúma no primeiro tempo (Foto: Léo Lemos/Náutico)
Náutico até tenta, porém esbarra na marcação do Criciúma no primeiro tempo (Foto: Léo Lemos/Náutico)

Visando aproveitar os espaços cedidos pelos mandantes, os visitantes não se intimidaram e foram para cima buscando seu segundo gol. Em uma das jogadas, Lucão deixou a marcação para trás e bateu próximo à trave direita de Tiago Cardoso, que apenas a observou sair. Depois, o mesmo Lucão finalizou ao ser servido por Caio Rangel, contudo fraco e para defesa segura do arqueiro dos anfitriões.

Na reta final da primeira etapa, os catarinenses mantiveram a postura, com o intuito de ampliar o que haviam construído logo no começo. Em velocidade, Caio Rangel entrou em liberdade no meio dos marcadores e arrematou no cantinho, esbarrando em bela intervenção do camisa 1 do escrete da casa.

Erick marca golaço, mas Tigre sai vitorioso

Sentindo a atuação abaixo da expectativa, o técnico Beto Campos fez a modificação mais esperada. Pendurado com cartão amarelo, o volante Jobson deixou o gramado para a entrada de Bruno Mota, visando dar maior ofensividade ao Náutico. Logo com um minuto, Erick ficou com a bola e, livre, chutou e Luiz defendeu.

Mantendo a intensidade no setor ofensivo, o Timbu mostrou eficiência e deixou tudo igual com uma verdadeira pintura. Após cruzamento na pequena área, a sobra ficou com a promessa do Timbu, que tentou dar uma bicicleta e marcou um golaço, sem dar possibilidade de defesa ao arqueiro dos tricolores.

A alegria com o empate, entretanto, durou pouco para os presentes ao estádio. Dois minutos depois de deixar tudo igual, em uma boa jogada, Silvinho trocou passes com Jocinei e ficou com o rebote de frente para Tiago Cardoso. O atacante arrematou em direção à meta, contou com desvio no goleiro e estufou o barbante.

Goleiro Luiz brilha e garante vitória do Tigre fora de casa (Foto: Léo Lemos/Náutico)
Goleiro Luiz tem atuação brilhante e assegura vitória para o Tigre longe de casa (Foto: Léo Lemos/Náutico)

Sentindo a desvantagem, os donos da casa não se entregaram e foram atrás de igualar novamente. Depois de cruzamento na área, a bola caiu no pé de Léo, que deu uma bomba e parou em intervenção à queima-roupa do goleiro adversário. Para renovar o fôlego do time, o treinador alvirrubro promoveu a entrada de David na lateral-direita e nem assim deu resultado.

Através da bola parada, os donos da casa tiveram uma a oportunidade de marcar, todavia não foram exitosos. O zagueiro Aislan encheu o pé e o camisa 1 dos catarinenses se esticou todo para intervir, evitando os anfitriões de fazerem a festa. Em seguida, David tentou cruzar e quase surpreendeu, parando em Luiz.

Os minutos finais seguiram dramáticos como toda a segunda etapa de partida, com o Náutico atacando intensamente e o Criciúma focado na defesa. Nos acréscimos, os mandantes tiveram ainda a última chance, quando Bruno Mota emendou cruzamento na pequena área e acertou a rede pelo lado de fora, sem alterar o placar.

Criciúma