Lisca comemora primeira vitória do Criciúma, mas destaca: "Temos muita coisa para evoluir"

Tigre venceu o Concórdia em casa por 2 a 0 e se recuperou após derrota na estreia do Catarinense; Técnico destacou falta de tempo para treinar e pediu paciência

Lisca comemora primeira vitória do Criciúma, mas destaca: "Temos muita coisa para evoluir"
Foto: Caio Marcelo/Criciúma EC

Depois de estrear com uma derrota, o Criciúma se recuperou diante do seu torcedor e bateu o Concórdia por 2 a 0, pela segunda rodada do Campeonato Catarinense. Mailson e Alex Maranhão marcaram os gols da vitória do Tigre no Heriberto Hülse.

O técnico Lisca destacou o controle que o seu time diante do adversário e valorizou a vitória, apesar da necessidade de evolução para o restante do ano.

"Controlamos o jogo, o Concórdia se soltou no segundo tempo, se arriscou, levou alguns contra-ataques e poderíamos ter marcado. Hoje mais importante foi a vitória depois da derrota para o Figueirense. Gostei da vitória, mas temos muito para melhorar", disse.

Lisca evitou fazer uma avaliação mais detalhada de forma individual pelo pouco tempo de treinamento e lembrou que a pré-temporada foi curta para todos os times e que, inclusive na questão física, o Criciúma tem muito a melhorar.

"Muita coisa precisamos corrigir. Nós não, o Brasil inteiro. Tivemos apenas 16 sessões de treinamento. Sofremos um pouco na parte física. Não só nos. Estou no grupo de treinadores e todos falam sobre isso. Estamos na segunda rodada e precisamos ter rendimento, porque é um clube grande. É complicado. Não posso avaliar meus jogadores e comprometer uma avaliação. Temos muita coisa para evoluir", admitiu.

Para a próxima rodada, na quarta-feira (24), contra a líder Chapecoense, novamente em casa, Lisca fará uma avaliação do adversário e projeta fazer novas mudanças.

"Vamos dar uma olhada no jogo deles (Chapecoense) em casa. Olhei o jogo contra o Concórdia para este jogo e já tenho uma base. Usaram uma linha de três volantes, com o Nadson movimentando muito, o Wellington de referência e o Guilherme que faz um grande campeonato. A Chapecoense tem um grupo grande, estão se reforçando ainda mais. Vamos analisar com calma. Muda que não posso sacrificar estes jogadores. Preciso revezar o time. Hoje mudamos três, vamos ver agora", explicou.