Lisca se demite do Criciúma após quatro jogos oficiais: "Resultado foi muito abaixo"

Técnico pediu desligamento do clube depois da derrota por 3 a 0 contra o Tubarão, vice-lanterna do Campeonato Catarinense; Profissional afirma que, se não tomasse essa decisão, seria mandado embora em breve

Lisca se demite do Criciúma após quatro jogos oficiais: "Resultado foi muito abaixo"
Treinador conquistou uma vitória, um empate e duas derrotas no comando do Tigre (Foto: Divulgação/Criciúma EC)

Durou pouco a passagem do técnico Lisca pelo Criciúma. Nesta segunda-feira (29), o treinador pediu demissão do comando do Tigre após derrota por 3 a 0 para o Atlético Tubarão, vice-lanterna do Campeonato Catarinense. O auxiliar Márcio Hahn também deixou o clube.

O agora ex-comandante do clube sequer concedeu entrevista após a derrota deste domingo (28), que jogadores avaliaram como 'vergonha' e 'noite horrível'. Quem falou no pós-jogo no Estádio Domingos Gonzalez foi Emerson Almeida, diretor de futebol, que disse que o trabalho do treinador seria analisado. Lisca comandou a equipe em apenas quatro partidas: uma vitória, um empate e duas derrotas. O Tigre ocupa o 8º lugar no Catarinense, com quatro pontos.

Lisca admite que resultado do trabalho neste início de ano não foi satisfatório e acredita que decisão de sua queda seria tomada pela diretoria em breve.

"Agradeço à oportunidade, mas não vou pedir desculpas nem me sentir culpado. Eu me entreguei como em todos os clubes, mas o resultado foi muito abaixo. Não esperava, a diretoria também não, então a decisão foi tomada. Se não fosse minha, aconteceria mais pela frente pelo clube", disse.

O Criciúma volta a campo nesta quarta-feira (31), às 20h30, quando enfrenta no Estádio Augusto Bauer, o Brusque, pela 5ª rodada do Campeonato Catarinense. Nesta partida, o Tigre deve ser comandado por Grizzo, auxiliar permanente do clube.