Cruzeiro treina sob olhares de Gilvan Tavares e conta com retorno de Ariel Cabral

Presidente da Raposa, que estava ausente nos últimos dias em função de problemas familiares, acompanha atividade da equipe na Toca da Raposa II

Cruzeiro treina sob olhares de Gilvan Tavares e conta com retorno de Ariel Cabral
Lucas treina na titularidade, mesmo com indefinição no BID (Foto: Matheus Adler/VAVEL Brasil)

Os dias vão passando no Cruzeiro e a eliminação no Campeonato Mineiro vai dando lugar a ansiedade que antecede a partida contra o Campinense, na quinta-feira (5), às 21h30, no Mineirão, pelo jogo de volta da primeira fase da Copa do Brasil. O técnico interino Geraldo Delamore, comandou mais uma atividade, nesta terça-feira (3), e contou com o retorno do volante Ariel Cabral, que foi poupado dos últimos treinos com bola.

No entanto, as atenções se voltaram na presença do presidente do Cruzeiro, Gilvan de Pinho Tavares. Mesmo com dias bastante movimentados na Toca da Raposa II, o mandatário celeste andou ausente para cuidar de sua mãe, que enfrenta problemas de saúde. Gilvan também precisou resolver questões finais da Primeira Liga, competição na qual o gestor também preside. Tavares acompanhou o treino no banco de reservas e aproveitou para conversar com Geraldo Delamore. 

O treinador interino comandou treinos de toque de bola, visando melhor distribuição de jogo. Os jogadores também treinaram finalizações e cruzamentos, no entanto, o rendimento foi abaixo da média. Por fim, os atletas treinaram cobranças de pênalti, que não puderam ser filmadas pela imprensa. A preocupação tem um motivo: é que caso a Raposa empate em 0 a 0 com o Campinense, a decisão da vaga para a próxima fase sairá nas penalidades máximas.

Os titulares de Delamore continuaram os mesmos dos últimos treinamentos, com: Fábio; Lucas, Bruno Viana, Bruno Rodrigo e Sánchez Miño; Henrique e Lucas Romero; Elber, De Arrascaeta e Allano. O meio-campo Robinho, recém-contratado, fez trabalhos internos na Toca II, enquanto o lateral-direito Lucas permaneceu em campo. A escalação da dupla está condicionada com a publicação dos nomes no Boletim Informativo Diário (BID) da CBF.