Fim da novela: Cruzeiro anuncia contratação do técnico Paulo Bento até o fim de 2017

Dirigentes da Raposa acertaram detalhes do contrato com treinador português, após longa reunião em Lisboa-POR; profissional desembarca em Belo Horizonte na segunda-feira (16)

Fim da novela: Cruzeiro anuncia contratação do técnico Paulo Bento até o fim de 2017
Paulo Bento comandou Portugal na Copa do Mundo 2014 (Foto: Getty Images)

O Cruzeiro terá o terceiro treinador estrangeiro de sua história. Na noite desta quarta-feira (11), a diretoria celeste anunciou a contratação do técnico português Paulo Bento, para comandar a Raposa até 2017. O vice-presidente de futebol do clube mineiro, Bruno Vicintin, e o diretor de futebol, Thiago Scuro, viajaram até Lisboa-POR e fecharam contrato com o profissional.

Paulo Bento irá desembarcar no Brasil na próxima segunda-feira (16), mas a data da apresentação oficial ainda não foi confirmada. A equipe celeste continuará sendo comandada pelo auxiliar técnico Geraldo Delamore, que, junto com preparador físico Alexandre Lopes, compõem a comissão técnica fixa da Raposa. O português chegará à Toca da Raposa II com mais quatro profissionais lusitanos.

Após longa reunião, dirigentes celestes acertam contrato com Paulo Bento (Foto: Divulgação/Cruzeiro)
Após longa reunião, dirigentes celestes acertam contrato com Paulo Bento (Foto: Divulgação/Cruzeiro)

O profissional do velho continente ganhou notoriedade quando comandou o Sporting-POR durante quatro anos. Nesse período, Paulo Bento foi bicampeão da Taça de Portugal. O treinador esteve no Brasil em 2014 para comandar a seleção portuguesa na Copa do Mundo. No entanto, foi eliminado na primeira fase do Mundial e deixou o cargo após o primeiro jogo das eliminatórias da Eurocopa.

Antes de Paulo Bento, o Cruzeiro teve outros dois treinadores estrangeiros: o primeiro foi o uruguaio Ricardo Diéz, em 1953. Já nos anos de 1955 e 1970, a esquadra azul foi comandada pelo argentino Filipo Nuñez.

Paulo Bento já havia sido oferecido para o Cruzeiro na semana passada

A chegada do treinador português colocou fim a uma espera de 17 dias por um comandante no Cruzeiro. No entanto, este número poderia ter sido menor. Isso porque Paulo Bento já havia sido oferecido para os dirigentes celestes na semana passada, mas a diretoria, que já estava negociando com Ricardo Gomes, técnico do Botafogo, preferiu descartar o nome do lusitano. Poucos dias depois, Gomes optou por continuar em General Severiano.

Além de Ricardo Gomes, Jorginho, técnico do Vasco, e Marcelo Oliveira, bicampeão Brasileiro pelo Cruzeiro e atualmente sem clube, também recusaram o convite celeste. Assim, as chances do substituto de Deivid, demitido no último dia 24, ser estrangeiro, aumentaram. Reinaldo Rueda, comandante do Atlético Nacional, e Fernando Jubero, treinador do Olimpia-PAR, também estavam na pauta da diretoria.