Cruzeiro perde para Coritiba em último jogo de Delamore como técnico interino

Novo treinador da Raposa, Paulo Bento, assumirá equipe na próxima rodada e já não poderá contar com Romero e Lucas, expulsos na estreia do Brasileirão

Cruzeiro perde para Coritiba em último jogo de Delamore como técnico interino
Delamore comandou Cruzeiro em três jogos e acredita que o time ainda está em processo de construção(Foto: Geraldo Bubniak/ Light Press)

Começou mais uma edição do Campeonato Brasileiro, e neste sábado (14), o Cruzeiro estreou com derrota por 1 a 0 diante do Coritiba, no Couto Pereira. O atacante Kléber marcou o único gol da partida, que teve duas expulsões no time do Cruzeiro e marcou o último jogo de Geraldo Delamore como técnico interino da Raposa.

O treinador entendeu que sua equipe não fez uma boa partida, principalmente no primeiro tempo, e teve dificultado o controle da partida com dois jogadores a menos na etapa final.  “Não conseguimos, em momento algum, ficar com a bola. Sofremos pressão do Coritiba nos momentos que poderíamos ficar um pouco mais com ela para poder aliviar mais essa pressão. E essa pressão se deu muito porque, tecnicamente, não atuamos bem no primeiro tempo. O segundo tempo foi muito acidentado, com duas expulsões, o que, logicamente, acaba tirando uma condição mais adequada da equipe para tentar buscar o resultado”, afirmou.

Questionado sobre a expulsão de Lucas Romero, que pisou nas costas do jogador González, já caído no chão, o treinador se esquivou de considerar a ação como uma covardia. “Eu acho covarde uma palavra forte, não estou justificando a expulsão porque ela foi correta, mas não vejo como covardia , talvez como uma ação mais instintiva de quem está envolvido com o jogo numa situação muito adversa, porque já estava 1 a 0 e com um jogador a menos. De repente, ele perdeu um pouco o controle, e acontece, mesmo não devendo acontecer”, ressaltou.

Em sua última partida como treinador interino do Cruzeiro, Delamore já espera pelo recém-contratado Paulo Bento, cujo último trabalho foi feito na seleção de Portugal. O português chega à Belo Horizonte neste domingo (15) e deve ser apresentado na segunda (16). “Vamos discutir com o Paulo em cima das ideias dele, apresentando algumas avaliações que fizemos, que são situações que vamos discutir junto com a direção para podermos dar a ele a melhor condição para desenvolver o seu trabalho. Ele está vindo para um grande clube da América do Sul, e consequentemente, do futebol mundial, com uma excelente estrutura física, uma excelente estrutura de pessoal de apoio, um grupo de jogadores bastante profissional”, destacou.

Por ser um membro físico da comissão técnica do Cruzeiro, Delamore deve seguir trabalhando na Toca da Raposa, mas rendeu agradecimentos ao clube pelo cargo confiado a ele nos últimos dias.  “Agradeço a participação dos jogadores nessas duas semanas comigo, eles foram extremamente profissionais. Agradeço a confiança da diretoria nesse período, do presidente Gilvan, do Bruno [Vicintim] e o Thiago Scuro, que foi quem me trouxe para cá”, completou.

Delamore dirigiu o Cruzeiro na vitória sobre o Campinense por 3 a 2 no jogo de volta da primeira fase da Copa do Brasil, no Mineirão; na vitória sobre o Londrina por 2 a 0, em Curitiba, que lhe rendeu a classificação para a próxima fase da Copa do Brasil; e nesta derrota para Coritiba, na estreia da Raposa no Brasileirão.

A próxima partida do Cruzeiro, já sob comando de Paulo Bento, é pela segunda rodada do Campeonato Brasileiro, contra o Figueirense, no próximo sábado (21), às 21h, no Mineirão. Já o Coritiba encara o Santos, na Vila Belmiro, no domingo (22), às 11h.

Fábio faz grandes defesas e Cruzeiro termina o jogo com nove em campo

Nos primeiros 20 minutos do jogo, o Coritiba tinha mais presença em seu campo de ataque. Mesmo imprimindo uma pressão maior no Cruzeiro, não levou grandes perigos ao goleiro Fábio, que só foi exigido em um lance. A imprecisão nos cruzamentos e a dificuldade de manter uma posse de bola produtiva, fizeram com que a Raposa pouco incomodasse o Coxa. Na segunda metade da etapa inicial, as equipes se igualaram, mas ainda assim, os goleiros não tiveram muito trabalho. As equipes protagonizaram um primeiro tempo tão frio quanto a temperatura da capital paranaense.

Na etapa complementar, os times voltaram com mais entusiasmo para a partida. Logo no primeiro minuto, Fábio fez uma grande defesa após cabeceio do zagueiro Juninho, no canto esquerdo. O goleiro celeste ainda voltou a fazer defesas muito difíceis, sendo o destaque celeste no jogo. O lateral do Cruzeiro, Lucas, foi expulso aos 21 minutos, após levar o segundo cartão amarelo, e justamente pelo lado direito do Cruzeiro, desguarnecido pela ausência de Lucas, saiu a jogada para o gol do Coritiba aos 25 minutos, marcado pelo atacante Kléber.

Com um jogador a menos e o placar desfavorável, a situação do Cruzeiro ficou ainda mais complicada. Em lance desleal, o volante cruzeirense, Lucas Romero, pisou nas costas de González e recebeu cartão vermelho direto, aos 29 minutos. Até o fim do jogo, a missão do Cruzeiro, com 9 jogadores em campo, era segurar a pressão do Coxa. No último lance do jogo, o zagueiro cruzeirense, Léo, ainda conseguiu interceptar a finalização do atacante Jorge Ortega.