Willian relembra goleada contra Figueirense e quer reação do Cruzeiro no Brasileirão

Atacante, que marcou quatro gols na goleada contra os catarinenses em 2015, convoca presença da torcida e pede atenção da equipe: "Não podemos perder pontos"

Willian relembra goleada contra Figueirense e quer reação do Cruzeiro no Brasileirão
Willian ressaltou importância do começo do Brasileirão e quer que equipe não perca pontos (Foto: Thiago Marques/VAVEL Brasil)

Quando falamos de Figueirense, boas lembranças surgem na mente do atacante Willian. Isso porque em 2015, o Bigode foi autor de quatro dos cinco gols celestes, na goleada por 5 a 1, contra os catarinenses, no Mineirão. Agora, o momento é outro, mas o jogador sabe que o time precisa da vitória, para "apagar" a estreia ruim no Campeonato Brasileiro, diante do Coritiba.

"A gente sabe que foi ano passado, outro momento, mas são lembranças boas. Mais uma vez jogo difícil, diante do nosso torcedor, a gente precisa da vitória, aproveitar o mando de campo. Vamos tentar ganhar para iniciar com vitória o trabalho do novo treinador e ter uma sequência de vitórias", disse Willian.

Desde 2013 no Cruzeiro, Bigode participou diretamente da conquista do bicampeonato Brasileiro pelo clube. Predicados suficientes que credenciam o atacante a sabem bem o caminho das conquistas. O jogador pediu atenção ao elenco e aproveitou para convocar o torcedor a comparecer no Mineirão, no sábado (21), às 21h, para apoiar a Raposa contra o Figueirense, pela segunda rodada do Campeonato Brasileiro.

“Não podemos pensar em outro resultado que não a vitória. O começo é importantíssimo. Me lembro de 2013 e de 2014, quando começamos muito bem, e esses pontos lá na frente do campeonato fazem toda diferença. Em alguns momentos acabamos empatando fora, esses pontos fazem muita diferença. Precisamos estar concentrados, com apoio do torcedor, para conquistar a vitória”, pregou Bigode.

Willian também falou sobre a metodologia de trabalho do novo treinador do Cruzeiro, Paulo Bento. O atacante não escondeu a expectativa no trabalho do lusitano, classificando o profissional como "moderno". Bigode, que possui passagem pelo Metalist-UCR, sabe bem como os europeus trabalham. Seridade e foco são algumas das características do novo comandante da Raposa.

"Muito cedo para falar alguma coisa, desde o início os trabalhos são diferente, ele trabalha muito com os auxiliares, ele está sempre observando, sempre orientando. Já treinamos parte defensiva, ofensiva, creio que teremos muito a ganhar com ele. Tem experiência de clube e seleção, vem de escola atualizada, que é referência na Europa. Nós jogadores temos de estar atentos para pegar esta filosofia de trabalho", disse, completando logo em seguida.

"Temos algumas referências, joguei no leste europeu. Eles são profissionais sérios quando entram em campo, não são de brincadeira, as vezes um momento ou outro tem descontração, mas são focados no trabalho. Nós brasileiros temos alegria, disposição e tem hora que tem de estar focado. Ele tem estilo tranquilo, não é de ficar gritando, falando palavrão. Chegou com muita disposição, todos precisam estar mobilizados para aprender, acatar o mais rápido possível o pedido, para a gente ganhar padrão. Quando muda treinador muda a formação, estilo de jogo", concluiu.