Cruzeiro fica no empate contra Figueirense na estreia de Paulo Bento

Atacante Rafael Moura, o "He-Man" ganha destaque ao marcar dois gols na estreia do treinador português; Raposa sofre para conquistar reação inesperada na reta final do segundo tempo

Cruzeiro fica no empate contra Figueirense na estreia de Paulo Bento
(Foto: Divulgação/Figueirense)
Cruzeiro
2 2
Figueirense
Cruzeiro: Fábio, F. Gino, B.Viana, B.Rodrigo, S. Miño, B.Ramires, Henrique, Arrascaeta (Allano, min. 78) (Ariel Cabral, min. 86), Élber, M.Pisano (Douglas Coutinho, min. 57) e Willian. Técnico: Paulo Bento.
Figueirense: Gatito; Jefferson, Bruno Alves, Jaime, M.Pedroso, Elicarlos, Ferrugem (Dudu, min.78), Jocinei, Bady (Ortega, min. 66), G.Queiroz (Ermel, min. 66) e R.Moura. Técnico: Vinícius Eutrópio.
Placar: 1-0, min. 40, Rafael Moura. 2-0, min.56, Rafael Moura. 2-1, min. 57, Elber. 2-2, min. 63, Douglas Coutinho.
ÁRBITRO: WAGNER REWAY (PR), AUXILIADO POR FáBIO RODRIGO RUBINHO (MA) E FÁBIO PEREIRA (TO) | Cartões amarelos: Bruno Viana (min. 69), Sanchez Miño (min. 71) Marquinhos Pedrosa (min. 72), Ariel Cabral (min. 87).
INCIDENCIAS: PARTIDA VÁLIDA PELA SEGUNDA RODADA DO CAMPEONATO BRASILEIRO 2016. ESTÁDIO GOVERNADOR MAGALHÃES PINTO, O MINEIRÃO, EM BELO HORIZONTE, MINAS GERAIS.

Neste sábado (21), Cruzeiro e Figueirense duelaram em jogo válido pela segunda rodada do Campeonato Brasileiro, e a partida terminou empatada por 2 a 2. O jogo foi realizado na Arena Mineirão, às 21 horas.

Rafael Moura deixou os catarinenses em boa vantagem ao marcar os dois gols da equipe visitante, mas os mineiros conseguiram reação na reta final do segundo tempo com tentos assinalados por Élber e Douglas Coutinho.

Com o resultado, a equipe celeste ocupa a 14ª colocação, com apenas um ponto ganho; enquanto os catarinenses subiram na tabela de classificação e conquistaram o nono lugar, com dois empates. O histórico continua favorável ao Cruzeiro. Em 27 jogos disputados, 13 vitórias raposeiras, seis empates e oito derrotas.

Na estreia de Paulo Bento como treinador celeste, o torcedor que compareceu o Mineirão vaiou a equipe após os 90 minutos de jogo, mas o consolo fica por buscar o empate diante de um resultado completamente negativo. O grande brilho da partida foi o He-Man, que marcou dois gols e quase conseguiu o hat-trick.

Cruzeiro joga melhor, mas Figueirense sai na frente

O jogo começou disputado, com os donos da casa dominando a posse de bola e a finalização, porém, errando na pontaria. Como de Arrascaeta na qual emendou um chute exigindo grande defesa de Gatito Fernández (o goleiro voltou de lesão).

E os visitantes apostavam contra-ataque. Mesmo tendo a expectativa da reabilitação na estreia de Paulo Bento, quem abriu o placar foi o Figueira, com Rafael Moura, que foi revelado pelo rival Atlético Mineiro.

Em aproximadamente 40 minutos de bola rolando, Ferrugem iniciou a jogada, tocou para Jefferson, que fez ótimo cruzamento para o He-Man finalizar de cabeça. Isso foi o grande reflexo da partida que apresentou várias chances pelo lado cruzeirense, e mesmo em um lance de contra-ataque os visitante abriram a contagem.

Eletrizante segundo tempo tem três gols marcados

A volta do intervalo fez os torcedores do alvinegro crerem em uma vitória, pois aos nove minutos, Moura marcou novamente o placar: Bady cobrou escanteio com perfeição e o atacante escorou de cabeça para fazer o segundo tento do Alvinegro.

A reação cruzeirense veio em apenas um minuto após o gol do adversário, com Elber, e que golaço! O jogador ganhou de Jocinei, deixa Jaime no chão, tira de Bruno Alves e bate na saída de Gatito, no cantinho.

O técnico português promoveu uma entrada que seria bem significativa em sua estreia, tirou Pisano e colocou Douglas Coutinho, e foi da cabeça do ex-Atlético Paranaense que veio o  empate, após um lançamento sensacional de Sanchez Miño, em aproximadamente 16 do segundo tempo. 

As duas equipes continuaram atacando, nos últimos minutos o He-Man que já havia marcado dois gols quase fez o triplete, se não fosse a grande defesa do goleiro Fábio.

O resultado foi merecedor para ambas as equipes que terão confrontos difíceis na próxima quarta-feira (24). Principalmente o Figueirense, que terá como adversário o Santos, em casa, no Orlando Scarpelli, ás 19h30 (Brasília), já o Cruzeiro enfrentará o Santa Cruz, no estádio Arruda, ás 21h45 na missão de engrenar no Campeonato e se tornar um dos favoritos ao título.