Tinga visita Toca II e aposta em trabalho de Paulo Bento na recuperação do Cruzeiro

Ex-jogador pede tempo para torcida cobrar resultados do treinador português, condenando o imediatismo no futebol brasileiro

Tinga visita Toca II e aposta em trabalho de Paulo Bento na recuperação do Cruzeiro
Tinga conquistou o bicampeonato Brasileiro pelo Cruzeiro, além do Campeonato Mineiro, em 2014 (Foto: Divulgação/Cruzeiro)

Paulo César Tinga chegou ao Cruzeiro em 2012, se sagrou bicampeão Brasileiro pelo clube em 2013 e 2014, e encerrou a carreira no dia 30 de abril de 2015. Passados mais de um ano de sua aposentadoria, o ex-volante visitou a Toca da Raposa II nesta quarta-feira (8) e aproveitou para rever antigos companheiros de equipe, funcionários e comissão técnica.

Um desses amigos do mundo da bola é o treinador Paulo Bento, com quem Tinga atuou em 2004 pelo Sporting-POR, quando o técnico ainda era atleta. O ex-volante, que já imaginava o futuro do português, acredita no trabalho do profissional e aproveitou a oportunidade para pedir tempo ao torcedor celeste, para que Bento possa implantar seu estilo europeu no Cruzeiro.

"Acredito que quando você contrata um técnico português é porque você queira que ele traga o trabalho feito na Europa. Eu joguei com o Paulo Bento, é um cara que que sempre mostrou que seria treinador de futebol. Acho que ele tem muito a acrescentar ao Cruzeiro, cabe ao Cruzeiro e sua torcida entender que para implantar um trabalho em um Clube não se leva um mês, dois nem três, demora um pouco, e nosso futebol normalmente não dá esse tempo. Cabe ao Cruzeiro mudar isso, até porque ele vem de uma escola do Sporting de Portugal que se forma muitos treinadores", disse o ex-jogador.

Atualmente, Tinga reside em Porto Alegre-RS, mas visitou Belo Horizonte em uma semana decisiva para o Cruzeiro. Isso porque a Raposa enfrenta, no domingo (12), o Atlético-MG, às 16h, no Independência. Apesar do pouco tempo na capital mineira, o ex-jogador já pôde sentir o clima de clássico na cidade e entre os jogadores celestes, na Toca II.

"Só o fato de estar aqui nessa semana já foi possível sentir o clima do clássico na cidade e entre os jogadores. Só por estar presente na Toca e ter passado a semana ao lado dos antigos companheiros me deu a sensação de que precisamos vencer esse clássico e que ele será a arrancada do Clube na competição nacional", disse.

Tinga, começou sua carreira no no Grêmio em 1997 e passou também por Kawasaki Frontale-JAP (1999 e 2000), Botafogo (2000), Grêmio (2001 a 2003), Sporting (2004), Internacional (2005 a 2006), Borussia Dortmund (2006 a 2010), Internacional (2010 a 2012) e, por último, o Cruzeiro.

O ex-volante conquistou vários títulos por onde passou: Copa do Brasil 1997 e 2001, Copa Sul 1999,  Campeonato Gaúcho em 1999, 2001, 2005, 2011 e 2012, Copa Libertadores da América 2006 e 2010, Recopa Sul-Americana 2011, Supercopa da Alemanha 2008, Campeonato Brasileiro 2013 e 2014, além do Campeonato Mineiro 2014.