Jogo Ponte Preta x Cruzeiro no Brasileirão 2016 Série A

Jogo Ponte Preta x Cruzeiro no Brasileirão 2016 Série A
Jogo Ponte Preta x Cruzeiro no Brasileirão 2016 Série A

O Estádio Moisés Lucarelli vai receber, nesta quarta-feira (22), às 19h30, o duelo entre Ponte Preta e Cruzeiro pela décima rodada do Campeonato Brasileiro. As duas equipes não pontuaram em seus últimos compromissos, ambos fora de casa. Enquanto a Ponte Preta perdeu para o Atlético-MG, por 3 a 0, no último domingo, o Cruzeiro sofreu uma derrota diante do Grêmio, por 2 a 0, custando-lhe a lanterna da zona de rebaixamento ao fim da nona rodada.

A Macaca ocupa a décima posição da tabela, com 13 pontos e, se tivesse vencido o último jogo, contra o Galo, estaria com a mesma pontuação do Corinthians, último time do G-4. O  time conta com o bom retrospecto nos jogos feitos em casa, nesta edição do campeonato, onde foram registradas três vitórias em quatro partidas como mandante.

Já o Cruzeiro figura a penúltima posição da tabela de classificação, com oito pontos (com a derrota do América-MG para o Palmeiras, nessa terça, já pela décima rodada, Cruzeiro subiu para a 19º colocação) pior pontuação da equipe ao fim de nove rodadas, na era dos pontos corridos, e nesse mesmo período (2003 em diante), a equipe celeste só foi lanterna da competição em duas ocasiões. O time de Paulo Bento vai para Campinas em busca de sua terceira vitória no campeonato – as outras duas também foram longe do Mineirão, contra Botafogo e Atlético-MG.

As estatísticas do confronto são favoráveis à Raposa. Na história das disputas entre as duas equipes no Campeonato Brasileiro, o Cruzeiro leva a melhor, com dez vitórias, contra cinco da Ponte Preta, e em outras cinco ocasiões, o placar terminou igua. O árbitro do 21º encontro dos times na competição nacional é Dewson Fernando Freitas da Silva, auxiliado por Márcio Gleidson Correia Dias e Hélcio Araújo Neves, todos os três do estado do Pará.

Depois de engatar duas vitórias, sobre Chapecoense e Atlético-PR, a Ponte Preta perdeu por 3 a 0 para o Atlético-MG, no Independência, no último domingo (19). O primeiro gol do Galo foi um chute forte do volante Leandro Donizete, seguido de uma falha do goleiro João Carlos.

Apesar da infelicidade, ao goleiro da Macaca não foi creditada a derrota da equipe pelo técnico Eduardo Batista. “Quando toma gol, o time todo falha. Jamais coloco a culpa da derrota em algum atleta. Isso seria leviano da minha parte. Aqui na Ponte nós trabalhamos em conjunto”, afirmou o treinador.

Na situação de momento, a Macaca está a três pontos do G-4 e a cinco da zona de rebaixamento, ocupando a faixa intermediária da tabela. Sem muitos desfalques, as baixas na Ponte Preta ficam por conta do volante Elton, que passou por uma artroscopia no joelho, no mês passado, e o lateral-direito Jeferson, que está suspenso pelo terceiro cartão amarelo, recebido no jogo contra o Galo. A escolha do substituto de Jeferson vai depender da maneira como o técnico Eduardo quer se preparar para receber o Cruzeiro.

As possibilidades para a lateral-direita são Nino Paraíba e Diogo Matheus. Nino é um jogador mais ofensivo, com mais saída para o jogo. Já Diogo é um lateral de mais marcação, e esta seria sua primeira partida na elite do futebol.

Se Eduardo continuar acreditando em um Cruzeiro mais fechado para o jogo, deve optar pelo Nino. “Pelo que apuramos, o Cruzeiro deve colocar mais um jogador no meio e entrar com três volantes. Então, esperamos um Cruzeiro fechado. Vamos precisar de paciência e agredir, mas sem dar o contra-ataque, que é o que o Cruzeiro vai buscar”, pontuou o Eduardo Batista.

O Cruzeiro perdeu para o Grêmio na última rodada, por 2 a 0, em Porto Alegre. Com escassas ações ofensivas, o futebol apresentado pela equipe não agradou ao técnico Paulo Bento. “Acredito que foi o pior jogo desde que chegamos aqui. Ofensivamente, foi o jogo mais pobre, em que não construímos praticamente nada”, lamentou o treinador.

No jogo, o meia Arrascaeta desperdiçou um pênalti, e, mesmo acreditando que o lance poderia ser crucial para o desenrolar da partida, o técnico não atribiu a derrota ao erro do jogador. “Acredito ser redutor nos apoiarmos em um lance para justificar uma derrota completamente justa, compreensiva, em que, essencialmente, na segunda parte o adversário foi muito melhor”, completou Paulo Bento.

Com o resultado, o Cruzeiro caiu para a última posição do campeonato, situação que só aconteceu duas vezes de 2003 até hoje: na segunda rodada do Campeonato Brasileiro 2015 e agora. A equipe tem os mesmos oito pontos dos três outros times que fecham a zona da degola. A incômoda lanterna colocou à prova, no início desta semana, o cargo de Paulo Bento, mas o próprio clube se pronunciou, desmentindo quaisquer informações referentes a uma possível saída do português.

Pelo fato de o América-MG ter perdido para o Palmeiras, nessa terça (22), em jogo que abriu a décima rodada, o clube celeste subiu para a 19º colocação por ter os mesmos oito pontos do Coelho, mas tirar a diferença no saldo de gols.

O departamento médico do Cruzeiro tem estado cheio há muito tempo. Casos como Marcos Vinícius, Manoel e Dedé, que se machucaram no início do ano, são lesões com terapias corretivas e tratamentos mais complexos. Élber e Robinho, afastados desde o fim de semana da vitória contra o Atlético-MG por 3 a 2, ambos com um edema na coxa, estão próximos do retorno.

A situação mais delicada do departamento é, sem dúvidas, a de Judivan, que se machucou há mais de um ano, quando defendia a Seleção Brasileira Sub-20. Para a partida, a novidade é o zagueiro Bruno Rodrigo, que não jogou contra o Grêmio por conta de uma virose.

Desde que chegou ao comando do Cruzeiro, Paulo Bento ainda não conseguiu repetir a escalação da equipe, e, ao que tudo indica, também não vai ser desta vez. O treino, em Campinas, foi aberto, e algumas mudanças puderam ser percebidas, como as entradas de Mayke, Léo e Bruno Ramires.

Boa noite, torcedor! Acompanhe agora a partida entre Ponte Preta x Cruzeiro em tempo real no Brasileirão 2016! Fique conosco!