Willian desencanta, Cruzeiro bate Palmeiras e conquista primeira vitória em casa no Brasileirão

Em partida eletrizante do início ao fim, Raposa conquista o primeiro triunfo como mandante; Verdão não era derrotado desde a quarta rodada

Willian desencanta, Cruzeiro bate Palmeiras e conquista primeira vitória em casa no Brasileirão
Foto: Washington Alves/LightPress
Cruzeiro
2 1
Palmeiras
Cruzeiro: Fábio; Mayke, Bruno Viana, Bruno Rodrigo, Bryan; Lucas Romero, Henrique, Bruno Ramires (Fabrício Bruno, min. 90), Arrascaeta; Alisson (Allano, min. 84), Willian (Riascos, min. 81). Técnico: Paulo Bento.
Palmeiras: Fernando Prass; Fabiano, Edu Dracena, Vitor Hugo, Egídio (Thiago Santos, min. 45); Tchê Tchê, Moisés, Cleiton Xavier (Luan, min. 49); Róger Guedes (Cristaldo, min. 69), Gabriel Jesus, Dudu. Técnico: Cuca.
Placar: 0-1, min. 10, Gabriel Jesus. 1-1, min. 14, Willian. 2-1, min. 47, Willian.
ÁRBITRO: Leandro Pedro Vuaden (RS). Auxiliares: Alessandro Rocha Matos (BA) e Bruno Raphael Pires (GO). Amarelos: Cruzeiro - Bruno Rodrigo, Lucas Romero, Arrascaeta, Bruno Ramires. Palmeiras: Edu Dracena, Tchê Tchê.
INCIDENCIAS: Partida válida pela 11ª rodada do Campeonato Brasileiro 2016, realizada no estádio Mineirão, em Belo Horizonte/MG.

Demorou, mas o Cruzeiro conseguiu a primeira vitória como mandante no Campeonato Brasileiro 2016. Na noite deste sábado (25), no Mineirão, a Raposa derrotou o Palmeiras por 2 a 1. Gabriel Jesus, aos 10 minutos do primeiro tempo abriu o placar a favor do Verdão. Willian, aos 14 minutos igualou o placar. O mesmo Willian, aos dois minutos da segunda etapa, deu números finais ao marcador.

O resultado elevou o Cruzeiro momentaneamente para a nona posição, com 14 pontos. O Palmeiras segue na liderança com 22 pontos, porém pode ser ultrapassado pelo Internacional caso este vença seu compromisso da rodada. As duas equipes voltam a campo no meio de semana. A equipe celeste vai até Chapecó/SC na quarta-feira (29) para enfrentar a Chapecoense, a partir de 21h. Já o alviverde recebe o Figueirense na Allianz Arena na quinta-feira (30), às 19h30.

Palmeiras sai na frente e Cruzeiro empata em um primeiro tempo movimentado

A partida já começou em rítmo acelerado e antes dos dois minutos a Raposa teve a primeira chance do jogo. Alisson tabelou com Willian e saiu na cara de Fernando Prass, que fechou o canto e mandou para escanteio. Jogando em cima do adversário, o Cruzeiro marcava a saída de bola do Palmeiras, forçando o erro defensivo. Edu Dracena saiu jogando errado e deu nos pés de Lucas Romero, que mandou na área, mas nas mãos do goleiro palmeirense.

Só que a defesa cruzeirense também errou. Especificamente, Bruno Rodrigo. E certos erros são fatais. Dudu roubou a bola, já na grande área e rolou para trás, achando Gabriel Jesus. De primeira, o atacante mandou no contra pé de Fábio. 10 minutos, 1 a 0 Palmeiras.

Porém, a reação cruzeirense não demorou a acontecer. Bryan efetuou um lançamento longo, Arrascaeta desviou para o meio da área e Willian, cara a cara com Prass, finalizou. A bola ainda passou por baixo das pernas do arqueiro alviverde. 14 minutos, 1 a 1. O Cruzeiro seguiu em cima e teve outra boa chance. Arrascaeta lançou, Alisson recebeu e tentou tocar por cima do goleiro. O toque achou Henrique, de gol vazio, que tocou desajeitadamente para fora.

Após os 25 minutos, o ritmo do jogo foi diminuindo e o Palmeiras começou a atacar. Gabriel Jesus, em velocidade, entrou na área e tocou a esquerda do gol. Em outra oportunidade, Fabiano ganhou a dividida e obrigou Fábio a fazer grande defesa. Aos 40 minutos, na última boa pontada do Cruzeiro, Bruno Ramires finalizou fraco e Prass defendeu.

Willian faz o gol da virada e Cruzeiro, finalmente, vence jogando no Mineirão

O segundo tempo começou tão corrido quanto o primeiro e de cara, aos dois minutos, a Raposa conseguiu o tento da virada. Alisson driblou Fabiano e fez o levantamento em direção à área, Willian se antecipou ao zagueiro e testou no canto esquerdo de Prass. A bola ainda bateu na trave antes de entrar. 2 a 1 Cruzeiro.

Mesmo na frente do placar, o time celeste não diminuiu a intensidade. Bryan rolou para trás e Bruno Ramires, desequilibrado, arrematou e Fernando Prass defendeu. O Palmeiras, que estava sem centroavante de ofício, colocou logo dois em campo. Luan entrou no lugar de Cleiton Xavier e Roger Guedes deu lugar a Cristaldo. O resultado foi uma leve melhora, com o time comandado por Cuca aparecendo mais no campo de ataque. E a ofensiva maior tinha como consequencia o espaço para o contra-ataque.

Em dois deles, Alisson esteve presente. No primeiro, saiu na cara do goleiro palmeirense e tentou tocar por cobertura. A bola foi indo devagar em direção ao gol, mas Tchê Tchê afastou o perigo. No segundo, passou por Fabiano e deixou Willian livre dentro da área, mas ele mandou para fora.

A presença de dois centroavantes fez com que o Verdão usasse e abusasse das bolas aéreas. Em cobrança de escanteio, Thiago Santos, na marca do pênalti, completou por cima do gol. Aos 45 minutos, Cristaldo apareceu livre na pequena área e não conseguiu completar a jogada. Para sua sorte, já se encontrava impedido. No último lance da partida, o zagueiro Edu Dracena foi para a área e acabou se enrolando com Bruno Viana e pediu pênalti, mas o juiz mandou seguir, mantendo-se assim o placar vitorioso para o time azul estrelado.