Com gols marcados contra o Palmeiras, Willian se isola na artilharia do "novo" Mineirão

Atacante, que marcou duas vezes na vitória do Cruzeiro, balançou as redes adversárias 25 vezes na era pós-reforma

Com gols marcados contra o Palmeiras, Willian se isola na artilharia do "novo" Mineirão
(Foto: Washington Alves/Light Press/Cruzeiro)

O Cruzeiro recebeu o líder Palmeiras no Mineirão, nesse sábado (25), em busca da primeira vitória em casa, pela 11º rodada do Campeonato Brasileiro. Alcançando o objetivo pelo placar de 2 a 1, o destaque do jogo foi o atacante Willian. Com o triunfo, a equipe se distancia da zona de rebaixamento e ocupa a 12º posição, com 14 pontos.

Desde janeiro de 2013, quando o Mineirão foi entregue após sua reforma para a Copa do Mundo FIFA 2014, Willian é o artilheiro isolado do estádio, com 25 gols marcados, estando à frente de Ricardo Goulart (22) e Dagoberto (17). Na vitória sobre o Palmeiras, o atacante foi crucial, marcando os dois gols da vitória da Raposa.

Diante do momento de afirmação que sua equipe passa, Willian sabe da importância de vencer, diante da torcida, um adversário como o líder, que é dono da melhor campanha até o momento. “Fico muito feliz por ter feito os gols e a gente ter conseguido essa grande vitória. Mas sinceramente fico mais feliz ainda pela garra, pela entrega de todo o nosso time, que hoje foi brilhante, como aconteceu também contra a Ponte Preta. Conseguimos essa vitória maravilhosa, com o apoio do nosso torcedor. A gente estava devendo esta vitória, para tirar aquele peso”, afirmou.

Até o confronto, Willian só tinha feito um gol na temporada, marcado na vitória sobre o Campinense-PB, pelo jogo de volta da primeira fase da Copa do Brasil, no dia 5 de maio. O atacante acredita que a equipe tem capacidade de figurar situações melhores. “Tenho certeza que vamos deslanchar e teremos uma sequência muito boa na competição, porque nós temos qualidade e grupo para brigar lá em cima. Precisamos valorizar o empenho de todos pelo trabalho que está sendo feito, para quarta-feira conquistarmos um resultado positivo também e lá é sempre difícil jogar contra a Chapecoense”, declarou.

Quando Paulo Bento chegou para assumir o Cruzeiro, logo após a estreia da equipe no campeonato, Willian vinha sendo titular e assim se manteve por alguns jogos sob comando do português. Com a chegada de Riascos, a concorrência resultou na alternância dos dois jogadores no ataque da equipe, e, nos últimos três jogos, Willian começou no banco de reservas. Sua entrada na equipe foi a única alteração de Paulo Bento para o duelo contra o Palmeiras, em relação à equipe que goleou a Ponte Preta por 4 a 0, na última rodada. Sobre a escolha de Willian, Paulo Bento elogiou seu empenho e compromisso em voltar a ser titular.

“O Willian é um jogador com maior mobilidade, com uma maior capacidade de jogar entre as linhas. No nosso plano de jogo, entendemos que o Willian podia fazer  esse trabalho de forma eficaz, e é assim que se conquista o seu espaço. Ele, nos momentos em que não jogou, que não foi opção, continuou trabalhando da mesma forma e com o mesmo foco, com o objetivo de ajudar a equipe”, pontuou o técnico.

Além de Willian e Riascos, opções mais recorrentes de Paulo Bento, e dos atacantes que completam o plantel celeste Douglas Coutinho, Rafael Silva e Judivan (estado de recuperação de lesão), o Cruzeiro vai contar com os dois novos reforços anunciados na última semana. Rafael Sóbis e o argentino Ramon Ábila devem assinar seus contratos com a Raposa nos próximos dias.

Com a sombra dos novos reforços, Willian terá a chance de lutar pela titularidade na próxima partida do Cruzeiro, diante da Chapecoense, na Arena Condá, em Chapecó-SC, na quarta (29), às 21h.