Em crise no Brasileiro, Cruzeiro defende vantagem na Copa do Brasil diante do Vitória

Raposa venceu primeiro confronto em Salvador e avança na competição com qualquer empate e até com derrota simples

Em crise no Brasileiro, Cruzeiro defende vantagem na Copa do Brasil diante do Vitória
(Foto: Edson Ruiz/Light Press/Cruzeiro)
Cruzeiro
Vitória
Cruzeiro: Fábio; Lucas, Léo, Bruno Viana e Edimar; Henrique, Ariel Cabral, Bruno Ramires e Arrascaeta; Ramon Ábila e Rafael Sóbis. Técnico: Paulo Bento.
Vitória: Caíque; Victor Ramos, Kanu e Ramon; Norberto, Marcelo, Willian Farias e Diego Renan; Marinho, Dagoberto e Kieza. Técnico: Vágner Mancini.
ÁRBITRO: Thiago Duarte Peixoto (Aspirante FIFA/SP), auxiliado por Fábio Rogério Baesteiro (SP) e Herman Brumel Vani (SP)
INCIDENCIAS: Segundo confronto entre as equipes, válido pela terceira fase da Copa do Brasil 2016. Jogo a ser realizado às 21h45 desta quarta-feira (20), no Mineirão, em Belo Horizonte/MG.

A temporada 2016 do Cruzeiro não é boa. Após derrota no Campeonato Mineiro, troca de técnico e a expectativa de um melhor começo de segundo semestre, tudo continuou aquém do esperado. O time acumula quatro jogos sem vencer (destes, três derrotas), voltou a estar na zona de rebaixamento do Brasileirão, e os problemas só aumentam.

Do outro lado, um ano bom para o Vitória. Após a conquista do Campeonato Baiano, o time rubro-negro apresentou um bom desempenho de recuperação e começa a manter uma campanha estável no Campeonato Brasileiro, com seis jogos de invencibilidade.

As equipes entram em campo às 21h45 desta quarta-feira (20) e se enfrentam pela Copa do Brasil. Na competição, considerada a mais democrática do país, a situação é diferente. A Raposa venceu o primeiro confronto em Salvador por 2 a 1 e pode avançar às oitavas de final com qualquer empate ou até mesmo com uma simples derrota. Ao Leão da Barra, resta vencer por dois gols de diferença ou por placar acima de 3 a 2. Triunfo baiano por 2 a 1 leva a disputa às penalidades máximas.

Cruzeiro tenta reagir após tenso início de semana

A semana não começou nada boa para o Cruzeiro. O time foi derrotado pelo Fluminense por 2 a 0 e voltou a estar entre os quatro últimos colocados da Série A. A declaração polêmica do atacante Riascos após o jogo e a invasão de um grupo pertencente a maior organizada do clube no dia seguinte contribuiu para o ambiente ficar ainda mais conturbado.

No último dia de preparação, mais tranquilidade para o técnico Paulo Bento executar o trabalho com os jogadores. Pouca intensidade física para preservar os atletas. A atividade foi técnica, em campo reduzido, apenas com os suplentes do duelo do último fim de semana. Quem iniciou o jogo contra o Flu apenas fez trabalhos regenerativos, na academia e no campo.

Para o jogo ante o Vitória, os desfalques são inúmeros. Os laterais Ezequiel e Bryan já disputaram a competição por Criciúma e América-MG. O goleiro Rafael, o lateral Mayke, os meias Élber, Robinho e Alex, além dos atacantes Alisson e Judivan estão no departamento médico. Em transição estão o zagueiro Dedé, o volante Marciel e o meia Marcos Vinícius.

Embora tenha uma boa vantagem, o meia Arrascaeta disse que o time não pode baixar a guarda para evitar mais complicações na temporada. O jogador destacou o bom nível do adversário e afirmou que o elenco está motivado em buscar mais um resultado positivo, principalmente por atuar diante do torcedor.

"Sabemos que a situação não está fácil. Um momento difícil que o clube está atravessando. O grupo tem que estar fechado. Agora é focar na Copa do Brasil contra o Vitória. Temos uma vantagem, mas não significa nada. Temos que ganhar o jogo. Ainda faltam 90 minutos contra um rival muito difícil. Nosso time tem que ganhar a partida", declarou o meia.

Vitória tenta surpreender mais uma vez em Belo Horizonte

O Vitória enfrentou o Cruzeiro há pouco mais de duas semanas no palco do confronto desta noite. Mesmo com um jogador a menos, o time baiano foi corajoso e buscou o empate em 2 a 2, e teve muitas oportunidades de sair de Belo Horizonte com uma vitória histórica. Mais uma vez na capital mineira em tão pouco tempo, o time tenta manter o nível daquela atuação. Desta vez, com um triunfo necessário para buscar a classificação e continuar na Copa do Brasil.

O elenco não retornou a Salvador após o empate em 1 a 1 contra o Atlético-PR para evitar um desgaste ainda maior dos principais jogadores. Ausentes da última rodada do Brasileirão, o zagueiro Kanu (suspenso) e o lateral-direito Norberto (recuperado de lesão) estão de volta e podem ser utilizados pelo técnico Vágner Mancini. Serginho disputou a Copa do Brasil pelo Santos e não pode entrar em campo.

O treinador do Leão da Barra destacou que a situação é completamente diferente do Campeonato Brasileiro, principalmente porque o time precisa buscar o resultado para continuar na competição. Embora possa custar o calendário até o fim do ano, Vágner Mancini destacou que vai motivar o elenco em busca da classificação.

"É um jogo eliminatório e está 2 a 1 para o Cruzeiro, então nós temos de fazer de tudo para ir lá e virar essa partida. Estou muito a fim de passar à próxima fase da Copa do Brasil, nem que a gente atropele o calendário e que tenha de jogar toda quarta e todo domingo até o último ano. O importante é vencer", destacou.