Edimar exalta postura de Mano no retorno ao Cruzeiro: "Chegou mostrando o que quer"

Provável titular na lateral esquerda diante do Santos, jogador relembra confrontos na Vila Belmiro e prega atenção aos jogadores celestes

Edimar exalta postura de Mano no retorno ao Cruzeiro: "Chegou mostrando o que quer"
Edimar poderá atuar pela terceira vez consecutiva na titularidade do Cruzeiro (Foto: Washington Alves/Light Press)

Sanchez Miño, Bryan, Allano e Fabrício tentaram ocupar a lateral esquerda do Cruzeiro nesta temporada, mas quem se firmou na vaga foi o recém-chegado Edimar. O jogador, que foi titular nas duas últimas partidas da Raposa, teve a contratação solicitada pelo técnico Paulo Bento, demitido na segunda-feira (25).

Apesar de não ser mais instruído pelo português, Edimar segue prestigiado na Toca da Raposa II. Isso porque Mano Menezes manteve o jogador na titularidade, assim, com chances grandes de começar jogando contra o Santos, no domingo (31), às 16h, na Vila Belmiro, pelo Campeonato Brasileiro.

Bastaram dois treinamentos sob a batuta de Mano, para que Edimar compreendesse a filosofia do novo treinador celeste. O lateral-esquerdo exaltou a postura do profissional gaúcho, que realizou alguns ajustes na parte defensiva, ressaltando que vários jogadores que não tinham chances com Bento, poderão conquistar vaga no time principal.

“Já chegou mostrando o que quer. Chegou conversando e ajustando coisas na parte defensiva. Conhece muitos jogadores e os jogadores que trabalharam com ele conhecem sua linha de trabalho. Irá trazer muitos benefícios. Quem não vinha tendo tantas oportunidades com o Paulo [Bento] poderão ter com ele. Chegou colocando sua filosofia e a maneira como quer as coisas”, declarou o jogador.

A reação do Cruzeiro terá que ser imediata, para se livrar da incômoda zona de rebaixamento. No entanto, o adversário da vez é o Santos, 4º colocado do Brasileirão. Edimar pregou respeito ao rival de domingo e salientou a dificuldade dos visitantes atuarem na Vila Belmiro. Para sair do litoral paulista com os três pontos, o lateral quer atenção do sistema defensivo celeste.

“Jogos do Campeonato Brasileiro não são fáceis ou difíceis. Todos os times são regulares, colocam dificuldades. Joguei uma vez na Vila em 2008. Um campo muito difícil de se jogar. E o time do Santos de agora tem feito bons jogos. Acho que não existem jogos fáceis ou difíceis, todos os times querem vencer. Vamos precavidos mas também pensando em buscar um grande resultado”, concluiu.