Na busca de uma identidade para o Cruzeiro, Mano encaminha time que irá duelar diante do Santos

Treinador celeste confirma retorno de Manoel ao sistema defensivo e aguarda por recuperação de Henrique; Robinho e Rafinha disputam vaga no meio-campo

Na busca de uma identidade para o Cruzeiro, Mano encaminha time que irá duelar diante do Santos
Mano irá ajustar os últimos detalhes da equipe em treino na manhã de sábado (30) (Foto: Pedro Vilela/Lightpress)

Em sua segunda passagem pelo Cruzeiro, Mano Menezes terá que fazer uma temporada inteira render, em menos de quatro meses para a mesma acabar. Para isso, é preciso reorganização, empenho, e muita conversa. Enfim, uma nova identidade para a equipe.

Mano reestreia no comando do Cruzeiro já no domingo (31), às 16h, diante do Santos, na Vila Belmiro, pelo Campeonato Brasileiro. Na entrevista coletiva concedida nesta sexta-feira (29), o treinador adiantou que deverá priorizar a base da equipe que treinou em 2015, ressaltando que irá respeitar o desempenho pessoal de cada jogador.

“Se a equipe estivesse vivendo bom momento, manteria o time que vinha jogando. Como não é o caso, tenho que partir de uma ideia. E a ideia é a que eu vi no ano passado. Disse aos jogadores e a vocês aqui. Agora é pensar em termos táticos, ver como a equipe evolui e até utilizar os jogadores que chegaram, respeitando, claro, a produtividade de cada um", disse o técnico.

Partindo deste princípio, Mano Menezes irá promover o retorno de Manoel ao sistema defensivo da Raposa, atuando na zaga ao lado de Bruno Rodrigo: "O Manoel é uma ideia que tenho, trabalhou bem no ano passado. Também gosto do Leo, mas temos que partir de uma base. E a base que eu escolhi foi essa", justificou Mano.

Se a dupla de zaga está definida, o mesmo não se pode dizer do meio-campo. Isso porque o volante Henrique, que sofreu uma entorse leve no tornozelo esquerdo na última quarta-feira (27), deverá ser reavaliado pelo departamento médico para saber se terá condições de jogo. Caso seja vetado, Bruno Ramires irá compor a marcação com Ariel Cabral.

Já no setor de criação, Robinho e Rafinha disputam uma vaga ao lado de Arrascaeta. Durante a semana, Mano optou pelo segundo, mas, nesta sexta, deixou o mistério no ar: "Bem provável que vou optar entre Robinho e Rafinha, conversei com os dois, para fazer uma função no meio de campo, para que a equipe fique com boas opções. Mas em termos de escalação eu costumo oficializar dentro do jogo", destacou.

No ataque, Willian e Rafael Sóbis deverão começar jogando. Ábila, titular nas últimas partidas da Raposa ainda sob o comando de Paulo Bento, inicia o duelo no banco de reservas. Apesar da provável escolha, o treinador deixou em aberto, por exemplo, a possibilidade de utilizar Ábila e Willian como homens de frente em futuras partidas.

"Um é mais de decisão, de área, de proteção e pivô [Ábila] e o outro tem mais versatilidade [Willian]. Mas ambos podem jogar juntos, dependendo do jogo podem jogar juntos", diferenciou. 

Assim, o provável Cruzeiro que irá entrar em campo diante do Santos, está escalado com: Fábio; Lucas, Manoel, Bruno Rodrigo e Edimar; Henrique (Bruno Ramires), Ariel Cabral, Rafinha (Robinho) e De Arrascaeta; Rafael Sobis e Willian.