Titular nos últimos jogos, Lucas Romero exalta disputa por posição no meio-campo do Cruzeiro

Argentino começou jogando diante de Figueirense e Santa Cruz; na primeira, substituiu Ariel Cabral, que estava contundido, e no último, ocupou a posição de Henrique, suspenso

Titular nos últimos jogos, Lucas Romero exalta disputa por posição no meio-campo do Cruzeiro
Foto: Washington Alves/Light Press/Cruzeiro

A vitória por 2 a 0, diante do Santa Cruz, na partida do último domingo (28), confirmou a boa fase do Cruzeiro, que soma cinco jogos de invencibilidade sob o comando de Mano Menezes. Na ocasião, o volante Lucas Romero entrou como titular pelo segundo jogo seguido com o treinador. Ele foi o dono da posição durante boa parte da temporada, porém, na última transição da comissão técnica, o meio-campista estava à serviço da seleção da Argentina. nos Jogos Olímpicos do Rio.

Assim que retornou ao clube, Romero foi relacionado para o jogo diante do Coritba, mas não entrou em campo. Já diante de Figueirense e Santa Cruz, ele foi o titular. O resultado positivo diante da equipe pernambucana foi apenas a segunda vitória da Raposa no Mineirão, nesta edição do Campeonato Brasileiro. Além de destacar a importância do feito, o argentino comentou que o bom momento reforça na confiança do time.

"Foi um jogo muito importante para a gente, precisávamos de uma vitória em casa, diante da nossa torcida. A gente vem em uma sequência sem perder, somando pontos, saímos da zona de rebaixamento, isso ajuda a dar confiança para todos nós", disse. Com o resultado, a Raposa abriu vantagem de dois pontos do Internacional, primeiro time do Z-4. Para afastar de vez, a equipe celeste deverá vencer os próximos adversários, América-MG e Botafogo, rivais diretos na parte de baixo da tabela.

Entretanto, no meio da semana, na quinta-feira (1º), o Cruzeiro vai a campo pela partida de ida das oitavas de final da Copa do Brasil, diante do Botafogo, no estádio Luso-Brasileiro, no Rio de Janeiro. Pela primeira vez, desde que Romero retornou à equipe, Mano Menezes terá à disposição a dupla de volantes Ariel Cabral e Henrique, fato que torna incerta a titularidade de Romero. Contudo, ele analisa a disputa como saudável e proveitosa ao time.

"Quem tem de decidir é o Mano. No jogo [diante do Santa Cruz] eu fiz um trabalho de mais equilíbrio para a equipe e o Ariel, com a condição dele, teve mais liberdade. Ajuda muito o jogador trabalhar quando tem uma briga sadia com os companheiros. Ajuda sempre a melhorar, tem de ter uma alta intensidade de trabalho sempre. É bom para mim e bom para o Clube", concluiu.