Tranquilo por renovação de contrato, Bruno Rodrigo celebra semana cheia no Cruzeiro

Zagueiro celeste revela que negociação por ampliação de vínculo ainda não começou, mas ressalta vontade de permanecer na Toca

Tranquilo por renovação de contrato, Bruno Rodrigo celebra semana cheia no Cruzeiro
Bruno Rodrigo quer Cruzeiro atento diante da Ponte Preta (Foto: Pedro Vilela/Light Press)

O zagueiro Bruno Rodrigo chegou ao Cruzeiro no início de 2013, disputou 157 jogos com a camisa celeste e conquistou um Campeonato Mineiro e dois Brasileiros. Agora, a permanência do camisa 4 para a próxima temporada é uma incógnita, já que seu contrato encerra no final deste ano. Apesar da negociação pela renovação não ter sido iniciada, o defensor ressalta a vontade de continuar na Raposa.

"Até agora a gente não conversou. Não teve nada. Em 2013, quando cheguei aqui, deixamos pra conversar na reta final. Da minha parte é tranquilo. Vamos esperar o time se acertar e sair dessa zona incômoda pra conversar sobre isso”, disse o zagueiro.

Bruno Rodrigo, no entanto, não está preocupado com a renovação de contrato, mas sim, com a Ponte Preta, adversária do Cruzeiro no próximo sábado (8). O defensor comemorou o fato de ter tido a semana cheia para trabalhar com os companheiros, exaltando, principalmente, a oportunidade do técnico Mano Menezes ajustar o posicionamento do time.

"Foi benéfico no ponto de trabalhar alguma coisa que o professor vê que a gente está precisando nos jogos. O posicionamento da linha de volantes, a saída de bola. É bom para o professor acertar alguns aspectos que não tem tempo quando a gente joga quarta e domingo", disse.

Além do ajuste no posicionamento do time, Bruno Rodrigo também quer mudanças na postura da equipe no início das partidas. Na vitória diante do Grêmio, por exemplo, o zagueiro lembrou que a equipe gaúcha teve algumas oportunidades nos primeiros minutos. Contra a Ponte, o camisa 4 quer um Cruzeiro mais atento, para sair na frente do placar.

"A gente tem que ter tranquilidade, começar o jogo melhor do que contra o Grêmio. Eles tiveram algumas chances, e depois conseguimos equilibrar o jogo. Temos que ter atenção com a bola parada deles para não sermos surpreendidos, e sair na frente do placar como foi com o Grêmio. Se sairmos na frente, temos boas chances de sair de campo com a vitória", concluiu.