Cruzeiro vence Ponte Preta com tranquilidade e engata segunda vitória seguida no Brasileirão

Gols de Ramón Ábila e Robinho fazem Raposa subir quatro posições na tabela e se afastar do Z-4; Macaca permanece na zona intermediária da classificação

Cruzeiro vence Ponte Preta com tranquilidade e engata segunda vitória seguida no Brasileirão
Foto: Yuri Edmundo/Light Press
Cruzeiro
2 0
Ponte Preta
Cruzeiro: RAFAEL; EZEQUIEL, LÉO, BRUNO RODRIGO E EDIMAR; HENRIQUE E LUCAS ROMERO; RAFAEL SOBIS (Min. 19, Elber, 2ºT), ROBINHO E RAFINHA (Min. 37, Alisson, 2ºT); RAMÓN ÁBILA (Min. 31, Willian, 2ºT). TÉCNICO: MANO MENEZES.
Ponte Preta: ARANHA; NINO PARAÍBA, ANTÔNIO CARLOS, FÁBIO FERREIRA E REINALDO; ELTON, WENDEL (Min. 32, Rhayner, 2ºT) E Maycon (Min. 00, T. Galhardo, 2ºT); FELIPE AZEVEDO (Min. 22, Zé Roberto, 2ºT), POTTKER E ROGER. TÉCNICO: EDUARDO BAPTISTA.
Placar: 1-0, Min. 11, Ábila, 1ºT; 2-0, Min. 35, Robinho, 2ºT
ÁRBITRO: ANDERSON DARONCO, AUXILIADO POR RAFAEL DA SILVA ALVES E ELIO NEPOMUCENO DE ANDRADE JUNIOR. Cartões amarelos: Edimar e Rafael Sóbis (Cruzeiro); Elton e Thiago Galhardo (Ponte Preta)
INCIDENCIAS: PARTIDA VÁLIDA PELA 29ª RODADA DO CAMPEONATO BRASILEIRO DE 2016, REALIZADA NESTE SÁBADO (8), NO MINEIRÃO, EM BELO HORIZONTE/MG.

O Cruzeiro recebeu, na noite deste sábado (8), a Ponte Preta, no Mineirão, dando continuidade à 29ª rodada do Campeonato Brasileiro. A Raposa fez seu papel, já que necessitava da vitória para fugir do temido Z-4, e bateu a Macaca por 2 a 0, com gols de Ramón Ábila e Robinho, um em cada tempo.

A segunda vitória da Raposa seguida foi essencial para a equipe celeste conquistar quatro posições, ficando em 12º lugar, com 36 pontos. Agora, o Cruzeiro encara o Palmeiras, no Estádio da Fonte Luminosa, em Araraquara/SP, na quinta-feira (13), às 19h30, pela 30ª rodada do Campeonato Brasileiro.

A derrota fez a Ponte Preta acender o alerta sobre o Z-4 e deixar a briga pelo G-6 em segundo plano. A Macaca permanece na 10ª posição, com 39 pontos. Também na quinta, às 19h30, os campineiros enfrentam o Vitória, no Estádio Moisés Lucarelli, pela próxima rodada do Brasileirão.

Ábila marca nos primeiros minutos e Cruzeiro fica tranquilo na primeira etapa

A partida começou com muitos passes errados. O técnico Mano Menezes chegou a ficar exaltado com seus comandados pela falta de efetividade no ataque. Mas, aos 11 minutos, a insistência de Rafael Sóbis por uma jogada surtiu efeito. O camisa 7 ganhou a disputa e cruzou para Ramón Ábila dominar e arrematar de maneira certeira para a Raposa, abrindo o placar no Mineirão.

A Ponte quase levou perigo ao gol da Raposa dois minutos depois, quando Felipe Azevedo lançou Roger. No entanto, o atacante acabou escorregando e perdendo a posse de bola. Aos 16, Ábila descolou passe para Robinho, que driblou seu marcador e arrematou, mas Aranha conseguiu defender. Aos 25 minutos, Roger viu Pottker passando em velocidade e serviu o camisa 7, que levou perigo ao gol de Rafael.

Aos 36, Robinho cobrou falta na área e Léo cabeceou por cima da meta de Aranha. Três minutos depois, o goleiro também trabalhou quando encaixou um arremate de Rafael Sóbis da intermediária. Aos 43, o Cruzeiro chegou novamente com Lucas Romero, que bateu por cima da meta campineira. 

Robinho marca segundo da Raposa e garante vitória no Mineirão

O ímpeto do Cruzeiro pelo segundo gol aumentou na etapa complementar. Prova disso foi a cabeçada de Sóbis no primeiro minuto de partida, obrigando Aranha a executar excelente defesa. O goleiro também foi protagonista aos nove, quando saiu do gol para interceptar um lance de ataque da Raposa, quando viu a bola sobrar nos pés de Rafinha, que arrematou, levando perigo ao adversário.

Aos 11 minutos, Pottker recebeu dentro da área e concluiu por cima da meta de Rafael. Logo em seguida, Lucas Romero tabelou com Sóbis e cruzou na medida para Ramón Ábila pegar de primeira e mandar para o fundo das redes. No entanto, a arbitragem marcou impedimento do camisa 50. Aos 25, Elber, em sua primeira jogada, arriscou da entrada da área, assustando o goleiro Aranha que viu a bola passar por cima do travessão.

Aos 35 minutos, o Cruzeiro fechou a conta com Robinho, que bateu colocado após contar com passe de Rafinha e aproveitar roubada de bola de Lucas Romero. Após o segundo tento, a Raposa apenas administrou o resultado esperando o término da partida.