Cruzeiro mede forças com Chapecoense visando se afastar ainda mais do Z-4

Sem perder há três partidas, Raposa quer continuar subindo na tabela de classificação; Verdão do Oeste quer vitória para seguir sonhando com G-6

Cruzeiro mede forças com Chapecoense visando se afastar ainda mais do Z-4
Foto: Marcio Cunha/Light Press
Cruzeiro
Chapecoense
Cruzeiro: Rafael; Lucas, Léo (Manoel), Bruno Rodrigo e Edimar; Lucas Romero e Henrique; Rafael Sobis, Robinho e Rafinha; Ramón Ábila. Técnico: Mano Menezes
Chapecoense: Danilo; Gimenez, Neto, Willian Thiego e Dener; Matheus Biteco (Sérgio Manoel), Gil, Cleber Santana e Alan Ruschel (Hyoran); Ananias e Kempes. Técnico: Caio Júnior
ÁRBITRO: Luiz Flavio de Oliveira, auxiliado por Miguel Caetano Ribeiro da Costa e Herman Brumel Vani
INCIDENCIAS: Partida válida pela 31ª rodada do Campeonato Brasileiro, a ser disputada no Mineirão, neste domingo (16), às 17h

Separados por quatro pontos na tabela de classificação do Campeonato Brasileiro, Cruzeiro e Chapecoense se enfrentam neste domingo (16), às 17h, no Mineirão, pela 31ª rodada da competição. A Raposa quer seguir se afastando do temido Z-4, enquanto o Verdão do Oeste almeja chegar ao sonhado G-6.

Invicto há três partidas, o Cruzeiro, na última rodada, foi até Araraquara/SP, onde enfrentou o líder Palmeiras. O empate sem gols, com direito a oportunidades desperdiçadas, deixou a Raposa na 12ª posição, com 37 pontos. A equipe do técnico Mano Menezes venceu as duas últimas partidas em que disputou no Mineirão, contra Grêmio e Ponte Preta, respectivamente.

A Chapecoense desembarca em Belo Horizonte com um olho no Campeonato Brasileiro e outro na Copa Sul-Americana, pois quarta-feira (19) já tem jogo contra o Júnior Barranquilla, na Colômbia. Na última rodada da competição nacional, os comandados de Caio Júnior venceram o Sport, por 3 a 0, na Arena Condá. O resultado deixou o Verdão na 11ª colocação, com 41 pontos, justamente na frente do Cruzeiro.

No primeiro turno, Chapecoense e Cruzeiro mediram forças na Arena Condá, pela 11ª rodada do Brasileirão. Na ocasião, os mandantes levaram a melhor em um jogo movimentado e venceram por 3 a 2, com gols de Silvinho, Arthur Maia e KempesMatías Pisano, hoje no Santa Cruz, e Fabrício Bruno, descontaram para a Raposa, que, na ocasião, era comandada pelo português Paulo Bento.

Mano encaminha time titular com dúvida na zaga: Léo ou Manoel

Ter um zagueiro como Manoel de volta ao time, é um privilégio para muitos treinadores. Mas, para Mano Menezes, é um dilema. O técnico do Cruzeiro, em entrevista coletiva na última sexta-feira (14), na representação do time na Toca da Raposa II, não garantiu a titularidade do camisa 27, que viu Léo fazer atuações convincentes durante sua suspensão, contribuindo para a equipe celeste passar três partidas sem sofrer gols.

Manoel volta a ficar disponível após quatro partidas fora, em suspensão imposta pelo STJD, depois de agredir o atacante Chávez, do São Paulo, em partida da 25ª rodada do Campeonato Brasileiro. Agora, contra a Chapecoense, no domingo (16), às 17h, no Mineirão, fica a dúvida sobre o parceiro de Bruno Rodrigo na zaga: Manoel ou Léo? A resposta virá apenas momentos antes da partida, segundo Mano.

"Primeiro é mostrar que você está titular, não é titular. Não há um contrato que te assegura isso. E o maior respeito que um atleta precisa ter é que, quando é titular, ele aceita as regras, quando ele não é, precisa respeitar as regras. É o respeito que você precisa ter com o colega que disputa posição: Manoel, Léo, Bruno, Fabrício. O mais importante é o time como um todo. Ontem tivemos o retorno do Bryan, que não jogava há algum tempo. Muitos poderiam pensar numa insegurança em função de situações que aconteceram lá atrás, mas você vê que hoje o posicionamento é outro, o espírito é outro. Independentemente de ser Manoel, Bruno ou Léo, quem entrar, vai dar conta do recado", disse.

O certo é que a Raposa não contará com o lateral-direito Ezequiel, suspenso pelo terceiro cartão amarelo. Com isso, Lucas ficará a com a vaga no setor. Quem retorna ao time é Edimar. O lateral-esquerdo, que cumpriu suspensão contra o Palmeiras, ocupa a vaga de Bryan, que, mesmo tendo atuação convincente no meio de semana, volta para o banco de reservas.

Jogadores da Chape querem promover "Minerazzo" diante do Cruzeiro

Surpreender o Cruzeiro. Esta é a meta dos jogadores da Chapecoense. A vitória por 3 a 0 contra o Sport, deu motivação ao elenco do Verdão, que passou três partidas sem vencer antes do triunfo conquistado no meio de semana. A pressão no Mineirão existe, mas, para o lateral-esquerdo Dener, o técnico Caio Júnior irá adotar a melhor estratégia.

"O mando de campo vai ser deles, mas a pressão é toda deles. Em todos os jogos a gente entra para dar o melhor. Se entrar como foi contra o Sport, a gente pode surpreender e conseguir um bom resultado. E até chegar no objetivo (de 45 pontos) vai ser isso aí. A gente ainda não chegou nesse primeiro objetivo", declarou o jogador.

Caio Júnior deverá promover algumas alterações, em relação ao time que entrou em campo diante do Sport. O volante Gil, que retorna de suspensão, ocupa a vaga de Sérgio Manoel, que, por sua vez, poderá entrar no lugar de Matheus Biteco. Já o meia Hyoran, que está recuperado de cirurgia no ombro, chegou a entrar no meio de semana e poderá começar jogando no lugar de Alan Ruschel, lateral-esquerdo improvisado no meio-campo.

A Chape contará também com o atacante Ananias, que marcou um dos gols da vitória do Verdão contra o Sport. O jogador, que já atuou pelo Cruzeiro, sabe bem como é enfrentar a Raposa no Mineirão: "É um time que mudou muito com a chegada do Mano Menezes. É um time muito forte. Tive o prazer de jogar lá, sei como é difícil jogar no Mineirão. Mas o Caio Júnior vai escolher a melhor estratégia para a partida", ressaltou.