Após derrota diante do Grêmio, Mano admite pior atuação do Cruzeiro desde seu retorno

Treinador reconheceu a superioridade tática do Tricolor Gaúcho frente à Raposa

Após derrota diante do Grêmio, Mano admite pior atuação do Cruzeiro desde seu retorno
Foto: Washington Alves/Light Press/Cruzeiro

A derrota do Cruzeiro para o Grêmio, por 2 a 0, na noite dessa quarta-feira (26), em partida de ida, válida pela semifinal da Copa do Brasil, no Mineirão, decepcionou a torcida. Os mais de 53 mil torcedores presentes, que lotaram o Gigante da Pampulha, viram de perto o domínio tricolor da partida. Com um gol em cada tempo, os gaúchos dificultaram as aspirações celestes na competição. O técnico Mano Menezes eximiu de culpa os jogadores e explicou o motivo da derrota.

“As questões do primeiro tempo foram táticas, não foram dos atletas. Propusemos uma alteração tática no segundo tempo, tirando um homem de trás, porque esse era o problema. O Grêmio tinha dois jogadores para quatro nossos. Ao ficarmos com quatro jogadores para dois, perdemos o meio-campo e não conseguimos pressionar os volantes, não conseguimos encaixar nos meias e por isso fomos batidos com facilidade no primeiro tempo”, analisou.

Depois de terminar o primeiro tempo em desvantagem, Mano ousou e mudou algumas peças do time, alterando o esquema de jogo para a etapa complementar. Fato que diminuiu o poderio da equipe gremista. Entretanto, aos 16 minutos do segundo tempo, o Grêmio contra-atacou a Raposa e Douglas anotou o segundo gol da equipe. “Foi um descuido de marcação. Depois as coisas ficaram mais difíceis, foi difícil para entrar, para criar, embora tivemos volume pela direita. Tivemos dificuldade para concluir”, disse o treinador.

Mano ainda destacou a qualidade do adversário e elogiou a disposição tática da equipe, revelando como esse fato dificulta quando o jogo é contra eles. “O Grêmio é uma equipe que desde o ano passado vem trabalhando com uma mecânica de toque de bola muito competente. Já jogamos com o Grêmio aqui no ano passado e tivemos dificuldades com o controle do jogo, mas conseguimos encaixar melhor. Hoje não conseguimos fazer e o adversário fez bem”, afirmou.

Mano Menezes lamentou o rendimento da equipe em campo e classificou como o pior jogo desde quando retornou ao clube. “Foi a primeira atuação muito abaixo comigo desde quando eu cheguei. Hoje a equipe não conseguiu produzir. Certamente tem relação com o que o adversário fez, mas dói muito mais, porque nós queríamos oferecer exatamente para o torcedor um jogo com um final melhor”, apontou.

Para a partida de volta, que acontece na próxima quarta-feira (2), às 21h50, na Arena do Grêmio, o treinador celeste admite a dificuldade em reverter o placar, mas tem confiança na garra da equipe. “O jogo da volta está difícil pela circunstância que nós deixamos o adversário abrir uma vantagem, mas já vimos tanta coisa no futebol. Temos que ser competentes como não conseguimos ser aqui. Se vamos conseguir ou não, é outra história. Não vai faltar determinação ao Cruzeiro”, destacou.

No sábado (29), às 16h30, o Cruzeiro enfrenta o Atlético-PR, na Arena da Baixada, pelo Campeonato Brasileiro. O treinador celeste garante que o resultado de hoje não influenciará no rendimento da equipe. “O impacto para o Campeonato Brasileiro, não terá. Vamos à Curitiba no sábado e temos que levar em consideração o desgaste dos jogadores, em um campo onde o adversário joga muito, tem feito a melhor campanha como mandante. A gente vai tentar fazer um bom jogo”, disse.