Eficaz no ataque, Cruzeiro vence Fluminense de virada e encaminha permanência na Série A

Triunfo no Mineirão deixa Raposa mais firme na elite do futebol brasileiro, necessitando de apenas um empate nas próximas partidas; Tricolor Carioca anuncia demissão de Levir Culpi após goleada

Eficaz no ataque, Cruzeiro vence Fluminense de virada e encaminha permanência na Série A
Foto: Washington Alves/Light Press
Cruzeiro
4 2
Fluminense
Cruzeiro: Rafael; Lucas Romero, Bruno Rodrigo, Léo e Bryan; Henrique, Ariel Cabral, Rafael Sóbis e Arrascaeta; Alisson e Willian (Min. 26, Ramón Ábila, 2ºT). Técnico: Mano Menezes
Fluminense: Julio César, W. Silva, Gum, Henrique e W. Matheus; Edson, Cícero, Scarpa, Aquino (Min. 14, Danilinho, 2ºT), e Richarlison (Min. 32, Magno Alves, 1ºT); Wellington (Min. 15, Marcos Júnior, 2ºT). Técnico: Levir Culpi
Placar: 0-1, Min. 08, Richarlison, 1ºT; 1-1, Min. 25, Rafael Sóbis, 1ºT; 2-1, Min. 44, Willian, 1ºT; 3-1, Min. 00, Arrascaeta, 2ºT; 4-1, Min. 05, Alisson, 2ºT; 4-2, Min. 47, Ramón Ábila (contra), 2ºT
ÁRBITRO: Elmo Alves Resende Cunha, auxiliado por Christhian Passos Sorence e Leone Carvalho Rocha. Cartões amarelos: Lucas Romero e Alisson (Cruzeiro); Aquino (Fluminense)
INCIDENCIAS: Partida válida pela 34ª rodada do Campeonato Brasileiro, disputada no Mineirão, em Belo Horizonte/MG.

Cruzeiro e Fluminense entraram em campo, na tarde deste domingo (6), no Mineirão, pela 34ª rodada do Campeonato Brasileiro. Em uma partida repleta de gols, a Raposa foi mais eficiente e venceu, de virada, por 4 a 2, com gols de Rafael Sóbis, Willian, Arrascaeta e Alisson. Richarlison e Ramón Ábila, contra, descontaram para o Tricolor Carioca.

O resultado deixou o Cruzeiro na 12ª posição, com 44 pontos. Assim, a Raposa precisa apenas de um empate para permanecer na Série A. Agora, a equipe celeste encara o Sport, na Ilha do Retiro, na quarta-feira (16), às 21h45, pela 35ª rodada do Brasileirão.

A goleada saiu cara para o Fluminense, que após o término da partida, anunciou a demissão do técnico Levir Culpi. A derrota fez com o que o Tricolor permanecesse na 9ª colocação, com 48 pontos ganhos. Na próxima rodada, a equipe carioca recebe o Atlético-PR, na terça-feira (15), às 17h, no Maracanã.

Fluminense domina primeiros minutos, abre o placar, mas Cruzeiro vira com Sóbis e Willian

A primeira etapa começou agitada no Mineirão. Logo aos cinco minutos, Cícero avançou pela intermediária e mandou uma bomba, defendida por Rafael, de mão trocada. Quatro minutos depois, o Fluminense abriu o placar com Richarlison, que recebeu de Gustavo Scarpa, passou por dois marcadores e bateu cruzado, no canto direito do goleiro da Raposa.

O Cruzeiro ficou entregue na partida após o gol sofrido. Os passes não se encaixavam e o Fluminense não encontrava dificuldades para fazer a bola correr. Aos 11, Richarlison, mais uma vez, recebeu passe em profundidade e chutou cruzado. No entanto, a bola passou perto da trave de Rafael. A partir dos 15 minutos, a Raposa começava a se encontrar no jogo, pressionando os visitantes.

Aos 25 minutos, a "Lei do Ex" falou mais alto no Mineirão com Rafael Sóbis, após Willian ajeitar a bola para o camisa 7 mandar a bomba no fundo da rede. Três minutos depois, Alisson mandou uma pancada de fora da área, bola desviou em Gum e Júlio César executou uma excelente defesa. O Cruzeiro, naquele momento, dominava todas as ações da partida.

O domínio foi coroado aos 44 minutos, quando Alisson recebeu de Bryan e levantou na área para Willian marcar o gol da virada, de cabeça. A Raposa terminou o primeiro tempo com 12 finalizações, enquanto o Fluminense chutou a gol apenas quatro vezes.

Cruzeiro inicia segunda etapa com força total e deixa Fluminense sem reação

A Raposa voltou para o segundo tempo do mesmo jeito que terminou o primeiro. Motivado. A equipe do técnico Mano Menezes ampliou o placar logo aos 50 segundos com Arrascaeta, que roubou a bola no meio de campo, se mandou para o ataque e mandou no canto direito do goleiro Júlio Céar. Aos cinco minutos, foi a vez de Alisson deixar sua marca, após passe do próprio Arrascaeta. A Raposa, naquele momento, construía 4 a 1 no placar.

Os dois gols deixou o Fluminense apático em campo. Levir Culpi tentava criar gás na equipe promovendo alterações, mas a Raposa continuava em cima. Aos 16 minutos, Rafael Sóbis recebeu de Arrascaeta e mandou um tiro de fora da área. A bola chegou a desviar na marcação, antes da defesa de Júlio César. Naquele instante, os mandantes começaram a ficar mais com a bola, muito em conta do desgaste do Cruzeiro.

Aos 29, o Fluminense deu um susto com Willian Matheus, que recebeu de Magno Alves, e bateu cruzado. A bola acabou desviando em Rafael Sóbis e saindo à esquerda do gol de Rafael. No minuto seguinte, o Tricolor chegou com perigo novamente, quando Edson, na pequena área, perdeu uma chance incrível, após cobrança de escanteio de Gustavo Scarpa. 

No fim da partida, o Fluminense descontou com gol contra de Ramón Ábila. O argentino cabeceou contra o próprio patrimônio, após cobrança de escanteio e desvio de Magno Alves.