Mano ganha opções no Cruzeiro e classifica duelo contra Santos como "jogo de chances remotas"

Treinador celeste poderá contar com o zagueiro Bruno Rodrigo e o armador Robinho, que se recuperaram de lesões, além do meia Alisson, que cumpriu suspensão no meio de semana

Mano ganha opções no Cruzeiro e classifica duelo contra Santos como "jogo de chances remotas"
Mano Menezes quer resgatar a confiança do torcedor vencendo no Mineirão (Foto: Pedro Vilela/Light Press)

O Cruzeiro, enfim, está totalmente tranquilo no Campeonato Brasileiro. A vitória diante do Sport, no meio de semana, na Ilha do Retiro, assegurou a permanência da equipe na elite do futebol nacional. Mas, se engana quem pensa que o ano "acabou" para a Raposa. A ordem na Toca da Raposa II, agora, é vencer os últimos três jogos que restam na temporada.

Com dois jogos de invencibilidade, o Cruzeiro terá uma difícil missão no domingo (20), quando enfrenta o Santos, ainda candidato ao título nacional, no Mineirão, às 17h. Mesmo assegurando vaga na Série A, o técnico Mano Menezes garante que a equipe irá entrar com força total no Gigante da Pampulha, visando resgatar a confiança que faltou no primeiro turno, quando a Raposa venceu poucas partidas em seus domínios.

“São jogos importantes, grandes, ótimos de serem jogados. Queremos fazer a nossa parte nos três jogos que temos pela frente. Contra o Santos, em mais uma partida na nossa casa, temos que reconstruir toda essa confiança que perdemos na primeira parte do campeonato como mandante. Já melhoramos bastante. O Mineirão é a nossa casa e o adversário que vem aqui tem que saber que está jogando na nossa casa. Esta é mais uma oportunidade que teremos diante do nosso torcedor para tentar construir uma vitória, que é o nosso único objetivo na partida de domingo”, declarou o treinador.

A vitória celeste no meio de semana deixou a Raposa mais próxima do G-6. Mas isso não significa que seja prioridade na Toca. Mano Menezes reconheceu as chances mínimas de disputar a competição continental na próxima temporada e lembrou que o Peixe também não possui números ao seu favor quanto ao título brasileiro.

“O Santos tem chances remotas de ser campeão e nós temos chances remotas de nos classificarmos para a Copa Libertadores. Então é um jogo com chances remotas”, resumiu.

Para o duelo no Mineirão, Mano Menezes não irá contar com o atacante Rafael Sóbis, suspenso pelo terceiro cartão amarelo. No entanto, o treinador celeste ganhou mais quatro opções: o zagueiro Bruno Rodrigo, o volante Bruno Ramires e o armador Robinho, que se recuperaram de lesões, além do meia Alisson, que cumpriu suspensão diante do Sport. 

“São ótimas as notícias. Temos os dois à disposição [Alisson e Robinho], temos as voltas de Bruno Rodrigo e Bruno Ramires. Ficamos sem o Sobis, que está suspenso, mas conseguimos bem administrar a questão dos cartões amarelos. Quando cheguei havia muitos pendurados. O time foi maduro para isso, pois fizemos menos faltas e tomamos menos cartões. Nessa reta final, quanto mais jogadores tivermos nessa hora, melhor será", disse Mano.

De acordo com o Departamento de Matemática da UFMG, o Cruzeiro possui 0,97% de chances de se classificar para a Copa Libertadores da América 2017. Para isso, teria que vencer as partidas restantes do Brasileirão e torcer por uma combinação de resultados.