Cruzeiro faz três e quebra série invicta do Palmeiras no Brasileirão

Raposa bate Verdão por 3 a 1 e se reabilita no campeonato; equipe alviverde é derrotado depois de quatro vitórias seguidas

Cruzeiro faz três e quebra série invicta do Palmeiras no Brasileirão
Thiago Neves celebra o gol de abriu o placar no Mineirão (Foto: Pedro Vilela/Getty Images)
Cruzeiro
3 1
Palmeiras
Cruzeiro: Fábio, Lucas Romero, Léo, Murilo Cerqueira, Diogo Barbosa; Hudson (Lucas Silva, min. 16/2ºT), Henrique, Ariel Cabral; Thiago Neves (Elber, min. 40/2ºT), Rafael Sóbis (Sassá, min. 30/2ºT), Alisson. Técnico: Mano Menezes.
Palmeiras: Fernando Prass; Mayke (Keno, min. 1/2ºT), Mina, Luan, Egídio (Michel Bastos, min. 38/2ºT); Bruno Henrique, Tchê Tchê, Zé Roberto (Raphael Veiga, min. 33/2ºT); Roger Guedes, Willian, Dudu. Técnico: Cuca.
Placar: 1-0, min. 32/1ºT, Thiago Neves. 2-0, min. 42/1ºT, Hudson. 2-1, min. 17/2ºT, Willian. 3-1, min. 47/2ºT, Elber.
ÁRBITRO: Péricles Bassols (PE). Cartões amarelos: Mayke (min. 34/1ºT), Ariel Cabral (min. 39/2ºT), Willian (min. 39/2ºT), Dudu (min. 41/2ºT), Tchê Tchê (min. 47/2ºT).
INCIDENCIAS: Partida válida pela 12ª rodada do Campeonato Brasileiro, realizada no estádio Mineirão, em Belo Horizonte/MG.

O time do Cruzeiro fez valer a palavra do técnico Mano Menezes e venceu o Palmeiras, por 3 a 1, no Mineirão, na tarde deste domingo (9), pela 12ª rodada do Campeonato Brasileiro. Thiago Neves, Hudson e Elber marcaram para a equipe celeste, enquanto Willian descontou.

O resultado traz alívio ao treinador, que recebeu críticas pesadas após seu time sofrer seis gols nos dois jogos anteriores. Por outro lado, o Palmeiras voltou a perder depois de quatro vitórias seguidas no Brasileirão: Bahia, Atlético-GO, Ponte Preta e Grêmio.

Com a vitória, o Cruzeiro vai a 17 pontos e pula para a sexta colocação, mas o clube mineiro pode cair algumas posições no recorrer da rodada, já que Botafogo, Atlético-MG, Coritiba e Sport ainda não jogaram. Já o Palmeiras se mantém no quarto lugar, com 19 pontos, mas pode cair para quinto caso o Santos vença o clássico contra o São Paulo, ainda neste domingo, na Vila Belmiro.

Ambos os times voltam a campo na quarta-feira (12), às 21h45. Na Arena da Baixada, o Cruzeiro medirá forças com o Atlético-PR, ao passo que o Palmeiras fará dérbi com o líder Corinthians, no Allianz Parque.

Cruzeiro abre vantagem no primeiro tempo

Hudson comemora o segundo gol da Raposa (Foto: Pedro Vilela/Getty Images)
Hudson comemora o segundo gol da Raposa (Foto: Pedro Vilela/Getty Images)

Os donos da casa começaram a partida assustando os palmeirenses. Logo no primeiro minuto de jogo, Sóbis ajeitou, Henrique finalizou da entrada da área, mas Fernando Prass defendeu com facilidade. Porém, depois dessa oportunidade de gol, o ritmo da partida jogo caiu de produção

Aos 15 minutos, o Palmeiras quase abriu o placar. Bruno Henrique cobrou falta perigosa e quase tirou uma lasca da trave. Com investidas pelos lados do campo, principalmente com Roger Guedes na ponta direita, o Palmeiras ganhou volume de jogo.

O Cruzeiro tinha dificuldade para propor jogo, de modo que a transição da defesa ao ataque não funcionava. A saída de bola da equipe celeste estava insegura. Aos 30 minutos de jogo, as equipes haviam criado apenas uma chance para cada lado. Mas, dois minutos depois, Alisson enfiou uma bola em diagonal precisa para Thiago Neves, que, quase em ângulo, superou Prass e fez 1 a 0.

Antes de terminar o primeiro tempo, a Raposa balançou as redes novamente. Lucas Romero pegou de fora da área, Hudson colocou a cabeça rumo à direção da bola e mudou a trajetória do chute, matando o goleiro do Palmeiras. Assim, o time mineiro foi para o intervalo com gols anotados em três oportunidades criadas.

Palmeiras esboça reação, mas Raposa fica com os três pontos

Lei do ex: Willian desconta para o Palmeiras (Foto: Pedro Vilela/Getty Images)
Lei do ex: Willian desconta para o Palmeiras (Foto: Pedro Vilela/Getty Images)

O técnico do Palmeiras, Cuca, trocou o lateral-direito Mayke pelo atacante Keno. Com isso, Tchê Tchê foi deslocado à lateral direita, Roger Guedes recuou à linha de três meio-campistas, Keno passou a fazer a ponta esquerda, e Dudu virou o outro ponta do 4-3-3.

A Raposa não recuou no reinício da partida e foi atrás do terceiro gol. Rafael Sóbis, em chute de canhota de longa distância, mandou por cima da meta de Prass. Depois, o zagueiro Léo até estufou as redes, mas cometeu falta antes de chutar a bola.

No entanto, o Palmeiras construiu boa jogada pelo lado direito do ataque e diminuiu. Tchê Tchê acionou Roger Guedes no corredor, o camisa 23 chegou à linha de fundo e cruzou para a área, onde o ex-cruzeirense Willian tocou de cabeça e bateu Fábio.

Para colocar sangue novo no ataque, o técnico cruzeirense, Mano Menezes, colocou Sassá na vaga de Rafael Sóbis. E logo em sua primeira participação, o ex-atacante do Botafogo por pouco não marcou. Na linha de fundo, Diogo Barbosa cruzou à pequena área, Sassá se desvencilhou da marcação e cabeceou firme, mas Fernando Prass fez uma linda defesa.

Aos 47 minutos, o Cruzeiro liquidou a vitória: Luca Romero tocou para Elber, que girou em cima de Luan, escapou de Michel Bastos e estufou as redes de Prass.

Torcida volta a festejar uma vitória (Foto: Pedro Vilela/Getty Images)
Torcida volta a festejar uma vitória (Foto: Pedro Vilela/Getty Images)

Share on Facebook