Robinho desabafa contra arbitragem em derrota do Cruzeiro para São Paulo: “Chato demais”

Jogador reclamou do critério do árbitro da partida, que deu pênalti para o tricolor no fim do jogo; já Ezequiel diz que lance foi "de jogo"

Robinho desabafa contra arbitragem em derrota do Cruzeiro para São Paulo: “Chato demais”
Robinho reclamou bastante do árbitro da partida diante do São Paulo (Foto: Marcello Zambrana/Light Press/Cruzeiro)

Um jogo emocionante, com várias alternativas e com virada de ambos os lados. O São Paulo conseguiu somar três pontos importantíssimos contra o Cruzeiro, que atuou com um time misto, mas desde o começo não foi fácil. O tricolor saiu com a vitória após um pênalti duvidoso de Ezequiel em Gilberto. Fato esse que deixou os jogadores do Cruzeiro muito irritados.

Após a saída de campo, o lateral do Cruzeiro, que voltou ao time, detonou a arbitragem: “Foi uma disputa de bola, se der pênalti em lances assim teremos cinco ou seis por jogo”, disse Ezequiel.

O meia Robinho não poupou o árbitro da partida e avaliou que o Cruzeiro foi superior ao adversário na tarde deste domingo. “Jogamos melhor que o São Paulo, mas mais uma vez a gente sai em dúvida com a arbitragem, com um pênalti duvidoso. É complicado falar de novo na saída de campo da arbitragem. Tá chato demais, a arbitragem tem que ser mais profissional”, reclamou.

Robinho reforçou os elogios à atuação do Cruzeiro, que teve 55% de posse de bola e finalizou 16 vezes – 10 somente no segundo tempo. “Jogo grande é assim. Uma vacilada e o São Paulo conseguiu empatar na bola parada. Depois isso aí que aconteceu. Acho que nós fizemos grande jogo, mudamos bastante e mesmo assim deu resultado. Muitos jogadores que não vinham jogando – eu, o Hudson, o Nonoca, o Ezequiel. Fizemos uma grande partida. Claro que é chato perder, mas agora é levantar a cabeça e descansar, porque quarta-feira tem jogo importante”,  finalizou.

Já o zagueiro Léo avaliou o desempenho do time no jogo, em que completou sete anos vestindo a camisa do Cruzeiro: “Eles acabaram fazendo um gol na falta do Hernanes, depois de bola parada. O time estava bem dentro de campo, criando oportunidade de fazer o terceiro gol. Não deu. Continuar trabalhando porque tem jogo quarta-feira.” disse o jogador.

Derrotado pela sétima vez em 20 jogos no Campeonato Brasileiro, o Cruzeiro permanece na intermediária da tabela, com 27 pontos.