Da lesão de Robinho à saída de Bruno Vicintin: veja como foi a agitada quarta-feira no Cruzeiro

Raposa teve baixa de atletas, saída de diretor e contratação de novo jogador

Da lesão de Robinho à saída de Bruno Vicintin: veja como foi a agitada quarta-feira no Cruzeiro
Robinho lesionou a coxa e para por tempo indeterminado (Foto: Juliana Flister/Light Pree/Cruzeiro)

O Cruzeiro teve um dia bastante agitado nesta quarta-feira (4). Para começar, a equipe se reapresentou após o empate em 1 a 1 com o Corinthians com baixas importantes no time. Depois, teve anúncio de jogador cujos direitos foram adquiridos pela Raposa e ainda a notícia que mais movimentou o clube: a saída de Bruno Vicintin da vice-presidência de futebol.

Exatamente uma semana após o título da Copa do Brasil, que aconteceu na quarta-feira mais importante de 2017 para o torcedor celeste, o clima no clube segue quente. E mais, é só o começo. Como já começa a olhar para 2018, a Raposa pode passar por muitas mudanças até o fim da temporada, como o que ocorreu com Bruno Vicintin. Para sistematizar tudo o que tumultuou a quarta celeste, vamos remontar aos acontecimentos do dia.

Reapresentação na Toca tem baixas

O Cruzeiro empatou com o Corinthians no último domingo, em 1 a 1, no Mineirão. Depois do resultado com o Timão, a Raposa só se reapresentou na manhã desta quarta, onde já iniciou os trabalhos em preparação para enfrentar a Ponte Preta, no sábado (7). Nos treinos realizados na Toca, algumas baixas foram percebidas.

A mais evidente de todas elas foi a do técnico Mano Menezes. O gaúcho está fazendo um tratamento de lesões na pele e só volta na semana que vem. Com isso, Sidnei Lobo, auxiliar de Mano, vai comandar os mineiros contra a Macaca.

O goleiro Fábio não esteve nos treinos com a equipe, porque precisou realizar exames pessoais. A Raposa não informou ao certo o motivo da ausência do arqueiro, mas ele só volta na semana que vem. Com isso, Rafael deve jogar contra a Ponte Preta no sábado.

Se Fábio não compareceu à Toca, teve jogador que não concluiu os treinos. O zagueiro Murilo sentiu dores na panturrilha e deixou os trabalhos mais cedo. A princípio, o jovem não é um desfalque para o decorrer do Brasileirão, mas é dúvida para sábado. Já o zagueiro Léo esteve no CT do Cruzeiro, mas não treinou por cansaço muscular.

O lateral-direito Lennon sentiu dores no joelho, mas aparentemente não passou de um incômodo. A principal baixa do Cruzeiro foi o meia Robinho, que lesionou a posterior da coxa esquerda e para por tempo indeterminado. Ele sentiu dores no local na decisão da Copa do Brasil e chegou a sair no intervalo.

Outra baixa do Cruzeiro é o atacante Sassá. O atleta tem sentido dores no joelho, não joga desde o dia 10 de setembro, contra a Chapecoense, e continua indisponível para atuar pela equipe. Poupado contra o Timão, Hudson treinou normalmente nesta quarta.

Cruzeiro adquire direitos de jogador

O atacante Caio Rangel, que teve uma passagem apagada pelo Cruzeiro no ano passado, teve seus direitos adquiridos pela Raposa. O atleta defende, atualmente, o Criciúma, emprestado pelo Estoril (POR). Apesar de a Raposa ter feito a aquisição de forma definitiva, o jogador vai seguir no clube catarinense até o fim do ano.

+ Cruzeiro exerce compra dos direitos de Caio Rangel, atacante do Estoril

Bruno Vicintin deixa a vice-presidência

Na segunda-feira (2), Wágner Pires de Sá foi eleito o novo presidente do Cruzeiro, para o triênio 2018/2020. Com isso, poderão ocorrer mudanças na diretoria do clube, como uma possível admissão de Itair Machado, um dos grandes nomes por trás da companha de Wágner.

Bruno Vicintin não é mais vice-presidente de futebol do Cruzeiro

Tendo em visto isso e o fato de que Bruno Vicintin não abriria mão de sua equipe, ele decidiu sair do clube. Depois de postar em sua conta no Instagram uma citação bíblica, foi anunciada a saída de Bruno, que postou horas mais tarde uma carta de despedida.

Fora da vice-presidência do Cruzeiro, Bruno Vicintin emite carta de despedida