Com gol de Manoel, Cruzeiro vira sobre Ponte Preta no Mineirão

Zagueiro retorna aos gramados e dá vitória à Raposa diante da Macaca

Com gol de Manoel, Cruzeiro vira sobre Ponte Preta no Mineirão
Foto: Washington Alves/Light Press/Cruzeiro
Cruzeiro
2 1
Ponte Preta
Cruzeiro: Rafael; Ezequiel, Manoel, Digão e Diogo Barbosa; Hudson, Henrique, Rafinha (Elber, min. 44/2ºT), Thiago Neves e Alisson (Elber, min. 35/2ºT); Rafael Sóbis (Rafael Marques, min. 24/2ºT).
Ponte Preta: Aranha; Nino Paraíba, Marllon, Luan Peres e Wendel (Mendoza, min.. 27/2ºT); Artur (Yago, min. 6/1ºT), Danilo e Elton; Lucca, Jean Patrick (Fernando Bob, min. 11/2ºT) e Emerson Sheik
Placar: 0-1, min. 12, Danilo ||| 1-1, min. 28, Thiago Neves ||| 2-1, min. 30, Manoel
ÁRBITRO: PAULO ROBERTO ALVES JUNIOR, AUXILIADO POR VICTOR HUGO IMAZU DOS SANTOS E RAFAEL TROMBETA. Cartões amarelos: Thiago Neves, Rafael, Rafinha, Diogo Barbosa, Hudson (CRU), Elton, Lucca (PON).
INCIDENCIAS: JOGO VÁLIDO PELA 28ª RODADA DA SÉRIE A DO CAMPEONATO BRASILEIRO, DISPUTADO NO ESTÁDIO MINEIRÃO, ÀS 16H DO DIA 7 DE OUTUBRO.

O único jogo da Série A do Campeonato Brasileiro neste sábado (7) colocou frente a frente Cruzeiro e Ponte Preta, no Mineirão. Em duelo que começou às 16h, os donos da casa se deram bem e bateram os paulistas por 2 a 1, de virada, com gols de Thiago Neves e Manoel  para os mineiros; Danilo descontou a favor da Macaca. A partida no Gigante da Pampulha, em período de Data Fifa, foi antecipada e isolada.

Entrevista: diretor do Cruzeiro afirma que ainda não foi procurado por nova diretoria e espera proposta

A vitória do Cruzeiro colocou os mineiros na quarta colocação do Brasileiro, ultrapassando o Palmeiras. Com 44 pontos, o time celeste ampliou para 12 a sua sequência de partidas sem derrotas. Já a Ponte se complicou. Os paulistas seguem na 15ª posição, com 31 pontos, apenas um a frente do Sport, que abre a zona de rebaixamento.

Como esse duelo foi antecipado por um show no Mineirão, Cruzeiro e Ponte jogam a 27ª rodada na sequência da competição. Os mineiros irão a Porto Alegre/RS visitar o Grêmio na quarta (11), às 21h45. A equipe alvinegra, por sua vez, receberá o Santos, um dia depois, às 17h, em Campinas/SP.

Danilo põe Ponte Preta em vantagem

Logo no começo do duelo, o meio-campista Artur se machucou e precisou ser substituído. Com seis minutos, Eduardo Baptista, técnico da Ponte Preta, sacou Yago do banco de reservas e queimou sua primeira substituição. Aos 12, no entanto, nada de notícia ruim: a Macaca abriu o placar com Danilo, em cobrança de pênalti. 

No lance que originou a penalidade máxima, o goleiro Rafael, que substituiu Fábio, cometeu falta para cima de Lucca, deixando nos pés de Danilo a cobrança. Tentando se arrumar defensivamente, a Raposa passou a avançar a sua marcação, para não deixar mais o arqueiro celeste 'na fogueira'. Com o resultado favorável, os visitantes passaram a se fechar mais, na tentativa de explorar os erros cruzeirenses.

As equipes pouco assustaram as metas adversárias no primeiro tempo. Rafael defendeu uma bola fraca de Danilo, e Aranha saiu bem nas cobranças de escanteio do time celeste e na finalização rasteira de Hudson. Fora isso, nenhuma grande defesa apareceu no decorrer da etapa inicial do duelo no Gigante da Pampulha, mas o arqueiro do time paulista viu uma chute perigoso de Henrique de fora da área.

Em dois minutos, Cruzeiro vira e garante triunfo em casa

Thiago Neves comemora gol de empate do Cruzeiro (Foto: Washington Alves/Light Press/Cruzeiro)
Thiago Neves comemora gol de empate do Cruzeiro (Foto: Washington Alves/Light Press/Cruzeiro)

Na volta para a etapa complementar, o Cruzeiro apresentou uma postura bem diferente da que mostrou ao longo do primeiro tempo. Ofensivo, o time celeste rondou a meta de Aranha com perigo, principalmente através de chegadas de Rafinha pelo lado direito de ataque da Raposa. 

Aos 16 minutos, os donos da casa clarearam uma jogada com Thiago Neves, que finalizou livre na esquerda. A bola, no entanto, foi aliviada pela zaga paulista. O Cruzeiro foi conduzindo o segundo tempo, ditando o ritmo da partida e propondo mais o jogo. A Ponte, por sua vez, subia em lances pontuais. 

A pressão do Cruzeiro foi sendo dificultada pela marcação dos paulistas. Mas, aos 28 minutos, Thiago Neves deixou tudo igual. Após tentativa de Hudson, a zaga da Ponte afastou, e a bola chegou nos pés de Alisson. O meia-atacante arriscou, Aranha deu rebote, e o camisa 30 da Raposa apareceu para cabecear sozinho.

O que parecia ser uma tarde alvinegra no Mineirão, em dois minutos tomou as cores azul e branco. Aos 30, o Cruzeiro virou o placar com o zagueiro Manoel, que retornou de lesão após pouco mais de dois meses parado. O defensor da Raposa emendou cobrança de escanteio de cabeça e fez 2 a 1 para os donos da casa.