Mano culpa desatenção e desgaste do Cruzeiro por empate com Avaí no Mineirão

Treinador celeste ainda vibrou com volta de Judivan, após dois anos e meio parado por conta de uma grave lesão

Mano culpa desatenção e desgaste do Cruzeiro por empate com Avaí no Mineirão
Mano Menezes sob comando do Cruzeiro (Foto: Washington Alves/Cruzeiro)

O Cruzeiro empatou nesta quarta-feira (15), no Mineirão, em 2 a 2 com o Avaí. Os gols foram marcados por Thiago Neves e Judivan no lado celeste e Júnior Dutra, duas vezes, para a equipe catarinense.

Com um jogo de boas oportunidades para ambos os times, o resultado acabou sendo justo. No entanto, para Mano Menezes, os três pontos poderiam ser conquistados em Belo Horizonte. O treinador cruzeirense ainda ressaltou que a desatenção nos minutos finais, acabou prejudicando a Raposa. 

“Penso que jogamos para vencer o jogo nos 90 minutos. Saímos atrás, viramos o jogo, em um lance que acho que não foi pênalti. Mas, como erraram contra a gente lá no primeiro turno, quando o goleiro quase arrancou a cabeça do Elber, hoje erraram a favor. O futebol é assim. Em função disso, àquela altura, não se deixa mais empatar. Acho que o Cruzeiro deixou de jogar durante cinco, oito minutos do jogo. Entregou muita bola no meio. É um momento de um jogo de segurança”, analisou.  

Mano comentou também que o cansaço pesou no rendimento de seus atletas durante a partida, especialmente, na parte final. 

"É um momento de desgaste mesmo, estamos em novembro. Muitos jogadores se desgastaram muito, como Thiago, Rafinha e Robinho. Quando é assim, tem que cuidar para não perder uma bola no meio de campo, como originou o segundo gol do Avaí. O sentimento é mais triste em função disso”, acrescentou.

O atacante Judivan, parado há dois anos e meio por conta de uma grave lesão, voltou aos gramados nessa rodada de meio de semana e alegrou bastante o técnico cinco estrelas, que vibrou com o retorno do garoto de apenas 22 anos.

“O jogo foi especial pela volta do Judivan, pela entrada dele em campo, pela marcação de um gol. Só de jogar alguns minutos já seria uma vitória. E hoje se abriu a possibilidade que eu disse que se abriria num jogo dentro de nossa casa”, completou Mano.

Judivan foi a grande atração da noite no Mineirão (Foto: Washington Alves/Cruzeiro)