Wagner Pires de Sá é empossado no Cruzeiro e promete presente para torcida

Novo presidente, no entanto, assume cargo apenas em janeiro de 2018

Wagner Pires de Sá é empossado no Cruzeiro e promete presente para torcida
Wagner Pires de Sá foi eleito em outubro e administra o clube nos próximos três anos (Foto: Cruzeiro/Divulgação)

Wagner Pires de Sá, de 76 anos, é economista, empresário e a partir de janeiro de 2018, será o novo presidente de futebol do Cruzeiro Esporte Clube. Nesta segunda-feira (18), o mandatário tomou posse do cargo em cerimônia realizada no Cine Theatro Brasil, no Centro de Belo Horizonte.

Além de Wagner, a alta cúpula celeste foi apresentada ao torcedor. Foram empossados Hermínio Francisco Lemos, primeiro vice-presidente e Ronaldo Granata, segundo vice-presidente. Além disso, o presidente e o vice do Conselho Deliberativo, Zezé Perrella e José Dalai Rocha, também foram prestigiados durante a celebração. 

O comandante azul para os próximos três anos, comemorou e lembrou da responsabilidade em administrar um clube da grandeza como o Cruzeiro e prometeu contratações. 

"Para nós, é uma responsabilidade muito grande dirigir o Cruzeiro Esporte Clube. Hoje, tranquilamente, uma das maiores equipes do futebol brasileiro, quiçá mundial. Tenho consciência da responsabilidade que recai sobre o ombro da diretoria que assume agora. Nós esperamos em 2018 um ano difícil. Temos cinco ou seis grandes [competições]... Temos Campeonato Brasileiro, Campeonato Mineiro, Libertadores, Copa do Brasil, a Sul-Americana, ainda o Mundial, a ‘Copa do Mundo’. Vamos estar com todos esses jogos ‘espremidos’, com o calendário muito curto. Então nós temos que ter consciência. E partimos para uma equipe com reforços, com tranquilidade para vencermos todos esses obstáculos", destacou.

O 33º presidente da história do Cruzeiro, se comprometeu em presentear a torcida, logo na comemoração de aniversário de 97 anos de vida do clube, a manter uma equipe forte e a conquista de novos títulos na temporada que vem. 

"Eu fui ao mercado comprar o presente. Agora, estamos escolhendo… (risos). Estamos escolhendo. Na hora que eu tiver esse presente, vai ser um prazer imenso. A melhor coisa do mundo é dar presente, melhor às vezes até do que receber. Mas quanto aos nomes a gente vai esperar um pouco. E todo esse esforço é válido, porque nós vamos lutar para ganharmos a Libertadores, porque ela é o primeiro passo para conquistar o único título que o Cruzeiro ainda não tem, que é o de campeão mundial", ressaltou.

Ainda falando de chegadas e saídas, Wagner Pires de Sá comentou as situações de momento envolvendo as aquisições de um lateral direito e um centroavante. Wagner também salientou as negociações envolvendo o volante Hudson, que pertence ao São Paulo e pode retornar ao time paulista. E do meia Arrascaeta e do zagueiro Murilo, sempre atrelados à especulações no mercado do futebol. 

"O Edilson [lateral do Grêmio, que estaria no radar da Raposa] nos interessa, como todos esses jogadores que a própria imprensa… Nós estamos numa entressafra do esporte. É claro que a imprensa procura notícia, nós temos que dar notícia para alimentar esse público enorme que vocês já conquistaram. Mas eu prefiro não declinar nomes. Até para que nós possamos negociar nossos jogadores tranquilamente", pontuou.

"Nós estamos buscando no mercado um atacante que atenda às qualidades que o Mano sempre desejou, que é um jogador que componha esse elenco musical do Cruzeiro. Nós estamos dependendo de várias situações. Já falei que não gosto de declinar nomes. A própria imprensa já cita para nós uma série de nomes, que todos eles a gente olha com carinho. Nós desejaríamos que pudéssemos ter todos eles. Agora, para firmar e afirmar nomes, eu já disse que prefiro declinar dessa pergunta para nós não inflacionarmos o mercado. Por isso, não há nada oficial sobre o Fernandão", indagou.

"A proposta por Arrascaeta sempre vem acontecendo, porque é um excelente jogador. Tanto é que todas as vezes em que nós começamos alguma negociação, uma das moedas de troca que todo clube quer é o Arrascaeta. Porque ele é um grande jogador, mas ele é de uma importância excepcional para o Cruzeiro. Nós vamos necessitar dele nessa maratona de jogos que vamos ter em 2018", disse.

"Não. Oficialmente, não. Nós também temos que analisar com muito cuidado, porque temos uma maratona de disputas em 2018. Então nós precisamos contar com ele, porque sempre, infelizmente, existem contusões e etc. Ele é um garoto, um rapaz novo, promissor. Acredito que a gente pode esperar mais um ano para ele jogar com a gente", concluiu.