Dos gramados às redes sociais: a influência de Thiago Neves

Com quase um milhão e meio de seguidores, meia do Cruzeiro usa e abusa de suas páginas do Instagram e Twitter

Dos gramados às redes sociais: a influência de Thiago Neves
Dentro e fora de campo, Thiago Neves caiu nas graças da torcida (Foto: Pedro Vilela/Getty Images)

As forças das redes sociais estão mudando a maneira de agir, comunicar e consumir. Com um mundo mais conectado, houve uma transformação no modo da sociedade.

Agora, as pessoas têm mais autonomia, podem acessar as notícias a qualquer hora do dia, rever quantas vezes quiser, e ainda por cima, comentar o que der na telha. Basta pressionar ou clicar para obter o que precisa.

Essa nova forma de comunicação permite o compartilhamento de interesses, experiências, esclarecimentos e crítica. Nesses quesitos, Thiago Neves, meia do Cruzeiro, tem usado muito suas páginas. Afinal, qual a imagem que o craque quer mostrar? O público que o acompanha na internet é expressivo, tem quase um milhão e meio de seguidores, entre Twitter e Instagram.

Desde que vestiu a camisa 30 do Cruzeiro, o atleta mostrou todos os lados: criou polemicas, pediu ajuda, alfinetou, deu força e zoou.

Confira abaixo, algumas situações vividas pelo meia:

Caso: Otero

Após o meia-atacante marcar um golaço do meio de campo, contra o Coritiba, Thiago Neves pegou uma foto do venezuelano e, em vez de falar sobre o gol, resolveu comentar sobre a ‘beleza’ do jogador. “Nunca vi mais lindo”, ironizou.

O jogador do Atlético-MG considerou a postagem normal e sem importância. E relembrou que a imagem escolhida era justamente a comemoração contra o rival.

“Na foto, eu estou comemorando o gol contra o Cruzeiro e mandando a torcida deles calarem a boca. Eu sou feio mesmo, não tenho que esconder nada. Ele que está se preocupando comigo, postando coisas minhas. Eu não o conheço. Para mim, é uma coisa que não tem importância”, frisou.

Caso: Luan

Tudo começou quando o Cruzeiro, venceu o Grêmio na semifinal da Copa do Brasil. Extasiado com a vitória, Thiago deu aquela provocada: “Chupa, Grêmio”, disse.

Em resposta, o atacante Luan foi mais afiado. “Vai postar no Instagram? Aqui é o Luan, do Grêmio, melhor jogador da Libertadores e queria falar ch****, Thiago Neves, seu c****”, retrucou.

Logo o meia celeste respondeu em perfil do Twitter, dizendo que nunca chamou o camisa 7 do Tricolor gaúcho de juvenil. Ele ainda argumentou que ele é um dos melhores jogadores do momento. 

Caso Bressan:

Após o Imortal Tricolor conquistar o tricampeonato da América, o zagueiro Bressan resolveu desrespeitar o armador. "Thiago Neves tem que chupar minha r***. O Cruzeiro é muito pequeno", afirmou.

Em contra partida,  o atleta não poupou nas resposta: “Quem é esse cara? Para mim, é um papagaio de pirata. Não apareceu em nenhuma, deu um chutinho. Sai daí. Vai se f##. Bressan? Isso é nome de gente? Sério, tem uns que você precisa respeitar. Luan, melhor jogador, pica da galáxia, joga para c##. Agora, Bressan? Isso é nome de gente? Na moral. Bressan, cala sua boca. Pelo amor de Deus. Falar que o Cruzeiro é pequeno? P##. Eu, Thiago, não preciso nem falar a história do Cruzeiro. Pequeno é você, pelo amor de Deus. Jogou em lugar nenhum”, alfinetou pelo Canal Pilhado.

Caso: Guerrero

O centroavante Paolo Guerrero sofreu um baque ao receber a sua condenação da Fifa. O meia do Cruzeiro aproveitou sua conta no Twitter para mandar um recado de apoio ao companheiro de profissão. 

“Irmão, imagino como deve estar se sentindo, fiquei muito triste quando vi a notícia da suspensão, você não merecia”, ponderou.

Caso: Hudson

Quando o Cruzeiro anunciou por meio de seu Instagram a saída do volante Hudson, várias pessoas começaram a criticar, inclusive o camisa 30 cruzeirense.

Caso: Abel Braga

O técnico do Fluminense, Abel Braga, ficou devastado com a morte de seu filho João Pedro Braga, de 18 anos. O jovem caiu em de uma janela do apartamento da família. Na ocasião, clubes, torcedores e jogadores – incluindo o camisa 30 – se solidarizaram.

Caso: mala branca

O empate de 2 a 2 entre Cruzeiro e Palmeiras casou o maior constrangimento para equipe celeste. Os mineiros foram acusados de receberem dinheiro para impedirem o avanço da equipe paulista. O episódio irritou o meia.

“Não precisamos de mala branca para ter motivação para ganhar os jogos, independente da situação de qualquer time no campeonato. Vamos sempre entrar para vencer, porque o nosso time é bom e tem condições de ganhar de qualquer um”, afirmou.

Caso: torcedor vascaíno

Tudo começou com as provocações entre os torcedores devido ao sorteio da fase de grupos da Copa Libertadores. O Cruzeiro ficou na chave 5 ao lado de Universidad de Chile, Racing e o vencedor 3 da fase prévia, que pode ser o Vasco.

Em questão de tempo, um torcedor do Gigante da Colina tentou criar polemica. O meia, entretanto, não deixou barato.

Caso: prêmio internacional

O jornal El País organiza uma enquete sobre os melhores jogadores e treinadores da América. O público pode votar à vontade, e Thiago resolveu pedir aquela força no Twitter.

Caso: Fred

Neves usou o Instagram para mandar um recado ao colega de clube, o atacante Fred. Dando boas-vindas ao novo camisa nove, não deixou de dar aquela provocada no rival Atlético-MG.

A fera voltou! Seja bem vindo Irmao!

Uma publicação compartilhada por Thiago Neves (@oficialthneves10) em

Caso: Trajetória pelo Cruzeiro

Thiago Neves chegou à Raposa com status. Ajudou o time a conquistar a Copa do Brasil – não levantava uma taça desde 2015 – e liderou os rankings da equipe: 14 de assistência e 17 gols. Disputou 57 partidas, a consequência disso tudo foi ganhar o prêmio de melhor meia do Campeonato de 2017 e a Bola de Prata 2017 (premiação organizada pela emissora ESPN).

No fim, utilizou novamente as redes socais, desta vez para agradecer o Cruzeiro e o carinho da torcida. “Esse ano especial na minha carreira. u sabia que ia ser difícil mas nunca deixei de acreditar em mim, seria difícil ser um dos melhores mas não impossível, ainda mais vestindo uma camisa, linda de um clube gigante como o Cruzeiro, um clube acostumado com títulos e com uma torcida apaixonada, maravilhosa que me ajudou a ganhar isso tudo“, postou.

Eu fico olhando para os troféus pq é difícil de acreditar que fui um dos melhores, ano especial da minha carreira, muito especial. Eu sabia que ia ser difícil mas nunca deixei de acreditar em mim, seria difícil ser um dos melhores mas não impossível, ainda mais vestindo uma camisa, linda de um clube gigante como o Cruzeiro, um clube acostumado com títulos e com uma torcida apaixonada, maravilhosa que me ajudou a ganhar isso tudo. Lógico que sem os jogadores, comissão técnica e diretoria não teria nada disso, Agradeço a cada um pela parceria, amizade, confiança nesse ano todo, muito obrigado a todos e que venha 2018. LA o Cruzeiro está de volta e dessa vez, pra Ganhar! #cruzeirosempre

Uma publicação compartilhada por Thiago Neves (@oficialthneves10) em

Esse é o ídolo do Time do Povo: Polemico, engraçado, bom jogador e amigo. Como disse em entrevista ao Canal Pilhado, do Thiago Asmar: “Futebol tem que ter aquela provocação. A zoeira de vem quando é legal, como na época de Renato Gaúcho ou Romário”.