Pelo empate, Figueirense encara Sampaio Corrêa para avançar na Copa do Brasil

Alvinegro conseguiu importante vitória no Maranhão e joga com vantagem no Scarpelli, podendo até mesmo perder pelo placar mínimo

Pelo empate, Figueirense encara Sampaio Corrêa para avançar na Copa do Brasil
Foto: Biaman Prado/O Estado
Figueirense
Sampaio Correa
Figueirense: Thiago Rodrigues; Jefferson, Marquinhos, Werley, Marquinhos Pedroso; Jackson Caucaia, Jocinei, Yago; Ermel, Everton Santos, Guilherme Queiroz.
Sampaio Correa: Rodrigo Ramos; Guilherme Lucena, Rodrigo Arroz, Wagner (Luiz Otávio), Éder Sciola; Levi, Felipe Baiano, Lucas Sotero; Henrique (Fernandinho), Jean Carlos, Paulo Marcelo.
ÁRBITRO: Alexandre Vargas Tavares de Jesus (RJ). Assistentes: Luiz Cláudio Regazone (RJ), Thiago Rosa de Oliveira (RJ).
INCIDENCIAS: Partida válida pelos jogos de volta da segunda fase da Copa do Brasil, a ser realizada no estádio Orlando Scarpelli, em Florianópolis-SC.

Foram dois gols fundamentais marcados pelo Figueirense em São Luis-MA no triunfo por 2 a 1 conquistado no longínquo dia 11 de maio. Agora, depois de quase dois meses focada no Brasileirão, a equipe catarinense joga pelo empate contra o Sampaio Corrêa nesta quarta-feira (6) às 19h30 no Orlando Scarpelli para conseguir a classificação para a terceira fase da Copa do Brasil e encarar a Ponte Preta. O Furacão do Estreito pode até mesmo perder por 1 a 0 que garante a vaga. Já para a Bolívia Querida, somente uma vitória por dois gols de diferença ou por no mínimo 3 a 2 reverte a vantagem alvinegra.

Com a vantagem e jogando em casa, o técnico Vinícius Eutrópio sinalizou que vai utilizar um time misto para o duelo contra o time maranhense. Segundo o treinador, a intenção não é priorizar o Campeonato Brasileiro, mas pelo desgaste físico que alguns atletas apresentam após a maratona de jogos pela Série A. Além disso, alguns atletas já disputaram a Copa do Brasil por outras equipes, portanto estão impedidos de atuar pelo Figueira.

No Sampaio a situação é ainda mais delicada. A desvantagem após a derrota no Castelão e a situação complicada na Série B do Brasileirão fazem com que os bolivianos encarem a partida como uma oportunidade de reabilitação e de motivação para os próximos desafios da equipe. Tanto que o técnico Wagner Lopes pretende escalar um Tubarão bastante ofensivo para o duelo contra os catarinenses.

Time misto para administrar vantagem

O técnico Vinícius Eutrópio realizou nesta terça-feira (5) o último treinamento visando o embate contra o Sampaio, e sinalizou várias mudanças em relação ao time titular que vem disputando o Campeonato Brasileiro. Entre os desfalques, estão Carlos Alberto, Lins e Ortega, ambos poupados devido a lesões, e Renato, Marlon, Pará e Rafael Silva, que já atuaram por outros times na Copa do Brasil. Eutrópio ressaltou que a formação mista não visa priorizar o Brasileirão.

"Disputar competições diferentes sempre é um desafio, já tive essa experiência em outras equipes. É difícil virar a chave, por isso a importância do grupo todo. Vamos dar a prioridade para todas as competições. É um desafio a cada dia. O jogador tem que se adaptar a isso, por isso as vezes, ter o grupo todo, é importante. O melhor time é o que for dar 100% em campo", afirmou o treinador alvinegro.

Eutrópio garantiu que a dupla de zaga titular, formada por Werley e Marquinhos estará no time titular. Além deles, o meia Yago também joga por não atuar na próxima partida pelo Brasileirão, contra o Grêmio. No ataque, Rafael Moura, que não foi relacionado contra o Atlético-MG, também retorna ao time, mas deve começar no banco de reservas. O Figueira deverá entrar em campo com Thiago Rodrigues; Jefferson, Marquinhos, Werley e Marquinhos Pedroso; Jackson Caucaia, Jocinei e Yago; Ermel, Everton Santos e Guilherme Queiroz.

Time ofensivo para reverter a desvantagem

No Tubarão, o técnico Wagner Lopes também terá dificuldade para montar a equipe que vai entrar em campo no Scarpelli. A posição mais carente do time é a lateral esquerda, já que os dois atletas da posição, Rafael Estevam e Renan Luis, já atuaram por outras agremiações no certame. A solução será improvisar o lateral-direito Eder Sciola na posição.

Já do meio para a frente, Lopes ainda não divulgou a escalação oficial, mas adiantou que quer um Sampaio bastante ofensivo, buscando a vitória e a classificação. Entre os atletas que podem ganhar espaço, estão o meia Fernandinho e os atacantes HenriqueJean Carlos e Paulo Marcelo. Apesar de tantas mudanças, Wagner descarta a alcunha de "time misto" para o escrete titular contra o Figueira.

"Contamos com 34 jogadores. Eu não costumo falar 'você é titular e você é reserva'. Quem atuar será o titular. Quem entrar, tem que representar bem a instituição. Estamos formando um grupo muito unido, que dá o seu melhor, e assim queremos que seja na Copa do Brasil. Esperamos fazer um bom jogo, mesmo estando na casa do adversário. É preciso acreditar que podemos vencer. Precisamos mudar essa situação", disse o comandante boliviano.