Após nova derrota, Marcelo Cabo pede voto de confiança no Figueirense

Comandante admite tristeza pela segunda derrota consecutiva, mas afirma que o time vai alcançar seu espaço na competição

Após nova derrota, Marcelo Cabo pede voto de confiança no Figueirense
Foto:(Divulgação/Figueirense F.C.)

O Figueirense sofreu sua segunda derrota consecutiva no Campeonato Brasileiro Série B, na noite desta terça-feira (11/07). Jogando fora de casa, o time foi vencido pelo CRB, pelo placar de 2 a 1. O resultado fez com o Furacão caísse mais uma posição na zona de rebaixamento, de 17ª para o 18ª lugar.

Ao avaliar a atual situação da equipe, o técnico Marcelo Cabo destacou que a primeira etapa da equipe na partida foi promissora, mas admitiu que os momentos finais do segundo tempo foram catastróficos:

"Pagamos pelos últimos 20 minutos do primeiro tempo. Corrigimos algumas coisas do jogo do Ceará para cá, principalmente a intensidade da marcação no meio de campo, jogamos um pouco mais no campo do adversário. Até os 20 minutos a gente melhorou, mas os 20 minutos finais foram catastróficos. Mas foi, tem que apagar. Foi aquilo tudo que o Figueirense não merece."

Apesar do revés,o comandante afirmou que alguns pontos positivos servirão de lição: "Fizemos um grande segundo tempo. Eles foram bem melhores no primeiro tempo e a gente no segundo. Todas medidas que tomamos surtiram efeito. Estreia do Saulo, entrada do Patrick, do Índio, o Dudu na lateral. Agora temos que tirar algo daí. Quando perde não tem só coisa errada, mas também positiva. Vamos ver o que teve de positivo para repetir a intensidade."

O treinador também foi enfático ao responder sobre a hipótese da equipe estar jogando apenas pela permanência na Segundona:

"Claro que não. Campeonato é longo. Tenho certeza que a gente vai reverter esse quadro. A vitória está amadurecendo, e quando vier, vamos buscar a sequência. Ficamos tristes com a derrota, mas o Figueirense é grande e vai buscar seu espaço, vai brigar ainda por coisa grande."

Ao ser questionado em coletiva de imprensa após o seu quarto revés em seis jogos à frente do Furacão, Marcelo Cabo não se diz pressionado:

"Treinador quando não tem resultado está sempre pressionado. Mas estou tranquilo. Tenho trabalhado, dado meu melhor e tenho que buscar a diretriz para mudar o quadro. Agora a gente analisa o que aconteceu, para corrigir o que precisa ser evoluído. Já melhorarmos bastante do Ceará para cá e precisa de um processo de evolução. Vamos pensar no Brasil e criar mecanismo para buscar a vitória", concluiu.

O time Alvinegro volta a campo na próxima sexta-feira diante do Brasil de Pelotas, às 19h15, no Estádio Bento Freitas, em partida válida pela 14ª rodada da Série B.

Figueirense FC