Atletas do Figueirense comentam derrota e protestos da torcida: "Só nós podemos tirar dessa situação"

Resultado negativo revolta torcida da casa, que protesta e vaia muito o time com fase ruim na Série B

Atletas do Figueirense comentam derrota e protestos da torcida: "Só nós podemos tirar dessa situação"
Foto: Luiz Henrique / Figueirense FC

Após a derrota do Figueirense por 1 a 0 para o Vila Nova, no Orlando Scarpelli, na tarde deste sábado (29), pressão sob o Alvinegro aumenta. E a fase realmente não é boa, horas antes da partida, válida pela 17ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro, um grupo de torcedores derrubou o portão de entrada do estádio, "invadiu" o local e atirou objetos. O ato fez imprensa e jogadores correrem na direção do gramado para se proteger.

De acordo com Ronaldo Nascimento, assessor de imprensa do Figueira, a delegação estava no vestiário se preparando para o aquecimento quando ocorreu a invasão. Minutos depois, com a ajuda de policiais e seguranças do clube preto e branco, a situação foi apaziguada.

“Foi mais um susto, até pelo fato do elenco ter entrado pelo portão do time visitante. Foi passado essa orientação pela Polícia Militar. Os jogadores já estavam no vestiário, a delegação toda começando os preparativos para o aquecimento, e houve essa tentativa de invasão. Também não entendemos direito. O nosso chefe de segurança orientou todos a deixarem o local, até porque é um espaço pequeno. Está tudo bem”, informou, em entrevista à rádio CBN/Diário.

Na zona de rebaixamento da Segundona, o Figueirense continua com 16 pontos na tabela e em 18º lugar. Com a derrota, a equipe Alvinegra soma a quinta derrota em Florianópolis na competição, aumentando a crise dos comandados de Marcelo Cabo.

Zé Love foi a principal novidade na escalação de Marcelo Cabo. O atacante voltou aos gramados após cinco meses por causa de uma recuperação de uma cirurgia de hérnia de disco na região da coluna. Sem atuar desde fevereiro, durante a semana, Zé afirmou que viveu o "pior semestre da vida", com direito a aprendizados.

“É uma situação difícil. Não tem o que falar, temos que ser homens. Só nós podemos tirar o Figueirense dessa situação. Tem muito campeonato pela frente”, alertou Marquinhos, zagueiro do Figueirense após a partida

Após a derrota, o Figueirense segue em Santa Catarina e recebe o Juventude. A partida será na próxima terça-feira (01), às 19h15, válida pela 18ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro.