Figueirense e Santa Cruz medem forças em confronto direto por sobrevida contra rebaixamento

Primeiro dentro do Z-4, Figueira tenta abrir distância para concorrentes diretos, enquanto que Cobra Coral busca voltar a vencer quatro jogos e ganhar novo fôlego

Figueirense e Santa Cruz medem forças em confronto direto por sobrevida contra rebaixamento
Foto: Rodrigo Baltar/Santa Cruz
Figueirense
Santa Cruz
Figueirense: Saulo; Dudu, Leandro Almeida, Henrique Trevisan e João Lucas; Zé Antônio, Pereira, Marco Antônio e Patrick; Jorge Henrique (Joãozinho) e Zé Love. Técnico: Milton Cruz
Santa Cruz: Júlio César; Nininho, Anderson Salles, Guilherme Mattis e Yuri; Derley, Wellington Cézar e Thiago Primão; André Luís, Grafite e João Paulo. Técnico: Marcelo Martelotte
ÁRBITRO: Sávio Pereira Sampaio (DF)
INCIDENCIAS: Partida válida pela 29ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro 2017, a ser disputada no Orlando Scarpelli, em Florianópolis, em Santa Catarina

Depois de 2016 marcado por rebaixamento, Figueirense e Santa Cruz tentam evitar que 2017 seja repetido. Na tarde deste sábado (14), pela 29ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro, as equipes duelam no Orlando Scarpelli - em Florianópolis - em confronto direto contra a degola, buscando se distanciar da possibilidade de cair à Série C.

Terceiro pior mandante empatado justo com seu adversário, o Figueira visa recuperação no certame e aproveitar que tem melhor momento. A derrota por 3 a 0 para o Luverdense, também em confronto entre os últimos colocados, deixou os catarinenses na 17ª colocação na tabela e somando 32 pontos, dois a menos que o Verdão, primeiro fora.

Em fase mais complicada, já que nem uma vitória o livra do Z-4, o Mais Querido não vence há quatro rodadas e procura reabilitação longe dos seus domínios. Com apenas dois triunfos fora de casa, a Cobra Coral é a quarta que menos pontuou como visitante e, depois de perder para o América-MG no Arruda, ficou na 18ª posição com 29 pontos ganhos.

Figueira com duas mudanças contra Santa

Oscilando nos últimos jogos, o Figueirense busca ter boas atuações em campo para ganhar fôlego na reta final. Em contrapartida, o treinador Milton Cruz tem duas baixas para a partida, mas deixando em aberto a equipe titular para enfrentar o Santa Cruz, que já encarou este ano por ter passado pelo Náutico.

Atacante Henan, um dos principais goleadores no certame com 12 gols marcados, está fora por conta de lesão na coxa. Na sua vaga, disputam Jorge Henrique - de volta após se recuperar de contusão - e Joãozinho, que vinha atuando e pode ser escolhido. Na zaga, Marquinhos recebeu o terceiro amarelo e vai ser substituído por Henrique Trevisan.

Cotado para iniciar de titular, Jorge Henrique espera afastar situação ruim (Foto: Luiz Henrique/Figueirense FC)
Cotado para iniciar de titular, Jorge Henrique espera afastar situação ruim (Foto: Luiz Henrique/Figueirense)

Um dos mais experientes do elenco alvinegro, Jorge Henrique admite a fase conturbada vivida na Segundona. Depois de bom início, o Figueira acabou caindo pela tabela e chegando à zona de rebaixamento, o que incomoda o atleta e pede para que a torcida empurre e todo o plantel se motive na briga.

"Não tem o que fazer diferente. Temos que vencer os jogos e botar na cabeça que ali, dentro de campo, nós que temos que resolver. Fomos nós, jogadores, que colocamos o Figueirense nesta situação e teremos que tirar. Junto à torcida e, como se diz no futebol, ralando a bundinha no chão, se dedicando, tenho certeza que a torcida vai vir para o nosso lado", afirmou o experiente.

Martelotte opta por sequência dos titulares

Com todo o elenco à disposição para enfrentar o Figueirense, o técnico Marcelo Martelotte testou novas possibilidades durante a semana, no entanto decidiu não mudar. Para voltar a vencer após quatro rodadas, o Mais Querido busca não se complicar ainda mais na classificação e o intuito é ganhar sobrevida contra a degola.

Por não mexer nada em relação ao time que perdeu para o América, o comandante tricolor continuará com Júlio César no gol, Nininho e Yuri nas laterais, bem como Anderson Salles e Guilherme Mattis formando a dupla de zaga. No meio-campo, Derley e Wellington Cézar vão fazer a cabeça de área, enquanto Thiago Primão fica na armação; no ataque, o ídolo Grafite joga na referência, já André Luís e Bruno Paulo jogam nas pontas.

Comandante coral opta pela sequência dos titulares diante do Figueira (Foto: Rodrigo Baltar/Santa Cruz)
Comandante coral opta pela sequência do time titular para encarar Figueira (Foto: Rodrigo Baltar/Santa Cruz)

Enaltecendo a importância de dar sequência aos titulares, Marcelo diz que a atuação - apesar do resultado negativo - foi aprovada. De acordo com o treinador coral, a postura tática foi um ponto positivo mostrado contra o Coelho, porém a marcação terá de ser mais intensa diante do alvinegro catarinense.

"Tendência é a gente começar com o mesmo time que iniciou contra o América-MG. Dar sequência nesse momento que, mesmo com derrota, fizemos bom jogo. Tivemos evolução no sentido tático, de jogar com a bola. Temos a ideia inicial de marcar bem o Figueirense, mas marcar e ter a condição de ser agressivo também", declarou Martelotte.