Flamengo bate Vitória com gol solitário de Felipe Vizeu e alcança G-4

Fazendo uma partida ofensivamente, o time treinado por Zé Ricardo venceu o Leão pelo placar mínimo em Volta Redonda e alcançou o grupo dos quatro primeiros colocados

Flamengo bate Vitória com gol solitário de Felipe Vizeu e alcança G-4
Foto: Flamengo/Divulgação
Flamengo
1 0
Vitória
Flamengo: Alex Muralha; Rodinei, Léo Duarte, César Martins, Jorge; Márcio Araújo, Willian Arão, Mancuello (Everton, intervalo), Alan Patrick (Cuéllar, min. 36/2ºT); Marcelo Cirino (Gabriel, min. 28/2ºT) e Felipe Vizeu.
Vitória: Fernando Miguel; Maicon Silva, Victor Ramos, Ramon e Diego Renan; Amaral (Leandro Domingues, min. 23/2ºT), Willian Farias e Flávio; Vander (David, min. 36/2ºT), Dagoberto (Alípio, min. 19/2ºT) e Kieza
Placar: 1-0, min. 18/2ºT - Felipe Vizeu
ÁRBITRO: FABRICIO VILARINHO DA SILVA (GO) - Advertidos: Diego Renan (min. 27/1ºT), Léo Duarte (min. 10/2ºT), Kieza (min. 22/2ºT), Rodinei (min. 44/2ºT)
INCIDENCIAS: Partida válida pela 5ª rodada do Campeonato Brasileiro

Na noite desta quinta-feira (2), o Flamengo recebeu o Vitória no Estádio Raulino de Oliveira, em Volta Redonda, em partida válida pela 5ª rodada do Campeonato Brasileiro. A equipe carioca venceu o jogo por 1 a 0, gol marcado por Felipe Vizeu, no segundo tempo.

Com o resultado, o Flamengo consegue a segunda vitória seguida na competição, alcançando momentaneamente a 4ª colocação na tabela, somando 10 pontos. A equipe comandada pelo treinado Zé Ricardo volta a campo pelo Brasileirão no próximo domingo (5), às 16h, contra o Palmeiras, no Estádio Mané Garrincha, em Brasília.

O Vitória segue irregular no campeonato e sem vencer fora de casa, a derrota para o Flamengo deixou a equipe, por enquanto, 15ª posição, com 5 pontos conquistados. O time treinado por Vagner Mancini joga novamente pelo Campeonato Brasileiro no domingo, às 16h, recebendo o Internacional, no Estádio Barradão.

Primeiro tempo sem gols, apesar da pressão do Flamengo

O jogo começou bastante brigado, com as duas equipes disputando com firmeza os espaços no meio-campo. O Vitória começou pouco melhor que o Flamengo, tendo mais a posse de bola e se fazendo mais presente no campo ofensivo, porém, o time carioca aos poucos foi invertendo a situação, equilibrando a partida e sendo perigoso nos contra-ataques, principalmente pelo lado direito.

Conforme o tempo passava, o Flamengo foi tomando o controle da partida, tendo maior controle ofensivo do meio-campo, com Mancuello e Alan Patrick organizando as jogadas. No entanto, o Vitória mostrava que também estava vivo no jogo, chegando a assustar o goleiro Muralha, na finalização de Vander.

A equipe carioca passou a pressionar o adversário, tendo as melhores jogadas surgindo pela direita, com Rodinei e Willian Arão. O Flamengo criava grandes chances de gol, a melhor delas com foi aos 29 minutos, após boa jogada e cruzamento de Felipe Vizeu, Alan Patrick finalizou fraco e o lateral-esquerdo Diego Renan conseguiu tirar em cima linha, na sequência do lance, Cirino quase aproveitou o vacilo do goleiro.

No final do primeiro tempo, o rubro-negro carioca seguia melhor, apesar de já não estar pressionando da mesma forma. O Vitória, tentou se aproveitar da queda de ritmo do adversário, mas não tinha sucesso na criação das jogadas, terminando assim a etapa inicial com placar zerado.

Vizeu marca de cabeça e garante vitória do Fla

O segundo tempo começou com o Flamengo adiantando a sua marcação, dificultando a saída de bola do Vitória desde a dupla de zaga. O time carioca armava boas jogadas, sempre pelo lado direito, mas não conseguia criar chances claras de gol, apesar de estar sempre rondando a área do adversário.

Sem conseguir armar jogadas, a equipe baiana passou a ter uma postura mais defensiva e a apostar nos erros do Flamengo, buscando os contra-ataques. Até que aos 18 minutos, o Flamengo abriu o placar, após cobrança de falta pra área, a defesa do Vitória afastou mal, Willian Arão mandou de volta pro meio da área e Felipe Vizeu mandou de cabeça para o fundo das redes.

Após o gol, o rubro-negro do Rio ainda quase ampliou o placar pouco depois, mas Marcelo Cirino desperdiçou, isolando a bola. Com a vantagem no placar, o time do Flamengo diminuiu o ritmo, tocando mais a bola, porém ainda criando perigo. O Vitória, desorganizado e com a equipe muito espaçada em campo não conseguia armar jogadas, esbarrando na defesa adversária.

Na parte final, o Flamengo tirou a velocidade do jogo e passou a aproveitar muito bem a posse de bola, trocando passes e envolvendo a defesa adversária, fazendo o tempo passar e ao mesmo tempo levando perigo, garantindo assim a vitória simples por 1 a 0.