Flamengo perde pênalti nos acréscimos e fica no empate com São Paulo

Argentino Calleri marcou duas vezes e foi expulso. Rubro-negro que foi superior por boa parte do jogo acabou lamentando o resultado no fim

Flamengo perde pênalti nos acréscimos e fica no empate com São Paulo
(Foto: Divulgação/ CR Flamengo)
Flamengo
2 2
São Paulo
Flamengo: ALEX MURALHA; RODINEI, RÉVER, RAFAEL VAZ, JORGE; MÁRCIO ARAÚJO, WILLIAN ARÃO, EVERTON (FERNANDINHO, MIN.53), ALAN PATRICK; MARCELO CIRINO (GABRIEL, MIN.78), FELIPE VIZEU (EMERSON, MIN.67).
São Paulo: DENIS; BRUNO, MAICON, RODRIGO CAIO, MATHEUS REIS; ARTUR, JOÃO SCHMIDT, KELVIN (CARAMELO, MIN.70), PAULO HENRIQUE GANSO, MICHEL BASTOS; CALLERI.
Placar: 0-1, MIN.11, CALLERI. 1-1, MIN.22, RODRIGO CAIO (C), 1-2, MIN.51, CALLERI, 2-2, MIN.59, WILLIAN ARÃO.
ÁRBITRO: ELMO ALVES RESENDE CUNHA. MARCELO CIRINO (MIN.32), KELVIN (MIN.48), CALLERI (MIN.65), CALLERI (MIN.67), CARAMELO (MIN.88).
INCIDENCIAS: PARTIDA VÁLIDA PELA 09ª RODADA DO CAMPEONATO BRASILEIRO 2016. REALIZADA NO ESTÁDIO MANÉ GARRINCHA, EM BRASÍLIA.

Na tarde deste domingo (19) Flamengo e São Paulo ficaram no empate em um jogo repleto de emoções em Brasília, válido pela  09ª rodada do Campeonato Brasileiro 2016. Calleri inaugurou o marcador para o Tricolor, mas Rodrigo Caio contra deixou tudo igual. Na segunda etapa, novamente nos minutos iniciais o artilheiro argentino deixou o Sã o Paulo à frente. Willian Arão de cabeça deixou tudo igual mais uma vez. Aos 48' do segundo tempo Alan Patrick perdeu o pênalti que poderia deixar o Flamengo no G-4.

Pela primeira vez no Brasileirão o São Paulo teve a disposição o seu quarteto ofensivo: Kelvin, Ganso, Michel Bastos e Calleri. Contudo, apenas o argentino fez uma boa partida no Mané Garrincha. O empate ainda deixa os são-paulinos na cola do G-4, a somente um ponto do Grêmio que encerra a rodada diante do Cruzeiro às 18h30. Na próxima rodada, os comandados de Edgardo Bauza recebem o Sport no Morumbi, tendo mais uma ótima oportunidade de ficar entre os quatro primeiros do campeonato. Calleri expulso é baixa para o duelo.

O empate acaba tendo um gosto de derrota para o Flamengo, que foi superior durante quase toda a partida, e obteve diversas oportunidades para sair de Brasília com os três pontos e a vaga no G-4. O rubro-negro também segue "namorando" as primeiras posições do campeonato, e deve ter algumas novidades para a próxima semana. Abel Braga pode assumir o comando da equipe, e a novela com o zagueiro Donatti do Rosário Central deve terminar com um final feliz para os cariocas. O Mengão volta a campo na próxima quarta-feira (22), quando visita o Santa Cruz no Arruda.

Flamengo cria mais chances, mas para na eficiência do São Paulo

Atuando de forma compacta, o São Paulo priorizou a forte marcação nos primeiros minutos, desta maneira, foi o Flamengo quem buscou o ataque. O lado direito da defesa tricolor foi o principal alvo das jogadas do clube carioca que levou perigo em dois lances afastados por Rodrigo Caio e Bruno, mas foi Rodinei de perna esquerda quem obrigou a primeira grande defesa de Denis na partida. Marcelo Cirino em linda jogada também invadiu a área são-paulina, limpou dois marcadores e acabou caindo, mas o árbitro mandou seguir.

Após cobrança de escanteio a zaga do São Paulo afastou, a bola caiu nos pés de Paulo Henrique Ganso que fez um lançamento espetacular para Calleri, o argentino se livrou da marcação de Márcio Araújo e seguiu livre para tocar tranquilamente na saída de Muralha para abrir o placar. O gol fez o Tricolor se jogar mais ao ataque, equilibrando as ações do jogo. Aos 22', desta vez pela esquerda foi Jorge quem fez a jogada, Éverton cruzou e Rodrigo Caio acabou desviando para a própria meta, igualando o marcador no Mané Garrincha.

Assim como ocorreu com o São Paulo, o Flamengo voltou a ter a posse de bola e buscou o ataque como no início do jogo. Cinco minutos após ter empatado Éverton recebeu na área e se chocou com Maicon, mais uma vez o rubro-negro reclamou de penalidade mas o árbitro nada assinalou. Alan Patrick com sua melhor característica, o chute de média distância obrigou Denis a realizar mais uma defesa complicada.

Nos contra-ataques, como fez durante toda a primeira etapa o São Paulo por pouco não ficou mais uma vez à frente no placar quando Bruno cruzou na medida e Calleri cabeceou por cima da meta de Alex Muralha. No lance seguinte brilhou a estrela de Denis. Éverton deixou Vizeu em ótima condições, o garoto limpou Rodrigo Caio mas parou em Denis, na volta Éverton finalizou forte e mais uma vez o arqueiro são-paulino fez a defesa. O Tricolor também teve a chance de ir para o intervalo com vantagem. Ganso no contra-ataque deixou Michel Bastos livre para finalizar, mas o camisa 7 desperdiçou a ótima oportunidade.

Semelhante ao primeiro tempo, Calleri faz mais um no início, mas pênalti no final define o resultado

Nada mudou após o reinício da partida. Atuando de maneira semelhante ambas as equipes marcavam forte, com a posse bola saíam em velocidade. Sumido durante toda a primeira etapa, Kelvin fez boa jogada pela ponta direita e cruzou com categoria para Calleri, o argentino demonstrou mais uma vez seu oportunismo e desviou para o fundo das redes do rubro-negro para marcar o segundo dele e o segundo do São Paulo. Atrás mais uma vez no placar, Zé Ricardo mudou de imediato a equipe. Éverton com problemas estomacais saiu e deu lugar para Fernandinho, que vestiu o manto são-paulino de 2010 à 2012.

Não demorou muito para o Flamengo deixar tudo igual mais uma vez. Alan Patrick cobrou a falta pela direita na cabeça de Willian Arão, o meia cabeceou forte no canto esquerdo de Denis, tirando completamente o goleiro são-paulino do lance. Calleri por reclamação tomou seu terceiro cartão amarelo e ficou automaticamente suspenso do próximo jogo do São Paulo no Brasileirão, que será na próxima quinta-feira (23) diante do Sport no Estádio do Morumbi. Entretanto, o argentino permaneceu reclamando e acabou recebendo o segundo cartão, consequentemente sendo expulso de campo.

Com um a mais em campo, o Flamengo se tornou ainda mais superior, e a partida se tornou um verdadeiro ataque contra defesa. Kelvin que poderia ser o homem dos contra-ataques acabou sendo sacrificado, e acabou sendo substituído por Caramelo, priorizando ainda mais a marcação. A virada rubro-negra por pouco não veio após a cobrança de escanteio de Márcio Araújo, quando Réver tentou desviar de cabeça e a bola acabou parando na trave esquerda de Denis.

Fernandinho acabou entrando bem na vaga de Éverton, e acabou dando ainda mais movimentação ao ataque rubro-negro. Ele e Alan Patrick foram os jogadores mais perigosos do Flamengo após a expulsão de Calleri. O segundo deu ainda mais trabalho à Denis após bela finalização pela ponta direita. Já nos acréscimos, Maicon levantou demais o pé e fez pênalti em Sheik. Alan Patrick foi para a cobrança e chutou para fora, desperdiçando a chance da vitória para o rubro-negro.