Vaz falha, Richarlison desencanta e Fluminense vence Flamengo em Natal

Se beneficiando de falha clamorosa de Rafael Vaz e gol contra e Willian Arão, o tricolor bateu o rubro-negro no clássico na Arena das Dunas

Vaz falha, Richarlison desencanta e Fluminense vence Flamengo em Natal
(Foto: Fluminense / Divulgação)
Flamengo
1 2
Fluminense
Flamengo: Alex Muralha, Pará, Réver, Rafael Vaz, Jorge; Márcio Araújo (Mancuello, min. 32/2ºT), Willian Arão, Ederson (Emerson, intervalo), Alan Patrick; Marcelo CIrino (Fernandinho, min. 30/2ºT), Guerrero, Everton.
Fluminense: Diego Cavalieri, Wellington Silva, Gum, Henrique, Giovanni; Edson, Douglas, Cícero, Gustavo Scarpa; Maranhão (Osvaldo, min. 26/2ºT), Magno Alves (Richarlison, min. 26/2ºT, Pedro, min. 38/2ºT)).
Placar: 0-1, min. 02/2ºT - Willian Arão (contra). 1-1, min. 12/2ºT, Guerrero. 1-2, min. 30/2ºT, Richarlison.
ÁRBITRO: Luiz Flavio de Oliveira (Fifa/SP) - advertido: Wellington Silva (min. 45/1ºT)
INCIDENCIAS: Partida válida pela 11ª rodada do Campeonato Brasileiro, jogada na Arena das Dunas.

Na tarde deste domingo (26), Flamengo e Fluminense foram até a Natal, na Arena das Dunas, fazer o clássico Fla-Flu, válido pela 11ª rodada do Campeonato Brasileiro. O tricolor saiu vencedor do confronto pelo placar de 2 a 1, com gols de Willian Arão (contra) e Richarlison, o rubro-negro descontou com Guerrero.

Para o Flamengo, a derrota quebrou uma sequência de duas vitórias e significou para a equipe a saída do G4 do Brasileirão. O time treinado por Zé Ricardo caiu momentaneamente para a 6ª posição na tabela com 17 pontos. O Rubro-negro volta a campo pelo Campeonato Brasileiro na próxima quarta-feira (29), às 19h30, contra o Internacional no Estádio Kleber Andrade, em Caricacia (ES).

O resultado positivo do Fluminense no clássico deu fim a uma sequência negativa de duas derrotas, e levou o time tricolor ao 9º lugar na tabela de classificação, com 16 pontos. A equipe de Levir Culpi entra em campo novamente pela competição na próima quarta-feira, às 21h45, contra o São Paulo no Estádio do Morumbi.

Flamengo joga melhor, mas placar fica zerado

A partida começou com o Flamengo melhor, pressionando no campo ofensivo a saída de bola do adversário e obrigando o Fluminense a forçar jogadas arriscadas e erros. A primeira boa chance foi Rubro-negra, aos 5 minutos, no cruzamento de Cirino, que Alan Patrick chegou batendo, mas jogou a bola para fora.

O Flamengo seguia procurando mais o gol, principalmente em jogadas pelo lado direito, tendo o domínio da maior parte dos lances ofensivos e assustando o goleiro Diego Cavalieri. O Fluminense, apesar de acoado, dava aos poucos sinais de reação e também começava a levar perigo a meta adversária.

O lado direito rubro-negro com Marcelo Cirino e Pará levava vantagem sobre o lado esquerdo tricolor, onde Henrique e Giovanni encontravam muita dificuldade para acertar a marcação. Conforme o tempo passava, ambas as equipes diminuiam o ímpeto e deixavam espaços, facilitando a troca de passes.

Nos minutos finais do primeiro tempo, o Flamengo seguia melhor ofensivamente, bloqueando as saídas do adversário, porém sem conseguir levar perigo efetivo ao gol de Cavalieri. O Fluminense por sua vez, com dificuldade na saída de bola, se defendia como podia e conseguiu suportar até o árbitro encerrar o primeiro tempo.

Fluminense aproveita as falhas do rival e vence o clássico

Na etapa final, a partida começou diferente da primeira parte. O time do Fluminense começou atacando e conseguiu abrir o placar, encontrando o gol aos 3 minutos, após cobrança de escanteio de Gustavo Scarpa, Willian Arão cabeceou contra o próprio gol, surpreendendo o goleiro Alex Muralha, fazendo 1 a 0 para o tricolor.

O gol deu gás ao time do Fluminense que seguia no campo ofensivo, porém o Flamengo conseguiu empatar a partida num vacilo da defesa tricolor, aos 12 minutos, com Guerrero, após o bate-rebate na área, o atacante peruano mandou para o fundo das redes.

O empate deixou o jogo completamente aberto, com ambas as equipes criando várias oportunidades e tornando os goleiros Alex Muralha e Diego Cavalieri os verdadeiros protagonistas do segundo tempo. Até que aos 30 minutos, o tricolor voltou a ter vantagem no placar, após falha clamorosa do zagueir Rafael Vaz, recuando a bola para Richarlison, o atacante do Fluminense driblou o goleiro adversário e finalizou para o gol vazio, marcando 2 a 1.

Na parte final do jogo, o Tricolor tendo o resultado favorável, não tinha pressa alguma com a bola nos pés e quando não tinha a posse da bola, se fechava todo atrás, dificultando as chegadas do Flamengo. O Rubro-negro tentava buscar ao menos o empate, a equipe arriscava chutes de fora da área, devido a dificuldade de armar jogadas, o time tentou sem sucesso encontrar o gol, termiando a partida com vitória do Fluminense.