Jogadores do Flamengo lamentam derrota e admitem atuação ruim

Márcio Araújo, Mancuello e Muralha pedem reação rápida e confessam jogo abaixo do esperado

Jogadores do Flamengo lamentam derrota e admitem atuação ruim
Márcio Araújo não jogou bem mais uma vez (Foto: Gilvan de Souza / Flamengo)

O Flamengo foi a campo na noite desta quarta-feira (28) e enfrentou o Palestino (CHI) no Kléber Andrade, em Cariacica. Mesmo com vantagem pela vitória fora de casa por 1 a 0, o rubro-negro não jogou bem e foi derrotado por 2 a 1, sendo eliminado da Copa Sul-Americana, perdendo a invencibilidade de oito jogos, sendo sete no Espírito Santo.

Márcio Araújo foi um dos únicos jogadores a falar com a imprensa ainda no gramado e admitiu que o Flamengo jogou mal. "Infelizmente nosso primeiro tempo foi muito ruim. Abaixamos a guarda e eles surpreenderam. Segundo tempo foi diferente, mas não conseguimos", comentou.

Outro a falar com os jornalistas foi Mancuello, que salvou o Fla diante do Cruzeiro e não conseguiu repetir o feito. O argentino, que foi pedido pela torcida durante o jogo, lamentou bastante a eliminação: "É o futebol. Na verdade hoje o Flamengo não jogou como vem jogando. No futebol, se você não jogar no limite, acontece muitas coisas. O grupo está unido, queria passar de fase e continuar na Copa, mas lamentavelmente não conseguimos fazer o trabalho de jogos anteriores. A torcida seguiu acompanhando até o final mas não conseguimos empatar. Antes do jogo no Chile, falamos que o confronto tinham quatro tempos".

Mancuello afirmou que é hora de olhar para frente apesar da tristeza pelo resultado. "Estamos num clube muito grande e temos que recompor no final de semana. Grupo tem que reagir rapidamente para o final de semana. Pelo respeito ao clube, temos que sentir essa dor que a torcida sente", completou.

Um dos melhores jogadores do elenco e atual convocado para a Seleção Brasileira, Alex Muralha falhou no segundo gol do Palestino, quando em chute de fora da área ele pulou atrasado e a bola entrou. Depois do duelo, o goleiro admitiu o erro. "Foi culpa minha sim no gol. Não vi a saída da bola e acabei escorregando também, mas não justifica nada. Fui infeliz no lance", disse.

"Temos que levantar a cabeça agora. Não temos tempo para lamentar. Querendo ou não, a gente queria também chegar nas finais da Sul-Americana, disputar uma final. Mas agora é focar no Brasileiro que é o nosso principal objetivo. Nós temos um elenco muito forte. A gente está acostumado, desde janeiro só viajando, jogando fora. Cansaço não vai justificar. Vamos focar que a guerra continua. A gente estava acostumado há um bom tempo a só ter vitórias. Mas é nesse momento que a gente tem que se fechar mais e se fortalecer ", completou Muralha.

O Flamengo volta a campo neste sábado, quando enfrenta o São Paulo, no Morumbi, às 16h, pelo Campeonato Brasileiro. Para seguir na cola do Palmeiras na liderança, a equipe rubro-negra só pensa na vitória.