11 contra 11: Flamengo vence Fluminense por vantagem mínima na comparação por escalação

As diferenças nas escalações, onde o Tricolor opta por não ter centroavante fixo e o Rubro-Negro atua com dois meias de armação, definiram o confronto

11 contra 11: Flamengo vence Fluminense por vantagem mínima na comparação por escalação
11 contra 11: Flamengo vence batalha contra Fluminense por vantagem mínima

G-6 x caça à liderança: Fluminense e Flamengo fazem clássico nesta quinta-feira (13), às 21h, no Raulino de Oliveira, com propósitos diferentes. O Tricolor é o sexto colocado, com 46 pontos, e busca a vitória para se firmar no G-6, que classifica à pré-Libertadores. O Rubro-Negro, por sua vez, não perde há exatos dois meses e quer manter a boa fase para seguir na cola do líder Palmeiras. O Fla é o segundo colocado com 57 pontos, três a menos que a equipe paulista.

+ G-6 x caça à liderança: Fluminense e Flamengo fazem clássico com objetivos distintos no Raulino

Sabendo disso, as redações de Flamengo e Fluminense da VAVEL se uniram para fazer um comparativo 11 contra 11 das escalações da equipe para definir que levam vantagem, apenas no papel. As diferenças nas escalações, onde o Tricolor opta por não ter centroavante fixo e o Rubro-Negro atua com dois meias de armação, definiram o confronto. Confira!

- Julio César x Muralha: (0-1)

Vitória de Alex Muralha! O campeonato do ex-goleiro do Figueirense que assumiu a titularidade no Flamengo é exemplar. Até convocação para a Seleção Brasileira o arqueiro que desbancou Paulo Victor conquistou. 

- Wellington Silva x Pará: (1-1)

Vitória de Wellington Silva! No duelo dos criticados, venceu a regularidade. Pará cresceu no campeonato, mas passou boa parte à sombra de Rodinei. Wellington Silva, com as lesões de Jonathan, tem sido regular durante todo o torneio. 

- Henrique x Rafael Vaz: (2-1)

Vitória de Henrique! Contratado para solucionar os problemas defensivos do Fluminense, Henrique tem evoluído durante o Campeonato Brasileiro. O Tricolor chegou a ter a defesa menos vazada e muito devido as boas atuações do zagueiro.

- Gum x Réver: (2-2)

Vitória de Réver! Assim como Henrique, Gum tem feito um excelente Brasileirão pelo Fluminense, mas Réver figura a condição de xerifão rubro-negro. Se antes o Tricolor era a defesa menos vazada do torneio, hoje o cargo está com o rubr-negro muito graças a arrumada que Réver deu na zaga.

- William Matheus x Jorge: (2-3)

Vitória de Jorge! Destaque da seleção Sub-20 e na pré-lista de convocados para a Olimpíada, Jorge foi da base à titularidade absoluta no Flamengo. Vitória tranquila contra Willian Matheus, que ainda não brilhou no Fluminense.

- Pierre x Márcio Araújo: (3-3)

Vitória de Pierre! Pierre virou o homem de confiança de Levir Culpi e tem crescido durante o Campeonato Brasileiro. No novo esquema tático do treinador, tem ocupado função importante no sistema defensivo. Márcio Araújo é regular, criticado (às vezes) injustamente, mas detém um grau de importância menor que Pierre.

- Douglas x Willian Arão: (3-4)

Vitória de Willian Arão! Sem dúvidas, um dos melhores volantes do Campeonato Brasileiro. Importantíssimo para toda a criação de jogadas rubro-negras e faz por merecer uma convocação à Seleção Brasileira. Estará na seleção do campeonato no fim do ano.

- Cícero x Diego: (3-5)

Vitória de Diego! São posições diferentes, é claro, e com isso Diego leva vantagem. Enquanto Cícero atua de segundo volante, com função de fazer bola correr, Diego é responsável por chamar a responsabilidade e criar jogadas, ação que tem feito muito bem neste retorno ao Brasil.

- Gustavo Scarpa x Alan Patrick: (4-5)

Vitória de Gustavo Scarpa! Talvez o melhor meiocampista do Campeonato Brasileiro. Revelação de Xerém e jóia tricolor, Gustavo Scarpa tem sido o grande destaque do Fluminense no torneio. Vitória fácil.

- Wellington x Everton: (5x5)

Vitória de Wellington! Retornou da Europa para ser importantíssimo na campanha do Fluminense neste Campeonato Brasileiro. É peça fundamental no esquema de Levir Culpi e, sem ele, dificilmente o Tricolor estaria lutando por uma vaga no G-6.

- Marcos Júnior x Leandro Damião: (5x6)

Vitória de Leandro Damião! O duelo que define o vencedor no 11 contra 11 é definido pelos esquemas diferentes. Marcos Júnior rende bem menos nesta escalação sem centroavante de Levir Culpi do que quase flutua por trás do camisa 9. Com isso, é derrotado por Leandro Damião, que tem suprido bem a ausência de Paolo Guerrero quando necessário.